STF mantém bloqueio de bens de desembargador por invasão à Terra Indígena Marãiwatsédé

No Cimi

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, nesta terça-feira (21), o bloqueio de “bens imóveis e veículos” contra o desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), Manoel Ornellas de Almeida. O magistrado sofre uma ação ajuizada pela União por suposta invasão à Terra Indígena Marãiwatsede (na foto) entre os municípios de Alto da Boa Vista e São Félix do Araguaia. (mais…)

Ler Mais

Fisiologismo ruralista envergonha governo e agronegócio

Por Márcio Santilli, no Justificando

O erro de nomear o deputado ruralista Osmar Serraglio (PMDB-PR) para um ministério, como o da Justiça, com atribuições de alta sensibilidade política, está custando caro demais ao presidente Michel Temer (PMDB-SP). O desgaste de alçar ao cargo quem advogou em defesa de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e pretende destruir os direitos de índios e quilombolas já tinha sido grande. (mais…)

Ler Mais

Combate ao feminicídio não pode ser reduzido ao Direito Penal. Entrevista especial com Luanna Tomaz

Patricia Fachin – IHU On-Line

“A lei do feminicídio surgiu não para aumentar a pena, mas para dar mais visibilidade ao problema da violência contra as mulheres, uma vez que essa lei nomeia o problema”, diz a socióloga Luanna Tomaz à IHU On-Line. Nesse sentido, avalia, a lei do feminicídio “é importante e significativa em um país como o Brasil que, historicamente, tratou esse assunto de forma não explícita”. (mais…)

Ler Mais

Funai vai investigar abordagem a indígenas em fazenda no interior do MS

A Funai vai se reunir hoje com o Ministério Público Federal para apurar a operação ocorrida em fazenda no interior do Mato Grosso do Sul. Comunidade reclama que homens encapuzados abordaram duas moradoras de forma ostensiva. Há a suspeita de que tenha sido militares da FAB

Por Julia Chaib, no Correio Brasiliense

O Ministério Público Federal (MPF) e a Fundação Nacional do Índio (Funai) vão investigar o pouso de um helicóptero e uma abordagem a indígenas em uma região de conflito por disputa de terra no Mato Grosso do Sul. Integrantes da comunidade guarani-caiová acampada na fazenda Brasília do Sul, em Juti, a 311km de Campo Grande, afirmam que homens encapuzados desceram de uma das aeronaves e abordaram, de forma agressiva, duas moradoras da comunidade. Segundo o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), informações iniciais dão conta de que seria uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) em uma operação para o combate ao tráfico de drogas na região. (mais…)

Ler Mais

Mujeres en resistencia al extractivismo

20 mujeres de nacionalidades indígenas del Ecuador han participado este fin de semana en las jornadas “Feminismos Comunitarios en Resistencia frente al Extractivismo Petrolero y Minero”, desarrolladas en Quito y Lago Agrio

Por Alba Crespo Rubio – Servindi

Teganta, 26 de marzo, 2017.- Han sido 3 días intensos donde mujeres Waorani de Yasuní, Shiwiar de Pastaza, de Saraguro y de la zona de Intag, así como campesinas de Sucumbíos y urbanas, han compartido experiencias de resistencia al extractivismo. Además, se convirtió en un espacio de sororidad y complicidades gracias a la presencia de Lorena Cabnal, feminista comunitaria maya-xinka de Guatemala, que acompañó en el toxitur por las explotaciones petroleras y con rituales y talleres. Fue un encuentro para la sanación, donde se profundizó en las violencias que afectan al territorio-cuerpo de las mujeres. (mais…)

Ler Mais

Indígenas realizam ritual da urtiga para celebrar início da colheita em Cacoal

Ritual é uma forma de se purificar e agradecer pelo alimento, diz líder. Evento ocorreu no Centro Cultural da Aldeia Paiter Wagôh Pakob.

Por Fernanda Bonilha, no G1 RO

Os indígenas da Aldeia Paiter Wagôh Pakob realizaram neste fim de semana o Penõb Areh Eweh, ritual da colheita do milho, também conhecido como o ritual de urtiga, que celebra a primeira colheita de milho do ano pelos índios locais. O evento ocorreu no Centro Cultural localizado na Terra Indígena Sete de Setembro, em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. (mais…)

Ler Mais

Nota Pública: Em Defesa do Povo Kariri Xocó de Paulo Afonso (BA)

No Cimi

A decisão da Justiça Federal pela reintegração de posse de área retomada pelos Kariri Xocó de Paulo Afonso (BA), na base das cachoeiras sagradas dos povos indígenas do rio São Francisco, silenciadas pelo complexo hidrelétrico construído na década de 1950, gerou profunda indignação de povos e organizações indígenas, entidades e movimentos sociais. O despejo está marcado para o próximo dia 30/03/2017. (mais…)

Ler Mais

A conjuntura política brasileira, as terras e as vidas dos índios

Este artigo analisa a conjuntura política brasileira do ponto de vista das terras indígenas, mostrando como a intensificação do ataque aos direitos dos índios está ligada a um processo mais amplo de ofensivas que se deram tanto nas gestões anteriores do Executivo Federal como nos âmbitos do Legislativo e do Judiciário. Intimamente ligadas a políticas etnocidas, genocidas e ecocidas – como aquelas que visam favorecer o setor elétrico, o de mineração e o de construção civil (em detrimento dos modos de vida e das garantias constitucionais de populações minoritárias)

Por Luísa Molina, no Le Monde Diplomatique Brasil (mais…)

Ler Mais