Prevenção de Crimes Através do Design Ambiental (CPTED) nas Favelas do Rio: Uma Introdução

Mayu Takeda – RioOnWatch

As cidades estão enfrentando desafios sem precedentes, e em lugar algum isso é mais evidente do que nas favelas do Rio de Janeiro. À medida que a atenção do mundo se transferiu para outros lugares, no ano seguinte aos Jogos Olímpicos do Rio de 2016, a cidade tem vivenciado uma escalada de violência. Para os moradores das favelas, parece haver um ciclo insidioso no qual são negligenciadas pelo Estado e criminalizados pela sociedade, deixando suas comunidades como alvos fáceis para o crime organizado, o que, por sua vez, produz um estigma usado para justificar a negligência contínua, por um lado, e a repressão, por outro. (mais…)

Ler Mais

Diálogos Públicos destaca questão racial como elemento estruturante do sistema repressivo no Brasil

Mais de 250 representantes de MPs, forças policiais e movimentos sociais estiveram reunidos, em Salvador (BA), para a terceira rodada do evento. Radicalização da democracia deu a tônica dos debates

Na PFDC

A necessidade de radicalizar a democracia, assegurando a todos igual proteção em seus direitos, foi a tônica dos debates que marcaram a terceira rodada do “Diálogos Públicos Ministério Público e Sociedade: Polícia Democrática e Direito à Segurança”, realizado nessa segunda e terça-feira, em Salvador/BA. (mais…)

Ler Mais

Bloco de Carnaval ‘Vagalume, O Verde’ Expande Legado Sustentável do Horto

Sophia Zaia – RioOnWatch

Hugo José Camarate, nascido e criado no Horto Florestal, fundou o bloco de rua Vagalume O Verde em 2005, buscando ressuscitar as suas lembranças infantis no Horto, quando os blocos carnavalescos uniam sua comunidade com magia e fantasia todo ano. Vagalume O Verde não é como qualquer outro bloco de carnaval, pois ele destaca a sustentabilidade. O bloco reaproveita materiais para criar seus estandartes e fantasias, e planta mudas para neutralizar suas emissões de CO2. Vagalume O Verde celebra a comunidade do Horto, seus personagens famosos, seus valores e a sua resistência. (mais…)

Ler Mais

Pobres vivendo no centro são “obstáculos” para o mercado e precisam sair

Para a arquiteta Ermínia Maricato, projeto “Centro Novo” de Doria visa apenas ao interesse privado e não ao público

Luciano Velleda, Rede Brasil Atual

Anunciado pelo prefeito João Doria (PSDB) no último dia 26 de setembro, o projeto Centro Novo, “que propõe uma mudança urbanística e a modernização da região central”, é na prática mais uma tentativa do Executivo municipal de “tirar os pobres” do centro e favorecer os interesses do mercado imobiliário. (mais…)

Ler Mais

Militares Dão 30 Dias Para Comunidade Maracajás na Ilha do Governador Destruir Suas Casas e Partir

No sábado passado, enquanto uma chuva fina caia sobre a cidade do Rio de Janeiro, as famílias que moram na Estrada de Maracajás no Galeão, na Ilha do Governador, encontraram-se para contar as suas histórias e organizar uma marcha de resistência. A sua história dolorosa é de perseverança, apesar de uma tremenda pressão externa; pressão que tem se tornado bem conhecida nas comunidades em todo o Rio. No dia 18 de setembro, elas foram informadas pela Aeronáutica (que tem uma base nas proximidades) que teriam 30 dias para destruir as casas que construíram durante décadas e deixar a terra completamente vazia. Restando cerca de duas semanas, as famílias estão se organizando, unidas em uma tentativa de salvar tudo pelo qual trabalharam. Esta matéria tenta retratar uma fração desta história e documentar as vidas e os espaços físicos que estão penduradas na balança

Tyler Strobl – RioOnWatch (mais…)

Ler Mais

Após ação do MPF, Agência Nacional de Mineração terá que fiscalizar planos de segurança de barragens em São Paulo

Decisão liminar dá 30 dias para que autarquia analise documentos de dois reservatórios de rejeitos na zona norte da capital

Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

A pedido do Ministério Público Federal em São Paulo, a Justiça Federal determinou que a Agência Nacional de Mineração (ANM) analise os protocolos de segurança de duas barragens localizadas na zona norte da capital paulista: a de Sedimentos Juruaçu e a de Clarificação, ambas no bairro de Perus. A decisão liminar fixa em 30 dias o prazo para que sejam avaliados os Planos de Segurança e de Ação de Emergência dos empreendimentos. Dentro desse período, a autarquia deve aprovar os documentos ou exigir que os administradores promovam melhorias. (mais…)

Ler Mais

Integrantes do Conselho Popular Entregam Ofício com Contribuições ao Plano Estratégico do Crivella

Luisa Fenizola – RioOnWatch

O Conselho Popular, instância composta por moradores de diversas favelas cariocas, juntamente à Pastoral das Favelas a ao Núcleo de Terras e Habitação (NUTH) da Defensoria Pública, realizaram na sexta-feira, dia 29 de setembro, um ato para marcar a entrega de um ofício à prefeitura de Marcelo Crivella com suas contribuições ao Plano Estratégico, referentes às metas de habitação e urbanização de favelas (metas No. 73 até 77). A data marcou o último dia previsto para a consulta popular com relação ao Plano, e a entrega do ofício veio reforçar que os canais disponibilizados pela prefeitura foram insatisfatórios para o recebimento de contribuições por parte dos cidadãos. (mais…)

Ler Mais

Moradores do Horto e aliados realizam reunião estratégica para resistir à remoção

No RioOnWatch

Na segunda-feira, 25 de setembro, um grupo de moradores do Horto, Vila Hípica e Rio das Pedras, representantes da assembléia legislativa, e apoiadores da sociedade civil reuniram-se na Pastoral das Favelas para discutir as ameaças de remoção enfrentadas por estes bairros. Conforme consta no convite da Associação dos Moradores e Amigos do Horto (AMAHOR) para o evento, o objetivo da reunião era “debater uma intervenção imediata contra as remoções que paralise as remoções, até que tenhamos uma alternativa social adequada, nos moldes da legislação vigente na Constituição Federal, Estatuto das Cidades, Lei Orgânica do Município e Plano Diretor do Município do Rio de Janeiro”.  O debate focou na importância de construir uma frente unida e fortalecer a ação legal para prevenir as remoções. (mais…)

Ler Mais

Em cima da hora, Justiça impede audiência pública sobre termoelétrica em Peruíbe

Suspensão do debate, que faz parte do processo de licenciamento, favorece movimento contra a instalação da usina altamente poluente dentro de um santuário ecológico no litoral sul de São Paulo

por Cida de Oliveira, da RBA

O juiz Bruno Nascimento Troccoli, da 2ª Vara do Foro de Peruíbe, suspendeu na tarde de hoje (28) a realização de audiência pública no município para discutir a construção de uma usina termoelétrica e um porto off shore na praia de Peruíbe. (mais…)

Ler Mais

A Evasão da Participação Popular e Favelada no Plano Estratégico da Prefeitura do Rio

“O debate participativo é como remédio: se houver demais, mata” – Aspásia Camargo

Luisa Fenizola – RioOnWatch

A Lei Orgânica do Rio de Janeiro exige que a gestão municipal formule um Plano Estratégico para o mandato e, ainda, que promova um processo de consulta que permita a participação da população na validação das metas propostas–que se encerra amanhã, dia 29 de setembro. Analisamos anteriormente as metas que diziam respeito às favelas–e as que não eram territorializadas nesses espaços, mas que acreditamos que deveriam ser, por conta da especificidade desses territórios. (mais…)

Ler Mais