Em primeira viagem ao Norte, Temer ‘inaugura’ ponte inexistente

Por Carla Araújo, enviada especial, O Estado de S.Paulo

XIMBIOÁ – O calor de quase 40 graus na região do rio Araguaia, entre as cidades de Ximbioá (TO) e São Geraldo (PA), foi o palco escolhido pelo presidente Michel Temer para anunciar uma ponte que não ficará pronta até o final de sua gestão. Foi a primeira vez dele como chefe do Executivo na Região Norte do País. A visita mudou a rotina de Ximbioá, que tem apenas 11.645 habitantes. As pequenas ruas – muitas sem asfalto – foram tomadas por homens do Exército que mantiveram o presidente e sua comitiva blindados de qualquer possível incidente. A  região foi palco da guerrilha do Araguaia, entre o final da década de 1960 até o final de 1974. (mais…)

Ler Mais

4 erros do chefe da bancada ruralista

Nilson Leitão usou dados falsos sobre legislação ambiental, desmatamento de assentamentos do Incra e invasão de reservas florestais, além de exagerar orçamento de saúde indígena

por Maurício Moraes e Patrícia Figueiredo, da Agência Pública

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT), deu uma entrevista polêmica para o site do serviço alemão Deutsche Welle no dia 21 de agosto. Chefe da bancada ruralista, o parlamentar atacou a legislação ambiental, defendeu o agronegócio e elogiou as reformas do governo Michel Temer (PMDB). Também minimizou protestos indígenas contra perda de direitos e invasões de terras e criticou demarcações. Segundo Leitão, manter a floresta em pé é um custo pago pelos produtores rurais, que deveria ser recompensado. (mais…)

Ler Mais

Prêmio Compolítica para Artigos de Conjuntura (2018): “Comunicação e Política no Brasil Contemporâneo”

Por Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política 

Em meio a um dos mais graves momentos de crise política no Brasil e aos questionamentos sobre o papel da Comunicação nesse contexto, a Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (COMPOLÍTICA) anuncia a abertura das inscrições para o Prêmio Compolítica para Artigos de Conjuntura (2018), com o tema “Comunicação e Política no Brasil Contemporâneo”. A iniciativa tem a intenção de estimular a produção de artigos acadêmicos de conjuntura e premiar trabalhos inéditos que ajudem a entender o contemporâneo em suas múltiplas dimensões, com especial ênfase nas relações entre Comunicação e Política. (mais…)

Ler Mais

Após acordo, projeto que muda regras de licenciamento ambiental deve ser votado direto no Plenário

Para relator, proposta atende às necessidades do País ao estabelecer prazos para a análise dos pedidos de licenciamento. Já na visão de ambientalistas, texto é um retrocesso

Antonio Vital – Agência Câmara Notícias

Um dos temas mais polêmicos em tramitação na Câmara, o projeto (PL 3729/04) que cria a Lei Geral do Licenciamento Ambiental foi retirado de pauta nesta quarta-feira (13) da Comissão de Finanças e Tributação, onde seria votado, e deve ir direto para o Plenário da Câmara dos Deputados. (mais…)

Ler Mais

O Brasil sob a Doutrina de Choque

Medidas impostas ao Rio de Janeiro incluem fim do ensino superior e são mais drásticas que as exigidas da Grécia. BNDES está a um passo do desmonte definitivo. País parece seguir agenda dissecada por Naomi Klein

Por Jose Álvaro de Lima Cardoso – Outras Palavras

No início de setembro o ministério da Fazenda emitiu parecer sobre o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Rio de Janeiro, propondo uma série de medidas adicionais em relação às existentes no citado regime: mais cortes de gastos, demissão de servidores ativos, extinção de vários benefícios dos servidores, obtidos ao longo de anos, e a criação de uma alíquota extra de contribuição para a Previdência Estadual. O Rio aderiu ao Regime de Recuperação Fiscal, assinado com o governo federal, para o enfrentamento da brutal crise fiscal, fruto de desmandos, má gestão, e assalto aos cofres públicos por parte de governos. O parecer do ministério da Fazenda é simplesmente destrutivo, e propõe medidas como: (mais…)

Ler Mais

Hidronegócio: privatização da Eletrobras, privatização das águas, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

por Roberto Malvezzi (Gogó), em seu blog

Há tempos o hidronegócio busca mecanismos de privatização das águas brasileiras. Constitucionalmente tidas como um bem da União, nossas águas não podem ser privatizadas.

A Constituição Federal no artigo 20, inciso III, estabelece que são bens da União os lagos, rios e quaisquer correntes de água em terrenos de seu domínio, ou que banhem mais de um Estado, sirvam de limites com outros países, ou se estendam a território estrangeiro ou dele provenham, bem como os terrenos marginais e as praias fluviais. (mais…)

Ler Mais

Deputado Wlad emplaca irmão no comando da Superintendência do Incra no Tapajós

Réu no STF e com mandato cassado pelo TRE, Wladimir Costa (SD-PA) também recebeu emendas como agrado do governo Temer, cujo nome ele “tatuou” no ombro direito

Por Cauê Seignemartin Ameni – De Olho nos Ruralistas

Ele é conhecido no Congresso como Wlad. E por certas excentricidades. Em seu segundo mandato, agora um milionário, o deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) é aquele que tatuou a imagem de Michel Temer no ombro direito. Mas não eternamente: era uma tatuagem removível. Tornou-se um personagem folclórico do impeachment, ao atirar confetes no plenário da Câmara, no dia 17 de abril de 2016. Em julho, ajudou a barrar a investigação contra o presidente com um discurso empolgado: “Tenham vergonha na cara! Temer é um homem ético, transparente”. (mais…)

Ler Mais

Tentar tirar Janot sugere dificuldade para desmonte factual das acusações, por Janio de Freitas

Na Folha

Celebremos.

Parecia, ou era mesmo, um dos assuntos guardados na área de proteção. Por certo, foi um dos motivos destacados para a pretensão de Michel Temer de afastar o procurador-geral Rodrigo Janot, mesmo vendo-o a poucos passos da porta de saída (a da frente, até aqui). Eduardo Cunha raspou no assunto, de leve, nas armadilhas que, sob a forma de perguntas, da cadeia mandou a Temer. Não houve resposta. Uma decisão virtuosa de Sergio Moro, mais uma, poupou Temer de ver-se ante pontos de interrogação intransponíveis. Mas Lúcio Funaro, o intermediário profissional, o atrevido e ameaçador, não falhou. (mais…)

Ler Mais

Pergunta que vale R$ 51 mi: Quanto tempo Geddel leva para entregar Temer?, por Leonardo Sakamoto

No Blog do Sakamoto

José Dirceu se mantém calado e promete ficar assim até o túmulo porque acredita ter uma causa. Antônio Palocci precisou de um ano para mostrar que entrega a mãe se necessário for – se trouxer provas a tudo o que diz saber, produzirá um belo rebosteio no PT, no sistema financeiro e em outras grandes empresas. Eduardo Cunha, após algumas semanas de xilindró, mandou perguntas escritas a Temer como parte de sua defesa no estilo ”eu sei o que fez no verão passado porque eu estava lá passando protetor solar em você”. (mais…)

Ler Mais