Polícia invade sem mandado judicial e atirando a Escola Florestan Fernandes, do MST, em SP

Da Assessoria de Comunicação do MST

Na manhã desta sexta-feira (04) cerca de 10 viaturas das polícias civil e militar invadiram a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) em Guararema, São Paulo. 

De acordo com os relatos, os policiais chegaram por volta das 09h25, fecharam o portão da Escola e pularam a janela da recepção dando tiros para o ar. Os estilhaços de balas recolhidos comprovam que nenhuma delas eram de borracha, e sim letais.

Neste momento a polícia está em frente à ENFF, recuaram e estão aguardando um mandado de prisão.

O MST repudia a ação da polícia de São Paulo e exige que o governo tome as medidas cabíveis nesse processo. Somos um movimento que luta pela democratização do acesso a terra no país e não uma organização criminosa.

A operação em SP decorre de ações deflagradas no estado do Paraná e Mato Grosso do Sul. A Polícia Civil executa mandados de prisão contra militantes do MST, reeditando a tese de que movimentos sociais são organizações criminosas, já repudiado por diversas organizações de Direitos Humanos e até mesmo por sentenças do STJ.

tiro

Comments (3)

  1. Que “ESTILHAÇO” de bala é esse ? Pra quem não sabe isso é uma bala que NÃO FOI UTILIZADA, ela tá novinha em folha kkkk. Não tinha uma foto melhor ?
    que bando de perdedor ignorante.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

dez + 12 =