Sesai e Dsei devem garantir tratamento de água em aldeias do Amapá e Norte do Pará

Determinação da Justiça Federal atende a pedido do MPF/AP

Ministério Público Federal no Amapá

A Justiça Federal determinou à União que, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei), distribua produto eficaz para o tratamento de água às aldeias das Terras Indígenas do Amapá e Norte do Pará. Os órgãos têm prazo de 90 dias para adotar providências. Em 120 dias, os sistemas de abastecimento de água devem passar por manutenção ou reforma para entrar em funcionamento. A decisão, em caráter liminar, atende a pedido do Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP) em ação civil pública ajuizada em agosto. (mais…)

Ler Mais

Katsaliamana: 300 dias de protesto pacífico da etnia Wayuú na Colômbia

Por Olga Mendoza, no Combate Racismo Ambiental

No dia 7 de outubro de 2017, mais de 80 autoridades tradicionais Wayuú, líderes indígenas das comunidades Wiwa e Kankuamos da Serra Nevada, Awa do Nariño, pessoas do campo e afrodescendentes das comunidades de Tabaco e Matitas, comemoraram os 300 dias de protesto pacífico no território ancestral de Katsaliamana, na Guajira, Colômbia, perto da via do trem que diariamente transporta as 32 milhões de toneladas de carvão ao ano que a empresa “El Cerrejón” extrai do território, com a aprovação e proteção do Estado colombiano. (mais…)

Ler Mais

Uma alternativa para o debate da água

Fórum Alternativo Mundial da Água foi lançado em encontro que reuniu 3,5 mil atingidos por barragens no Rio de Janeiro

Maíra Mathias – EPSJV/Fiocruz

“Água e energia com soberania, distribuição da riqueza e controle popular”. No embalo do lema cantado por um auditório lotado de pessoas atingidas por barragens foi lançado ontem (05) no Rio de Janeiro o Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama). Marcado para acontecer entre os dias 17 e 22 de março de 2018 em Brasília, o evento é resultado da articulação entre entidades nacionais e internacionais interessados em construir um outro debate em torno do bem natural. Isso porque o Fama não tem ‘alternativo’ no nome por acaso: no mesmo período e local se realizará a oitava edição do Fórum Mundial da Água, onde empresas transnacionais apresentarão sua agenda sobre o tema.  (mais…)

Ler Mais

Rio São Francisco está passando pela mais severa crise hídrica contemporânea da história

Por Miriam Hermes, A Tarde

Com 516 anos de exploração por parte das civilizações que ocuparam o Brasil há mais de cinco séculos, o rio São Francisco está passando pela mais severa crise hídrica contemporânea. Hoje, o Velho Chico chegou aos menores níveis de reserva, o que afeta diretamente milhões de pessoas que dependem das suas águas. (mais…)

Ler Mais

Especulação imobiliária ameaça secar 3º maior reservatório de água da Grande BH

Prefeitura de Contagem quer transformar em urbana área rural responsável por preservar nascentes que enchem lagoa

Raíssa Lopes, Brasil de Fato

“Um santuário de riquezas naturais / O que será da nossa flora, pra onde vão os animais? / Muitas nascentes com certeza vão secar / Se não preservar agora, não teremos água mais”. Esses versos fazem parte de uma música desenvolvida por ativistas e cidadãos que se mobilizam pelo terceiro maior reservatório de água da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), conhecido como Vargem das Flores. (mais…)

Ler Mais

Carta das Mulheres das Águas rumo ao FAMA 2018

Água é Direito, Não Mercadoria. Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA, Brasília (DF), Brasil – 17, 18 e 19 de março de 2018

Nós, mulheres integrantes do Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA 2018 -, sujeitas e protagonistas da construção do feminismo popular, reafirmamos a necessidade de discutir que ÁGUA É DIREITO, NÃO MERCADORIA, agregando a este tema a visão da luta pela igualdade de gênero. Isso porque vivemos num modelo de sociedade capitalista, imperialista, colonial, racista e patriarcal, onde as empresas transnacionais controlam a economia, se apropriando da natureza e da vida dos seres humanos, das tecnologias, da força de trabalho, de nossos territórios e corpos, com um único objetivo – o de acumular riquezas à custa da exploração dos trabalhadores, em especial das mulheres trabalhadoras. (mais…)

Ler Mais

Maldição sobre São Paulo: Breve crônica sobre o Tietê metropolitano

Crônica geográfica do Tietê, em São Paulo — onde se revela que sua devastação, vista às vezes como inevitável, foi meticulosamente tramada; e pode ser revertida, havendo vontade política

Por Gerôncio Rocha, da Estudos Avançados, no Outras Palavras

Um dia, um rio [2]

Um dia – há cinco milhões de anos, no período Neógeno –, o rio Tietê sofreu um forte trauma geológico: suas nascentes, que antes eram formadas pelos rios Paraibuna e Paraitinga, foram bruscamente capturadas pelo rio Paraíba [3]. (mais…)

Ler Mais

MPF na 2ª Região rebate União em ação sobre água potável para indígenas no RJ

Descaso da União prejudica saúde e saneamento de quatro aldeias em Angra dos Reis e Paraty

Ministério Público Federal na 2ª Região (RJ/ES)

O Ministério Público Federal (MPF) argumentou ser evidente o descaso com a saúde e o saneamento básico a aproximadamente 800 indígenas das aldeias Sapukai, Araponga, Rio Pequeno e Parati-Mirim, localizadas em Angra dos Reis e Paraty, no Rio de Janeiro. A manifestação foi feita à 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) em resposta ao recurso especial da União contra acórdão do TRF2, que a condenou a fornecer água potável às quatro comunidades. (mais…)

Ler Mais