O Brasil no labirinto

Por Juliano Fiori, no blog da Boitempo

No Brasil de hoje, tudo é o que parece. O ventre da política foi aberto, teve suas entranhas repugnantes expostas, derramando fluidos fétidos e corrosivos na adoecida corrente sanguínea da sociedade. A conspiração é uma prática palpável, não uma teoria. As redes sociais e os meios de comunicação são os principais campos de batalha. O sigilo está perdendo seu valor, e a vantagem política é determinada pela velocidade de ação. Diversas facções adversárias se apressam em impedir as ofensivas alheias, que parecem ultrapassar e estilhaçar a flecha do tempo. O presente se encolhe. O amanhã é agora. O “homem de hoje” de Plutarco já está morto. (mais…)

Ler Mais

Aula Magna e Ato em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas e Quilombolas: contra o marco temporal, na UnB, 11/08

No Índio é Nós

No dia 16 de agosto, é possível que o Supremo Tribunal Federal julgue três ações sobre o chamado marco temporal, tese anti-indígena que tem a finalidade de limitar as demarcações de terras no Brasil. Tanto os povos originários quanto os quilombolas, que também estão sob a ameaça de aplicação dessa tese inconstitucional, vêm se mobilizando contra esse marco, que pretende negar as territorialidades históricas desses povos, bem como legitimar o genocídio que eles sofreram e a usurpação de suas terras por invasores e grileiros. (mais…)

Ler Mais

Documentário ‘Favela Olímpica’ conta história de resistência olímpica da Vila Autódromo

A estréia mundial de Favela Olímpica acontecerá hoje, 5 de agosto, no aniversário da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, no Festival de Locarno na Suíça.

Por Suzanne Chantelier, no Rio on Watch

Favela Olímpica é um documentário sobre a batalha Olímpica dos moradores da pequena favela Vila Autódromo, perto do Parque Olímpico Rio 2016, e a prefeitura. O filme inicia dois anos antes dos Jogos Olímpicos de 2016, e mostra a longa história de resistência da comunidade contra a ânsia das autoridades em remover os moradores e suas casas. Os moradores da Vila Autódromo expressam suas vozes ao longo do filme, assim como arquitetos da Rio 2016 e o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes. Através do filme, seu escritor e diretor, o suíço Samuel Chalard, mostra com sucesso o terrível impacto de megaeventos como os Jogos Olímpicos, questionando sua própria estrutura lógica, com a Vila Autódromo infelizmente fornecendo um claro estudo de caso. Durante mais de dois anos, um membro da equipe morou no Rio e visitou a Vila Autódromo em dias críticos para filmar, e Samuel Chalard a cada três meses passava dez dias na Vila para filmar e documentar o processo de resistência e remoção na comunidade. (mais…)

Ler Mais

Moção de repúdio e solidariedade frente a ameaças às lideranças no Acre

WRM

Mais de 80 organizações e indivíduos do mundo inteiro mandaram a carta abaixo para autoridades no Brasil, Alemanha e Califórnia/EUA, repudiando “toda e qualquer tentativa de intimidar ou censurar as pessoas e organizações que criticam e se opõem ás políticas ambientais e climáticas que vêm sendo implementadas pelo governo do Acre”. (mais…)

Ler Mais

Carta ao Brasil – Medida provisória nº 759/2016: A desconstrução da Regularização Fundiária no Brasil

Introdução

A presente carta tem o objetivo de convocar ao engajamento os movimentos sociais brasileiros e todas e todos que acreditam na luta pela Reforma Urbana e Agrária, para que pressionemos o Governo Federal, exigindo que seja retirada da pauta do Congresso Nacional a Medida Provisória nº 759/2016 e que se promova um amplo debate sobre o direito à posse e à propriedade, pautado nos princípios constitucionais, nas garantias individuais e coletivas de trabalhadores rurais e urbanos, e no princípio da função social da propriedade, na cidade, no campo e na floresta. (mais…)

Ler Mais

Do quê você foge Pedro Parente?

FUP

O presidente da Petrobrás, Pedro Parente, mais uma vez desrespeita a Justiça ao ignorar o ofício da Procuradoria Geral da República, que deu prazo de 20 dias para que respondesse a representação em que a FUP denuncia a sua gestão por conflitos de interesses. Pedro Parente tinha prazo até o dia primeiro de agosto para se pronunciar e simplesmente ignorou a intimação feita pela procuradora Daniella Piza, da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão, que atua no combate à corrupção. (mais…)

Ler Mais

Diversidade e fé: religiões se abrem ao público LGBT

Por Raul Mariano, no Hoje em Dia

O jornalista Philippe Abouid deixou de frequentar a Igreja Católica aos 17 anos, quando se descobriu gay. Frustrado por ver que a própria orientação sexual era condenada pela religião, chegou a se tornar kardecista e permaneceu mais de uma década afastado. Tudo mudou quando ele conheceu a Pastoral da Diversidade Sexual da Arquidiocese de Belo Horizonte e decidiu dar uma segunda chance à própria fé. (mais…)

Ler Mais