Ex-guerrilheira Lucía Topolansky é a nova vice-presidente do Uruguai

Casada com o ex-presidente Mujica, Lucia ficou presa por 13 anos durante a ditadura; em 2014, foi a senadora eleita com maior número de votos do Uruguai.

Por Nocaute 

Raúl Sendic renunciou ao cargo de vice-presidente do Uruguai no sábado (9) e foi substituído por Lucía Topolansky, 72 anos, resistente da ditadura militar uruguaia (1973-1985). Ex-guerrilheira, é casada com o ex-presidente José Mujica.

Lucía é eleita senadora desde 2005. Nas eleições de 2014, foi a mais votada e por isso estava na presidência do Senado. Segundo a Constituição uruguaia, é ela quem deve substituir Sendic no cargo.

O ex-vice apresentou sua renúncia depois de ser acusado de usar indevidamente cartões corporativos oficiais para fins pessoais entre 2010 e 2013 e de ter apresentado um título acadêmico falso.

Durante a ditadura, Lucía integrou o movimento guerrilheiro Tupamaros (do qual Mujica também fez parte). Foi presa em 1970, conseguiu escapar, mas foi presa novamente em 1972. Ficou detida até 1985, quando foi aprovada a lei de anistia.

Junto de outras pessoas que foram perseguidas pela ditadura, Lucía fundou o Movimento de Participação Popular, grupo político de esquerda que integra a Frente Ampla, a coalizão pela qual foram eleitos tanto José Mujica, em 2010, como o atual presidente, Tabaré Vázquez.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.