Carta aberta do cineasta Sílvio Tendler à Hebraica

O convite da Hebraica a Jair Bolsonaro, para uma palestra, causou revolta a grande parte da Comunidade Judaica, no Rio de Janeiro.

Abaixo, em Carta Aberta à Hebraica, o cineasta Sílvio Tendler denuncia o equívoco histórico e imperdoável de convidar alguém como ele para falar a uma juventude descendente de vítimas do fascismo:

Leia mais:

Bolsonaro na Hebraica: “Não vai ter um centímetro demarcado para reserva indígena ou para quilombola”

Comments (1)

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.