Presidente da Comissão de Transporte da Assembleia do Rio é sócio de diretor da Fetranspor foragido

Marcelo Simão (PMDB) é dono de imobiliária em São João de Meriti (RJ), junto com José Carlos Reis Lavouras e família. O deputado comanda a Comissão de Transportes da Assembleia Estadual há dez anos.

por Adriano Belisário para a Agência Pública

Quatro anos após enfrentarem os protestos dos manifestantes nas ruas, alguns dos maiores empresários de ônibus do Brasil tornaram-se alvo da Polícia Federal, que cumpriu 12 mandados de prisão na segunda-feira passada em mais uma fase da Operação Lava Jato. Desde o início do ano, a Pública investiga os negócios do setor para um especial a ser lançado no final do mês e adianta fatos que ainda não vieram à tona. É o caso dos negócios da família Lavouras com o deputado Marcelo Simão (PMDB), que praticamente desde 2007 preside a Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa (ALERJ). (mais…)

Ler Mais

Kaingang protestam em Brasília contra assédios e má gestão na saúde indígena

Por Guilherme Cavalli, no Cimi

Indígenas Kaingang de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul protestaram na tarde de segunda (3) em frente à sede da Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), em Brasília. As lideranças reivindicam que o governo federal investigue as denúncias de assédio moral e sexual e má gestão de recursos do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) da Região Sul, que atende os estados do RS e SC. (mais…)

Ler Mais

Incra inicia regularização fundiária de território quilombola no Rio de Janeiro

Do Incra/RJ

A regularização fundiária do território quilombola de Rasa, no município de Armação dos Búzios, na região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro, foi tornada pública em portaria do Incra publicada no último dia 27 de junho, no Diário Oficial da União. Serão beneficiadas 422 famílias daquela que é a maior comunidade remanescente de quilombo reconhecida no território fluminense. (mais…)

Ler Mais

Pnud premia organizações indígenas por projetos de sustentabilidade comunitária

Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) premiou o trabalho de duas organizações indígenas que desenvolvem projetos de desenvolvimento sustentável na Amazônia brasileira. As duas organizações não-governamentais indígenas são as duas únicas entidades brasileiras entre os 15 vencedores do Prêmio Equatorial 2017. Criado em 2002, o concurso recebeu, em junho, mais de 800 inscrições de 120 países. (mais…)

Ler Mais

Indígenas ocupam Secretaria Especial da Saúde em Porto Alegre por saída de coordenador

Por Fernanda Canofre, Sul21

Um dia depois da reunião de dez líderes kaingang do Rio Grande do Sul e Santa Catarina com a Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde, em Brasília, cerca de 40 indígenas kaingang e guarani de Porto Alegre e região metropolitana ocuparam o escritório da Sesai, na manhã desta terça-feira (04). Os indígenas chegaram ao local por volta das 9h e pediram que os funcionários se retirassem do local. A ocupação, segundo eles, teria ocorrido pacificamente. (mais…)

Ler Mais

MPF/AM e Ufam realizam seminário para discutir políticas públicas para indígenas na cidade

Discussão foi voltada para questões como ausência de políticas públicas específicas para acesso a terra e a moradia, aos serviços de saúde e educação

Procuradoria da República no Amazonas

O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) e o Núcleo de Estudos de Políticas Territoriais na Amazônia da Universidade Federal do Amazonas (Nepta/Ufam) realizaram o seminário “Povos indígenas na cidade e políticas públicas”. O evento ocorreu no último dia 3, no auditório Rio Solimões da Ufam, e teve o objetivo de debater soluções para a construção de políticas públicas específicas que garantam os direitos dos povos indígenas, em especial os que migram para áreas urbanas. (mais…)

Ler Mais

Prefeitura de Santa Bárbara nega aval para Samarco por conta de impacto ambiental

Segundo secretário do meio ambiente, as estruturas da mineradora no distrito são incompatíveis com legislação municipal

Por Léo Rodrigues /Agência Brasil, no Brasil de Fato

A prefeitura de Santa Bárbara decidiu não atender ao pedido da mineradora Samarco e negou a emissão da carta de conformidade, um dos pré-requisitos para o retorno da empresa às atividades. O documento deveria atestar que as estruturas da empresa na cidade estão de acordo com as leis municipais de uso e ocupação do solo. No entanto, na avaliação da prefeitura, elas não respeitam a legislação em vigor. (mais…)

Ler Mais