“não Vale a pena”: a mineração e a destruição do direito à vida digna (vídeo)

Por Movimento pelas Serras e Águas de Minas (MovSAM)

Nesta semana em que se comemora o Dia Mundial da Água (22), compartilhamos em primeira mão o vídeo documentário “Não Vale a Pena” (36 min, 2016), um dos resultados do projeto “Água Vale Mais que Minério no Quadrilátero Ferrífero-Aquífero, Minas Gerais”, que contou com recursos do Fundo Brasil de Direitos Humanos e o apoio da Arca Amaserra.

O vídeo documentário, assim como o dossiê-denúncia que será lançado em breve, representam um esforço coletivo com vistas à denúncia das violações de direitos pela mineração a partir das perdas e sofrimentos causados pela destruição das águas, como também um manifesto de indignação frente às seguidas tragédias, crimes e omissões na operação e no licenciamento ambiental de empreendimentos do setor.

Sabemos que nenhum material pode transmitir a magnitude do que cada um de vocês viveu e ainda vive, ora sendo atingido e ameaçado ora sendo militante, liderança, ambientalista ou solidário. Se as “feridas em chaga” na paisagem causadas pela mineração falassem, dialogariam com as pessoas dilaceradas em suas lembranças dos processos de perdas e impactos em suas vidas e lugares. São testemunhos vivos de como esta atividade econômica amputa territórios, o presente e o futuro de populações. É crescente a apreensão sobre a irreversibilidade das transformações ecológicas e sociais deflagradas pela mineração.

Cada um de vocês que recebeu a equipe do projeto, deu seu depoimento e apoiou a sua realização nos territórios foi essencial e somos muito gratos.

Sem a parceria com as organizações/movimentos Abrace a Serra da Moeda, APHAA-BV, Arca Amaserra, Brigadas Populares, Instituto Aqua XXI, Movimento Águas e Serras de Casa Branca, Movimento pela Preservação da Serra do Gandarela, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ibirité e  União Ambientalista de Itabirito não seria possível realizar este vídeo documentário. Mesmo sem depoimentos de Congonhas, estivemos lá e contamos com grande apoio de Sandoval da Unaccon e Grupo Rede de Congonhas. Gratidão.

Obrigado Bruno Furiatti (Baré) pelas legendas.

Agradecemos também ao Cesar Padilla (Chile), coordenador do Observatório de Conflictos Mineros de America Latina (OCMAL), pelo seu depoimento e ao músico Carlos Zíngaro (Portugal) por ter cedido a trilha sonora final “Continuum”. Ambos, a milhares de quilômetros de distância, muito contribuíram.

(Para assistir com a legenda das falas em espanhol, clicar no símbolo “detalhes”, no canto direito inferior da tela de exibição, e acionar a legenda ESPANHOL – AMERICA LATINA)

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Maria Teresa Corujo.

Imagem: Área afetada pelo rompimento de barragem da Samarco em Mariana (MG) – Antonio Cruz | Agência Brasil.

 

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.