Liderança na luta pela agricultura familiar e companheiro são executados a tiros em sítio de MT

Nota de Combate: Tereza Rios era presidenta da União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária no estado (Unicafes – MT).

24 Horas News

A ex-candidata a vice-prefeita de Nossa Senhora Livramento Tereza Rios foi encontrada morta a tiros na tarde desta quinta-feira (07), dentro de uma propriedade rural no município. As informações são da Polícia Militar.

As vítimas foram localizadas em área aberta do sítio, que servia como cozinha e acredita-se que foram mortos na quarta-feira (6). Executores ainda mataram porcos e galinhas, transformando o local em um cenário terrível e outros animais, como vacas, desapareceram.

A polícia ainda não tem informações de quantos suspeitos participaram da ação, que teria sido motivada por crime de pistolagem. Um dos filhos do casal atua como PM no município.

Tereza Rios foi secretária na gestão do ex-prefeito Nezinho e vereadora por Livramento.

Segundo fontes, a morte pode ter sido motivada por disputa de terras, Tereza era dirigente do MST há 10 anos.

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciou as investigações e os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá. Terezinha era conhecida por atuar em defesa dos pequenos agricultores da região, sendo ela própria agricultora e chegou a se destacar como vereadora da cidade.

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf/MT) divulgou nota de pesar pelo brutal assassinato de Terezinha, na qual a classificou como militante histórica da agricultura familiar do Estado.

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários-Seaf MT, lamentou e repudiou profundamente o assassinato da militante da agricultura familiar do Estado, Teresinha Rios Pedroza, em seu sítio em Nossa Senhora do Livramento.

Teresa, participou de congressos sobre agricultura familiar representando Mato Grosso em outros países, levantava a bandeira dos pequenos produtores e o empoderamento da mulher rural há mais de 20 anos, era a atual presidente da Unicafes em MT (União Nacional das Cooperativas de agricultura familiar e Economia Solidária), conselheira ativa do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável vinculado a Seaf e feirante na Central de Comercialização da Agricultura Familiar José Carlos Guimarães.

O Secretário de Estado de Agricultura Familiar de MT, Suelme Fernandes, classificou o acontecimento como uma barbárie contra as lideranças da agricultura familiar e lembra que Teresa Rios representava a força da mulher rural guerreira que defendeu a reforma agrária.

O Secretário de Segurança Pública de MT, Rogers Jarbas, determinou que a Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), para comandar as investigações no local e a busca pelos assassinos. O Governador Pedro Taques, amigo de Teresa, se prontificou a tomar tomas as providências cabíveis para que o crime não fique impune.

 

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.