Urgente: Casal de idosos é pressionado no Cajueiro; pesquisador também na mira

No Vias de Fato

Uma “manifestação” inusitada aconteceu nesta sexta-feira, 5, em frente à casa do “Seu Joca”, 84 anos, morador de Cajueiro há 37 anos, juntamente com sua esposa, Dona Diná, hipertensa, 74 anos: um grupo autointitulado “Comissão de Trabalhadores Desempregados da Construção Civil Pesada” (CTDCCP) levou vários homens para a frente da residência do casal a fim de pressioná-lo a deixar sua casa para que a WPR, subsidiária da corporação WTorre prossiga com obras de construção do porto na comunidade. (mais…)

Ler Mais

Proposta demagógica: Na ONU, Brasil promete reduzir população prisional em 10% até 2019

Na Conectas

Em sabatina da ONU, a ministra de Direitos Humanos Luislinda Valois anunciou compromisso do governo brasileiro com a redução de 10% da população carcerária até 2019. Segundo dados de 2014 do Ministério da Justiça, 622 mil pessoas estão atrás das grades. A fala de Valois aconteceu no terceiro ciclo da RPU (Revisão Periódica Universal) do país no Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, na Suíça. A RPU é o principal mecanismo internacional de avaliação da situação de direitos humanos nos Estados-membros da ONU e acontece a cada quatro anos e meio. (mais…)

Ler Mais

“Não leva meus bagulho, não. Não tenho nada”: A banalidade do mal no Brasil, por Leonardo Sakamoto

Blog do Sakamoto

Causou comoção nas redes sociais o vídeo que mostra membros da Guarda Civil Metropolitana batendo em um homem em situação de rua, na manhã desta quarta (3), em São Paulo. Samir Sati, de 40 anos, tentava proteger um carrinho com seus únicos pertences e, chorando, pedia: ”Não leva meus bagulho não, caramba. Eu não tenho nada”. (mais…)

Ler Mais

Reflexões sobre a (in)segurança pública carioca

Em artigo, Rachel Barros, educadora da FASE no RJ, diz que é preciso criar um discurso que não seja apenas combativo e de denúncia, mas que dispute a compreensão e a crença da população em relação à violência urbana instaurada na cidade

Rachel Barros¹, na Fase

Por que aceitamos, sem protestos que comovam toda a sociedade, o assassinato de enorme parcela da população? Por que legitimamos práticas de extermínio com símbolos de uma política de segurança eficaz? Essas são algumas das questões que nos faz refletir sobre os dias de barbárie que estamos vivendo. (mais…)

Ler Mais

“Não leva meus bagulho não, por favor, eu não tenho nada”

Por Marcos Hermanson

Ontem a temperatura mínima na cidade de São Paulo foi 16 graus.

Não foi um sono difícil, entretanto. Tenho em casa colchão, cobertores e um fogão que me esquenta a barriga antes de deitar. Tenho paredes à minha volta que impedem o vento gelado de me castigar durante a noite. Tenho o suficiente para garantir a sobrevivência de um ser humano com o mínimo de dignidade. (mais…)

Ler Mais

Em São Paulo, 97,8% dos idosos não conseguem atravessar a rua no tempo dos semáforos

Maria Fernanda Ziegler – Agência FAPESP

Poucos metros separam uma calçada da outra. Mas, quando o sinal verde autoriza a travessia de pedestres, cruzar a rua pode se tornar uma façanha, principalmente para as pessoas com mais de 60 anos: o luminoso com o bonequinho vermelho começa a piscar antes que eles cheguem com segurança ao outro lado da calçada. (mais…)

Ler Mais

MPF/RJ: Justiça confirma recebimento de denúncia contra diretores da CSN por crimes ambientais

Ação aponta que companhia contaminou área próxima ao rio Paraíba do Sul, além de prejudicar bairro com 2.200 moradias

MPF/RJ

Em ação penal movida pelo Ministério Público Federal (MPF) em Volta Redonda (RJ), a Justiça Federal confirmou o recebimento da denúncia contra a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e cinco diretores da empresa, entre eles o diretor-executivo e o presidente do conselho de Administração, por crimes ambientais no bairro Volta Grande IV, em Volta Redonda, em área próxima ao rio Paraíba do Sul. (mais…)

Ler Mais

História da Resistência das Favelas do Rio

Por Lisa Godde, no Rio On Watch

Quarenta e três estudantes, moradores de favelas, pesquisadores e outros interessados participaram do curso “Histórias Vivas – O histórico de resistência das favelas“, organizado por Gizele Martins e Anderson Caboi como parte da exposição cultural e interdisciplinar “Que legado“. Professores, líderes comunitários e estudantes da edição do ano passado ajudaram na promoção do curso, que aconteceu durante três sábados no Castelinho, no bairro do Flamengo, na Zona Sul. (mais…)

Ler Mais

Favelas: onde o Estado é mínimo e a intervenção é militar

Os dois maiores desejos de parte da direita brasileira, o Estado Mínimo e a intervenção militar, já são uma realidade nas periferias e favelas espalhadas pelo Brasil

Por Luan Toja, no Voyager

Eliminação de impostos, fim dos serviços públicos, inexistência de burocracia para empreender e intervenção militar… Essas são algumas das pautas, recorrentemente, defendidas pela direita tupiniquim nas redes sociais. Ela talvez, no entanto, desconheça que já existe um lugar onde o Estado é ausente nessa mesma proporção e quando intervém com intensidade é por meio de seus ramos repressivos. E ele pode estar bem próximo, seu nome é favela. (mais…)

Ler Mais