Polícia Federal desarticula roubo de ipê em terra indígena no Pará

Por Fabiano Maisonnave, na Folhapress/Bem Paraná

Com ações em três Estados, a Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (4) uma operação contra a extração ilegal de madeira na Terra Indígena Cachoeira Seca (PA), uma das áreas protegidas mais devastadas da Amazônia.

Em mobilização que envolveu 40 policiais, foram realizados 10 mandados de condução coercitiva, 11 mandados de sequestro de bens e valores e 6 mandados de busca e apreensão em imóveis pertencentes aos investigados. Duas empresas tiveram as atividades suspensas: Silva e Suski, em Rurópolis (PA), e Nelson da Silva Indústria, e Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira (PA). (mais…)

Ler Mais

Temer prometeu MP para liberar plantio em terra indígena, afirma Colatto

Estadão Conteúdo

Brasília, 04 – O deputado Valdir Colatto (PMDB/SC) afirmou que o presidente Michel Temer se comprometeu, durante encontro com lideranças da bancada ruralista, a apresentar uma Medida Provisória (MP) para autorizar a entrada do agronegócio em terras indígenas. Segundo Colatto, coordenador de meio ambiente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), foi acertado com o governo que, na próxima segunda-feira, 9, o texto da MP seja submetido ao crivo jurídico do governo, para imediata publicação. “O presidente disse que iria resolver o problema e que segunda-feira apresenta essa medida provisória com o ministro da Justiça, que estava junto na audiência”, disse Valdir Colatto à reportagem. “O presidente disse que ia apresentar a medida provisória para a área jurídica dele.” (mais…)

Ler Mais

Governo nega ter prometido a ruralistas arrendar terras indígenas

Estadão Conteúdo

Brasília, 04 – O Palácio do Planalto negou que tenha se comprometido com a bancada ruralista a editar uma medida provisória, já na próxima semana, para liberar o arrendamento de terras indígenas para o agronegócio. “Não é verdade que o governo esteja preparando a publicação de uma Medida Provisória que liberará o arrendamento de terras indígenas. O presidente Michel Temer não prometeu nada a respeito, apenas tomou conhecimento do assunto durante audiência com parlamentares nesta terça-feira”, declarou a Secretaria de Comunicação da Presidência, por meio de nota. (mais…)

Ler Mais

Temer pode liberar exploração agropecuária em terras indígenas

Em mais um ataque aos direitos conquistados pela sociedade brasileira, presidente pode editar Medida Provisória que permite exploração de terras indígenas por terceiros

Greenpeace Brasil

Para se manter no poder, Temer tem ultrapassado todos os limites morais, éticos e até constitucionais. A tentativa de abrir as terras indígenas aos interesses econômicos, em curso há muitos anos, ganha velocidade e espaço no atual (des)governo. Em reunião com parlamentares da bancada ruralista nesta terça-feira (3), o presidente teria prometido publicar, até a próxima segunda (9), uma Medida Provisória (MP) para permitir o arrendamento de áreas dentro de terras indígenas para agricultores e pecuaristas. (mais…)

Ler Mais

A Amazônia não é nossa, por Eliane Brum

No El País Brasil

A mobilização que levou Michel Temer (PMDB) a reverter a decisão de abrir a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) para a exploração de mineradoras mostra que a Amazônia segue com forte poder simbólico no imaginário dos brasileiros. É também pelo desmatamento da Amazônia que Temer tem apanhado no exterior e tropeçado nos números, cometendo uma gafe atrás da outra. É bastante significativo que as principais derrotas simbólicas do grupo que hoje ocupa o poder executivo e domina o legislativo no Brasil estejam relacionadas à Amazônia. Mas é fundamental perceber que nenhum destes constrangimentos, dentro ou fora do país, estancou o processo concreto e acelerado de privatização das terras públicas na maior floresta tropical do planeta nem freou a crescente violência contra camponeses e povos tradicionais. Para compreender o que acontece na Amazônia hoje é necessário não apenas o famoso “follow the money” (“siga o dinheiro”), mas também outro movimento: siga o sangue. (mais…)

Ler Mais

Em assembleia, mulheres Guaranis e Kaiowas reafirma a continuidade da luta pela terra

Ao final do encontro foram elaboradas diversas cartas denunciando a atual situação do povo Guarani e Kaiowá. Os documentos também detalham as principais reivindicações deste povo, principalmente no que diz respeito às mulheres.

Da Página do MST 

Entre os dias 18 e 22 de setembro de 2017 ocorreu no Tekoha Kurusu Amba, município de Coronel Sapucaia, distante cerca de 400 quilômetros de Campo Grande, MS, a V Kuñangue Aty Guasu – Assembleia das Mulheres Guarani e Kaiowá. A atividade contou com a participação de, aproximadamente, 600 pessoas entre mulheres, jovens, crianças, nhanderu e nhandesi do povo Guarani e Kaiowá de todos os tekoha do estado.
(mais…)

Ler Mais

Cinco entre seis deputados condenados são da Frente Parlamentar da Agropecuária

Escritor Fernando Morais enumerou os casos durante o IV Tribunal Tiradentes, em SP; julgamento simbólico considerou o Congresso culpado pela desmoralização da política

De Olho nos Ruralistas

Seis deputados foram condenados na Justiça pela prática de crimes. Um deles, Celso Jacob (PMDB-RJ), cumpre pena na cadeia. Alberto Fraga (DEM-DF), João Rodrigues (PSD-SC), Paulo Feijó (PR-RJ), Paulo Maluf (PP-SP) e Roberto Góes (PDT-AP) continuam a exercer seus mandatos em liberdade. Essa informação foi uma das bases da acusação contra o Congresso feita pelo escritor Fernando Morais durante o IV Tribunal Tiradentes, realizado na noite de segunda-feira (25/09) no Tucarena, em São Paulo. A cerimônia fez um julgamento simbólico do Congresso. (mais…)

Ler Mais

Bancada ruralista tem poderes para derrubar ou manter presidentes

Comitê Brasileiro de Defensores dos Direitos Humanos analisa atuação da bancada em defesa de interesse particulares, e públicos. “O Congresso tem suas mesas manchadas de sangue”

Da Rede Brasil Atual
Da Página do MST 

“A bancada ruralista não está lá pelo interesse público. O que vivemos não é bem uma democracia. O Congresso tem suas mesas, suas pautas e suas gravatas manchadas de sangue.” As palavras foram ditas pelo geógrafo e jornalista do portal De Olho nos Ruralistas Alceu Castilho, que participou como testemunha de acusação contra práticas espúrias do Congresso Nacional, do Tribunal Tiradentes. (mais…)

Ler Mais

Nota de repúdio da APIB contra os golpes da bancada ruralista: Não ao suposto “Encontro nacional da agricultura indígena”

Na Apib

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) repudia veementemente a truculenta decisão da Frente Parlamentar Agropecuária – bancada ruralista – de realizar, no dia 10 de outubro próximo, no âmbito da Comissão de Agricultura, Abastecimento e Pecuária da Câmara dos Deputados, uma audiência pública para supostamente “debater a produção agrícola indígena”. Mesmo sem ter sido citada no requerimento e sem ter respondido ao convite, nem mesmo para confirmar participação, os ruralistas incluíram de forma desrespeitosa a Apib e outras organizações sociais na lista de expositores da programação. (mais…)

Ler Mais

Frente Parlamentar da Agropecuária compôs 50% dos votos do impeachment e 51% dos votos para manter Temer

E o grupo nem representa toda a bancada ruralista; 83% dos deputados votantes da FPA fecharam contra Dilma em 2016; em agosto, 72% deles mantiveram Temer no poder

Por Alceu Luís Castilho – De Olho nos Ruralistas

É numérico: os membros da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) têm, hoje, o poder de derrubar uma presidente e de manter outro no poder. Metade dos votos pelo impeachment (50%) de Dilma Rousseff, no ano passado, e mais da metade dos votos para manter Temer (51%) saíram dessa bancada. (mais…)

Ler Mais