Documentos de Portugal confirmam que índios Gamela são donos da terra

Documentos históricos do século 18, pertencentes à Coroa Portuguesa, comprovam que os índios Gamela são os legítimos proprietários da área que hoje reivindicam no estado do Maranhão; documentos foram apresentados nesta terça-feira, 2, no plenário da Câmara, pelo deputado Zé Geraldo (PT-PA); “Foi a primeira sesmaria dada aos índios brasileiros, ou seja, os primeiros índios do Brasil que tiveram a doação de uma sesmaria foram os índios gamela no Maranhão, e o Ministro vem falar em supostos índios”, afirmou

No Brasil 247

Documentos históricos do século 18, pertencentes à Coroa Portuguesa, comprovam que os índios Gamela são os legítimos proprietários da área que hoje reivindicam no estado do Maranhão. No último domingo, 30, pistoleiros atacaram o Povoado de Bahias, em Viana (MA), a golpes de facão e pauladas. Um índio teve a mão decepada (leia mais).

Os documentos foram apresentados nesta terça-feira, 2, no plenário da Câmara, pelo deputado Zé Geraldo (PT-PA). Em discurso na Câmara, Geraldo destacou um ofício da Coroa, datado de 28 de outubro de 1784. “Este ofício tinha como destinatários o Governador do Maranhão, na época Governador e Capitão-General do Maranhão e do Piauí, José Teles da Silva, e o Secretário de Estado da Marinha e Ultramar, Martinho de Melo e Castro, informar a descida dos índios gamela do sertão para a vizinhança  da Vila de Viena, que naquele tempo era uma vila. Está aqui a carta escrita a punho”, disse o parlamentar.

“Foi a primeira sesmaria dada aos índios brasileiros, ou seja, os primeiros índios do Brasil que tiveram a doação de uma sesmaria foram os índios gamela no Maranhão, e o Ministro vem falar em supostos índios”, acrescentou.

Zé Geraldo não poupou críticas ao ministro da Justiça, Osmar Serraglio, que após o ataques aos índios, divulgou nota afirmando que iria apurar o ato contra “supostos indígenas”. “Está aqui a prova, Sr. Ministro. Se V.Exa. não sabia, está aqui a carta, está aqui um ofício de 1784, e V.Exa. falar em supostos índios é uma vergonha nacional. Eu acho que V.Exa. é um suposto Ministro”, afirmou.

Confira os documentos:

1 – OFÍCIO do governador e capitão-general do Maranhão e Piauí, José Teles da Silva, para o secretário de Estado da Marinha e Ultramar, Martinho de Melo e Castro, a informar a descida dos índios gamelas, do sertão para a vizinhança da vila de Viana.

2 – OFÍCIO do governador e capitão-general do Maranhão e Piauí, José Teles da Silva, para o secretário de Estado da Marinha e Ultramar, Martinho de Melo e Castro, a informar as visitas efectuadas aos índios gamelas, estabelecidos nas margens do lago Cajari, e a outros locais da capitania do Maranhão, referindo-se, às principais produções agrícolas encontradas.

3 – OFÍCIO do governador e capitão-general do Maranhão, Joaquim de Melo e Póvoas, para o secretário de Estado da Marinha e Ultramar, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, sobre o descimento dos índios gamelas para o lugar chamado de Lapela.

4 – Mapa da sesmaria dada aos índios

Legenda: Sesmeiros do Pindaré X índios Gamela: [Mapa da região do rio Pindaré e lago de Vianna com as sesmarias disputadas aos índios] Desenhado por Diogo Guilherme Boyhe, em 1822, em tinta ferrogálica, escala de duas léguas, tamanho 64,5 x 98cm em f. 69,5 x 104,5. Mapa feito a pedido do Senhor de Engenho Guilherme Wellstood, também capitão da Galera inglesa “George”, para subsidiar requerimento onde solicita concessão de terras na mesma região. Original faz parte do acervo da Biblioteca Nacional, copia digital disponível em: https://bdlb.bn.gov.br/acervo/handle/123456789/15743

 

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.