Grupo lança Websérie de quatro episódios sobre a redução da maioridade penal

Por Juca Kfouri

O Coletivo Rebento, formado por jornalistas, documentaristas e artistas, iniciou em 2015 a produção da websérie “O Filho dos Outros” com o objetivo de ajudar a qualificar o debate público sobre a redução da maioridade penal a partir da voz da juventude e de pesquisadores que estão debruçados sobre o tema e suas várias vertentes. 
Em dezembro de 2016, a websérie foi indicada a melhor roteiro documental pelo Rio WebFest, principal festival destinado à produção audiovisual para internet.

Contando basicamente com os recursos obtidos por meio de campanha de financiamento coletivo do Catarse foram produzidos quatro episódios, com duração de 13 a 18 minutos, que serão amplamente divulgados pelos canais do YouTube (/ofilhodosoutros) e Facebook (@ofilhodosoutros), sempre às 10h, a partir do dia 22 de março.

Antes do lançamento virtual, no entanto, será realizada a pré-estreia em São Paulo no dia 21/03, Dia Internacional contra a Discriminação Racial, a céu aberto, no teatro de contêiner da Cia Mungunzá, recentemente inaugurado no centro da cidade.

Na ocasião haverá projeção dos quatro episódios, seguida por uma roda de conversa com debatedores convidados (a confirmar) e produtores da websérie. Também haverá a entrega das recompensas para aqueles que contribuíram pelo Catarse, e uma exposição da galeria de fotos e das obras confeccionadas pelo artista Guilherme Augusto GAFI, responsável pela identidade da websérie.

Pré-estreia: “O FILHO DOS OUTROS”

Quando? 21/03/2017, terça-feira, das 18h30 às 23h.

Onde? Cia Mungunzá de Teatro, Rua dos Gusmões, 43 – Centro, São Paulo.

Quanto? Entrada gratuita.

Na ocasião serão vendidos comes e bebes.

Mais detalhes no evento do Facebook. Confirme sua presença e venha confraternizar conosco AQUI.

Sinopse dos episódios

Trailer:

Episódio 1: “Pea”

Parte do Coletivo Rebento acompanhou a situação do sistema socioeducativo do Ceará marcado por rebeliões, denúncias de torturas e maus tratos contra os adolescentes internos. Entrevistamos especialistas, entidades de proteção à criança e ao adolescente e outras que acompanham a situação de perto. Entramos em algumas unidades mostrando uma situação degradante e a necessidade de se repensar o modo de funcionamento do sistema.

Episódio 2: “Salmo 121”

No segundo episódio acompanhamos a história de mães e ex-internos que passaram pela antiga Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor (Febem), atual Fundação Casa, e que contam a experiência da internação e os impactos sociais e psicológicos desse processo na vida dos jovens e de suas famílias.

Episódio 3: “Ovelha negra”

Este episódio discute a entrada de jovens e adolescente no mundo do crime explorando as razões que levem eles a trilhar tais caminhos. Ao mesmo tempo em que contamos essas histórias por meio de história de ex-internos, abordamos o processo de formação e expansão do Primeiro Comando da Capital (PCC) que atualmente domina um percentual importante dos presídios no Brasil.

Episódio 4: “Roda Gigante”

Este episódio é uma imersão no universo da juventude de periferia que se encontra em rolezinhos, bailes funks e redes sociais e afirma sua identidade na produção cultural e seus modos de comportamento. Porém, apesar da sociedade consumir suas músicas e seus signos culturais que essa juventude produz estes jovens são alvo de preconceito e criminalização.

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Ruben Siqueira.

 

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.