Questionada se “faz faxina”, historiadora negra responde: “Não. Faço mestrado. Sou professora”

Em contundente relato, a historiadora Luana Tolentino, que já foi babá e empregada doméstica e que recebeu a Medalha da Inconfidência de 2016, contou essa e outras experiências que passou ao longo de sua vida por conta do racismo institucional enraizado em nosso país. “No imaginário social está arraigada a ideia de que nós negros devemos ocupar somente funções de baixa remuneração e que exigem pouca escolaridade”. Leia a íntegra e se emocione

Por Luana Tolentino, em seu Facebook/Fórum (mais…)

Ler Mais

Curso Feminismo Negro com Angela Davis

No Blog da Boitempo

O Curso Feminismo Negro e Decolonial é iniciativa de uma rede internacional de organizações feministas (International School of Transnational Decolonial Black Feminism) que traz à cidade de Cachoeira (Bahia) a filósofa e ativista Angela Davis, referência internacional das lutas antirracista e feminista contemporâneas e autora de duas obras lançadas em português pela Boitempo: Mulheres, raça e classe e o recém-lançado Mulheres, cultura e política. As professoras Ochy Curiel (Colômbia) e Gina Dent (Estados Unidos), também serão docentes do curso, que é voltado para pesquisadoras, ativistas e feministas negras brasileiras e de outros países. (mais…)

Ler Mais

PFDC aponta constitucionalidade em curso voltado à população trans

Iniciativa da Universidade Federal de Goiás, o curso de extensão PreparaTrans oferece apoio gratuito à população travesti, transexual e transgênera que se prepara para o ENEM

PFDC/MPF

O Grupo de Trabalho Direitos Sexuais e Reprodutivos, da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC/MPF) elaborou nota técnica sobre a constitucionalidade e a legalidade do curso de extensão PreparaTrans, da Universidade Federal de Goiás (UFG). Trata-se de um curso preparatório gratuito para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dirigido exclusivamente à população travesti, transexual e transgênera. (mais…)

Ler Mais

Justiça Federal acolhe manifestação do MPF-MT de indeferimento do pedido liminar do grupo responsável pela construção de usina na região norte do estado

O pedido liminar visava restringir manifestações por parte dos indígenas na região em que estão sendo construídas as usinas Teles Pires e São Manoel

MPF/MS

A Justiça Federal indeferiu o pedido liminar de interdito proibitório ajuizado pela Empresa de Energia São Manoel contra Taravy Kayabi e outros indígenas que tinha por objetivo a expedição de determinação para coibir ações que pudessem impedir o andamento das obras da Usina Hidrelétrica (UHE) São Manoel, no rio Teles Pires, divisa entres os estados de Mato Grosso e Pará. O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT), por meio da sua unidade em Sinop, havia manifestado pelo indeferimento do pedido liminar. (mais…)

Ler Mais

A falácia do “racismo inverso”

Acreditar no racismo dos oprimidos para com os opressores exigiria que entrássemos numa máquina do tempo que revertesse a História

Por Joacine Katar Moreira, no Público

A atenção. “Attenção: Vende-se para o mato uma preta da costa de idade de quarenta e tantos annos, muito sadia e bastante robusta, sabe bem lavar e cozinhar o diário de uma casa, vende-se em conta por haver precisão, no beco Largo, n. 2. Na mesma casa vende-se uma tartaruga verdadeira.” (mais…)

Ler Mais

Julho das Pretas: Angela Davis no Brasil

No Blog da Boitempo

A renomada ativista Angela Davis, autora de diversas obras, entre as quais Mulheres, raça e classe (2006) e o recém-lançado Mulheres, cultura e política, ambas traduzidas para o português pela Boitempo, estará no Brasil para participar de atividades que integram o Julho das Pretas, organizado pelo Instituto OdaraColetivo Angela DavisNúcleo de Estudos Interdisciplinar da Mulher (NEIM)UFRB e UFBA. No dia 25 de julho, Dia da Mulher Afro-latino-americana e Caribenha, Angela Davis realizará uma conferência pública sobre as perspectivas futuras da luta anti racistas na reitoria da UFBA. (mais…)

Ler Mais

Caso Denilson – apontamentos sobre um julgamento indígena

André Paulo dos Santos Pereira – Consultor Jurídico

No dia 18 de dezembro de 2015, o Tribunal de Justiça do Estado de Roraima julgou um processo peculiar, que ficou conhecido como “caso Denilson”[1]: um índio matou outro, numa comunidade indígena, foi julgado e condenado pelos seus pares e, posteriormente, houve denúncia perante o juízo da comarca de Bonfim (RR), que deixou de apreciar o mérito da ação e declarou ausência do direito de punir estatal, ao argumento de evitar o duplo jus puniendi. (mais…)

Ler Mais

USP adere ao sistema de cotas raciais, mas racismo ainda é determinante na academia

Por , no The Intercept Brasil

Conselho da USP (Universidade de São Paulo) aceitou a instituição de cotas sociais e raciais para o seu concorridíssimo vestibular a partir de 2018 na última terça-feira(4). A repercussão da notícia, tanto nas redes sociais, quanto nos sites, dá a dimensão da importância de uma instituição como a USP se incluir entre as universidades públicas que reconhecem a necessidade de instrumentos que possibilitem o acesso e a reparação, via sistema de cotas raciais, das desigualdades que distanciam, sobretudo, jovens negros e negras, das mais importantes universidades do país. (mais…)

Ler Mais