Funai e governo do Maranhão buscam Acordo de Cooperação Técnica para resolver conflito

Por Ana Heloisa d’Arcanchy, Funai

Visando resolver o conflito instalado no Maranhão entre o povo Gamela e fazendeiros da região, a Funai enviou ao Governo do Estado um ofício consultando sobre a possibilidade de celebrar um Acordo de Cooperação Técnica que viabilize os encaminhamentos administrativos cabíveis voltados à regularização das condições necessárias à reprodução física e cultural do povo Gamela.” Estamos abertos ao diálogo a fim de se buscar uma solução para o conflito e dirimirmos o tensionamento na região”, afirma o documento encaminhado no dia oito de maio. (mais…)

Ler Mais

Ex-consulesa da França conta seus embates com preconceito no Brasil

Por Alexandra Loras, na Folha

Sempre ouvi falar que Salvador era a cidade com a população mais negra do Brasil, com 80% de negros. Porém, São Paulo, com seus 40% de negros em uma população de 12 milhões, se torna a cidade mais negra do mundo. São 4,8 milhões de negros em São Paulo contra 2,14 milhões em Salvador. (Segundo o IBGE 54% da população brasileira é negra) (mais…)

Ler Mais

O problema não é dos outros. É de todos. É nosso

Por Marcelo Carvalho, em Última Divisão

A bola está no centro do gramado, o jogo prestes a começar. Na arquibancada, duas torcidas apaixonadas por seus clubes. A expectativa é grande e o nervosismo assombroso. O juiz prestes a dar o apito inicial, mas por um minuto aquele jovem negro em meio a multidão fecha os olhos e, antes de a bola rolar, ele pensa na mãe, nos irmãos, na comunidade pobre de onde é oriundo e em sua infância repleta de dificuldades. Nos pensamentos perdidos para o além dos muros do futebol, recorda que o Brasil, assim como o estádio, também está dividido. “Luta de classes”, dizem uns; “luta entre a esquerda e direita”, proferem outros. Ricos x pobres, brancos x negros. “É, realmente, o país não está em paz”, sentencia em seus pensamentos. (mais…)

Ler Mais

Celebração da cultura afrobrasileira marca assinatura de TAC na fazenda em Vassouras (RJ)

Em cerimônia realizada na Fazenda Santa Eufrásia, representantes das comunidades negras lembraram dos antepassados

MPF/RJ

O Ministério Público Federal (MPF) e a Fazenda Santa Eufrásia, localizada no município de Vassouras (RJ), realizaram no último sábado (6), em ato simbólico, a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que estabelece uma outra forma de turismo de memória na região de Vassouras, contemplando a contribuição do povo negro e de sua cultura. (mais…)

Ler Mais

Racismo Ambiental

Por Maíra Mathias – EPSJV/Fiocruz

Dakota do Norte, Estados Unidos, 2016: uma empresa petrolífera está em vias de terminar a construção de um oleoduto com quase dois mil quilômetros de extensão. O traçado original é abandonado para evitar que a tubulação passe próxima de Bismarck, capital do estado, já que moradores e autoridades locais temem pela contaminação dos mananciais de água que abastecem a cidade. A solução encontrada? Desviar a rota do oleoduto para os limites da Reserva Indígena de Standing Rock, rente ao lago e ao rio que abastecem os índios Sioux. Carolina do Norte, Estados Unidos, 1982: rejeitos químicos são depositados há uma década no condado de Warren, um dos locais mais pobres do estado onde historicamente se estabeleceram comunidades descendentes de escravos. A substância alocada por lá, conhecida como PCB, é tão tóxica que o Congresso do país baniu a sua produção em 1979. A promessa das autoridades é de que, uma vez atingida a capacidade máxima, o depósito será desativado e transformado em área de recreação. Não só o lixão continuou em operação como foi expandido diversas vezes. (mais…)

Ler Mais

MPF/RJ celebra acordo que afasta a encenação da “escravidão” para turistas em fazenda e estabelece reparações

Na Fazenda Santa Eufrásia, em Vassouras (RJ), pessoas negras se vestiam de escravas e serviam os turistas, enquanto a proprietária se vestia de “sinhá”

MPF

O Ministério Público Federal (MPF) em Volta Redonda (RJ) e a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro celebrarão, no próximo dia 6 de maio, na Fazenda Santa Eufrásia, no município de Vassouras (RJ), o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para assegurar a não realização da encenação sobre a “escravidão” para turistas, bem como para estabelecer medidas reparatórias. No local, pessoas negras vestidas como escravas serviam os turistas que visitavam o local e eram recebidos pela proprietária Elizabeth Dolson, que se vestia com roupas de época, representando uma sinhá. O MPFjá havia recomendado em janeiro a não realização da encenação, que já não vinha sendo feita pela proprietária. (mais…)

Ler Mais

Afeto nas relações familiares é foco da Campanha Nacional dos Defensores Públicos

No Justificando

O afeto é o elemento fundamental para a formação familiar, superando, por exemplo, o vínculo biológico. Essa relação a partir de valores como atenção, cuidado, responsabilidade e solidariedade é o tema da Campanha Nacional dos Defensores Públicos, que será lançada no dia 5 de maio, em Salvador (BA), durante um grande mutirão de atendimento. Com o mote Família Afetiva, a ideia é mostrar à sociedade que a Defensoria Pública garante o direito ao reconhecimento da instituição familiar e defende a aplicação de todos os dispositivos previstos no Direito de Família a qualquer tipo de relação. (mais…)

Ler Mais

Rafael Braga é símbolo da máquina racista que é o sistema penal

Por Sinara Gumieri, no Justificando

Em 2013, milhares de pessoas foram às ruas em protesto no Brasil. Muitas eram militantes experientes, mas a surpresa estava na multidão que bradava publicamente pela primeira vez. Questionaram o preço de passagens de transportes coletivos, a má qualidade de serviços públicos, os enormes investimentos em megaeventos esportivos internacionais, a corrupção política. À medida em que a repressão às manifestações com balas de borracha, gás lacrimogêneo e pancadaria teve de ser mostrada em veículos de notícias – já que a violência atingia inclusive jornalistas –, o tema da violência policial e da criminalização dos protestos tornou-se também uma pauta de reivindicação, ainda que tímida. Movimentos negros advertiram: o que escandalizava na repressão às ruas ocupadas era cotidiano em favelas devastadas pela guerra às drogas. Nossa indignação não deveria ser tão seletiva. (mais…)

Ler Mais

O colonialismo e o mito do Portugal não-racista

Por Miguel Fernandes Duarte, Comunidade Cultura e Arte

Existe uma narrativa recorrentemente propagada pela sociedade portuguesa de que, neste país, antigo império colonialista, não existe racismo. Segundo este mito, esta é inclusive uma das razões pelas quais a extrema direita tem pouca expressão em Portugal, já que fomos, não só, um dos primeiros países a abolir a escravatura, como praticávamos, aliás, um tipo de colonialismo onde nos misturávamos com os nativos e onde incentivávamos a integração. Seria essa a herança da nossa portugalidade. (mais…)

Ler Mais