Policiais militares ameaçam famílias de posseiros em Cujubim, Rondônia

A Comissão Pastoral da Terra em Rondônia (CPT-RO) tem recebido denúncias sobre policiais à paisana atuando como pistoleiros em área do Seringal Urupá, de 2.989 hectares, e na região da TD Urupá, conhecidas como Áreas do Galo Velho, entre Cujubim e Machadinho do Oeste, em Rondônia.

Por Josep Iborra Plans, agente da CPT e membro da Articulação das CPTs da Amazônia (mais…)

Ler Mais

Clodiodi tombou, muitos se levantarão: ato em memória do Massacre de Caarapó ocorre amanhã

No Cimi

Nesta quarta-feira, 14 de junho, completa-se um ano desde que um grupo de fazendeiros e jagunços fortemente armados atacou indígenas Guarani e Kaiowá no município de Caarapó, no Mato Grosso do Sul. A ação, que deixou seis indígenas feridos e vitimou Clodiodi Aquileu Rodrigues de Souza, ficou conhecida como o Massacre de Caarapó. (mais…)

Ler Mais

Chacina de trabalhadores rurais no Pará é tema de audiência pública com participação da PFDC

Diálogo debateu causas e soluções para a escalada de conflitos no campo. Entre as deliberações, está pedido para criação de uma Ouvidoria Agrária Nacional independente

A chacina de trabalhadores rurais ocorrida no estado do Pará no último dia 24 de maio foi tema de audiência pública realizada nesta segunda-feira (12/6) pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal. O diálogo contou com a participação da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC/MPF) e resultou, entre outros encaminhamentos, na aprovação de pedido a autoridades federais e estaduais para a proteção de testemunhas e a rapidez na conclusão das investigações. (mais…)

Ler Mais

Trabalhadores e povos do campo sob ataque

Os casos aparentemente sem ligação encontram uma conexão, entretanto, com o contexto político de recrudescimento do conservadorismo e da ascensão das forças golpistas

Por Marina dos Santos , da Página do MST

Sob o marco do Golpe parlamentar-empresarial que subtraiu o processo democrático para forçar a implantação de uma agenda conservadora quatro vezes derrotada nas urnas, o conjunto da sociedade brasileira vem sendo impactado com diversos ataques a direitos sociais historicamente consolidados, como a Previdência Social e a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Contudo, tememos haver um segmento em especial nesta sociedade que constitui um elo sob ataque até mais devastador: aqueles que vivem no campo. (mais…)

Ler Mais

Brasil é líder em assassinatos de ativistas ambientais, diz ONU

Especialistas das Nações Unidas e da Comissão Interamericana de Direitos Humanos denunciam que um ativista foi morto por semana no Brasil nos últimos 15 anos. Povos indígenas estão particularmente ameaçados, alerta.

Na Deutsche Welle

A ONU e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) denunciaram nesta quinta-feira (08/06) que, em média, um ativista ambiental foi assassinado por semana nos últimos 15 anos no Brasil, o maior nível registrado no mundo. (mais…)

Ler Mais

Crime ou conflito?

Usada contra o MST no Paraná, Lei de Organizações Criminosas permite juntar acusações e imputá-las a supostos líderes; prisões preventivas de sete militantes foram revogadas depois de mais de seis meses de cadeia

por Ciro Barros, da Agência Pública

A pequena cidade do oeste paranaense Quedas do Iguaçu, a duas horas da fronteira com o Paraguai, amanheceu ao som dos helicópteros no dia 4 de novembro do ano passado. Deflagrada pela Polícia Civil do Paraná após oito meses de investigações, a Operação Castra – que, segundo a polícia, significa “acampamento” em latim – tinha como alvo uma suposta organização criminosa que estaria atuando em algumas ocupações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na região. Houve mandados cumpridos em Quedas do Iguaçu, no município vizinho de Rio Bonito do Iguaçu e também no Mato Grosso do Sul e na Escola Nacional Florestan Fernandes, em São Paulo. Ao todo, foram expedidos 16 mandados de prisão – 14 deles contra integrantes do MST – por 33 acusações que constam em três inquéritos diferentes. A reunião desses inquéritos se tornou possível a partir do enquadramento no crime de organização criminosa, definido pela Lei de Organizações Criminosas (12.850/2013), a mesma utilizada para prender manifestantes acusados de uso de práticas black bloc em São Paulo e no Rio de Janeiro e também contra réus da Lava Jato. Sete dos 14 mandados foram cumpridos no último dia 4 de novembro e os militantes, presos preventivamente. (mais…)

Ler Mais

Brasil tem “projeto genocida de extermínio de corpos negros”, diz pesquisadora

Atlas da Violência revelou que, de cada 10 pessoas assassinadas no Brasil, 7 são negras

Por Norma Odara, Brasil de Fato

Os negros possuem 23,5% mais chances de serem assassinados do que brasileiros de outras raças. De cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras. “É um projeto genocida de extermínio de corpos negros”, avalia a advogada e pesquisadora de gênero, raça e classe Dina Alves, ao comentar os dados divulgados na última segunda-feira (5) pelo estudo “Atlas da Violência 2017”, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. (mais…)

Ler Mais

Belo Monte faz de Altamira o município mais violento do Brasil

No MAB

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgou nesta segunda-feira (5 de junho) o Mapa da Violência 2017 e trouxe Altamira (PA) figurando no papel de município mais violento do Brasil. A pesquisa utilizou dados de 2015, ano do pico das obras da hidrelétrica de Belo Monte. De acordo com o estudo, feito em parceria com o Fórum de Segurança Pública, o município tem a maior taxa de homicídios e mortes violentas com causas indeterminadas de todas as cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes. (mais…)

Ler Mais