Papa defende que seja pedido perdão a indígenas

Líder religioso não quer que seja ignorada a crise ambiental.

Correio da Manhã

O papa Francisco instou esta segunda-feira, numa missa celebrada no sul do México, a que se peça perdão pela exclusão de que foram vítimas os povos indígenas e não se ignore “uma das maiores crises ambientais da história”.

“Muitas vezes, de forma sistemática e estrutural, os vossos povos [indígenas] foram incompreendidos e excluídos da sociedade. Alguns consideraram inferiores os vossos valores, a vossa cultura e as vossas tradições (…) É tão triste, que nos faria bem, a todos, fazer um exame de consciência e aprender a pedir perdão”, declarou o papa em Chiapas, estado mexicano maioritariamente indígena. (mais…)

Ler Mais

No México, papa lamenta exclusão social e exploração de indígenas

Por Folhapress/Em Tempo Online

O papa Francisco denunciou nesta segunda-feira (15) a exploração e a exclusão social dos indígenas do México durante séculos, afirmando que o mundo, em vez disso, deveria ter aprendido com a cultura indígena e seu profundo respeito pela mãe natureza.

“Muitas vezes, de modo sistemático e estrutural, seus povos (indígenas) não foram compreendidos e foram excluídos da sociedade. Alguns consideraram inferiores seus valores, sua cultura e suas tradições”, disse o pontífice em San Cristóbal de las Casas. (mais…)

Ler Mais

Durante encontro no Pará, indígenas e quilombolas denunciam conflitos com mineradora e órgãos públicos

Evento reuniu carca de 500 lideranças indígenas e quilombolas. Durante os dias 26 e 27 de janeiro os participantes discutiram a temática “Hidrelétrica e Mineração na Amazônia: Impactos sobre os territórios indígenas e quilombolas de Oriximiná”. O encontro histórico aconteceu no município de Oriximiná, região Oeste do Pará. Encontro foi organizado pela Diocese de Óbidos, através da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Pastoral Social, e contou com o apoio da Defensoria Pública do Pará. Confira:

Por Ítalo Souza, CPT – Diocese de Óbidos

O município de Oriximiná, localizado na região Oeste do Pará, tem sido pauta de muitas discussões relacionadas aos grandes empreendimentos do Governo Federal. Com isso, muitas denúncias têm surgido nos últimos anos, principalmente por parte das lideranças indígenas e quilombolas do município, que representam 19 aldeias de 13 etnias e 36 comunidades remanescentes de quilombos. (mais…)

Ler Mais

Via Campesina: caminhos e lutas no campo, por Egon Heck

No Cimi

A coordenação nacional da Via Campesina esteve reunida em Luziânia, no Centro de Formação Vicente Cañas, nos dias 11 e 12 deste mês.

Analisando o momento histórico e fazendo a memória da caminhada e das lutas no campo nesses últimos anos, viu-se que o tempo é propício para avançar na garantia dos direitos, na desconcentração da terra, na distribuição das riquezas.  Sonhos, bandeiras e utopias mobilizando a esperança de mudanças profundas, urgentes e necessárias neste momento de crise sistêmica, tempo favorável de lançar sementes nas brechas dos muros. (mais…)

Ler Mais

Polícia Civil adia de novo entrega do inquérito sobre desastre em Mariana

Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil

O delegado da Polícia Civil em Ouro Preto (MG), Rodrigo Bustamente, conseguiu mais 30 dias de prazo para apresentar o inquérito com a conclusão das investigações sobre o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, no dia 5 de novembro. Essa é a terceira vez que a entrega do relatório é adiada. A conclusão da investigação estava prevista para esta segunda-feira (15) e foi prorrogada com autorização da Justiça. (mais…)

Ler Mais

Mudanças climáticas à vista nas margens do Rio São Francisco

Maíra Menezes – IOC/Fiocruz, Informe ENSP

Na Bahia, quase a metade das cidades da caatinga, no entorno do Rio São Francisco, têm alto risco de sofrer danos provocados pelas mudanças climáticas nos próximos 25 anos. A conclusão é de um estudo realizado por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que mapeou a vulnerabilidade às alterações do clima em 84 municípios, que fazem parte da bacia hidrográfica do Velho Chico e estão localizados na região do bioma caatinga. Coordenada pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz-Minas), a pesquisa utiliza uma metodologia desenvolvida na Fiocruz que já foi aplicada para mapear a vulnerabilidade nas cidades do Rio de Janeiro. O trabalho foi financiado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, por meio de edital, e contou com o apoio da Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz. (mais…)

Ler Mais

ENSP prepara seminário sobre danos da indústria do petróleo na Baía de Guanabara

Informe ENSP

Pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e o seu diretor, Hermano Castro, se reuniram, na quinta-feira, 4 de fevereiro, com representantes do Fórum dos Atingidos pela Indústria do Petróleo e Petroquímica nas Cercanias da Baía de Guanabara (FAPP-BG). O Objetivo do encontro foi propor ações conjuntas, entre elas a realização de um seminário, para se discutir os impactos que a Refinaria Duque de Caxias (Reduc), da Petrobras, e outras instalações provocam na saúde da população. (mais…)

Ler Mais

Ameaça à Cidadania: Escolas particulares mobilizam-se contra estudantes com deficiência

por Paulo Denis Pereira*, Sul 21

Enquanto jornais e emissoras de rádio e televisão requentam a pauta de tantos fevereiros, alertando os senhores pais sobre o aumento do material escolar e orientando-os a pechinchar nas papelarias, outro acontecimento de maior dimensão ronda o ano letivo de 2016: nutridos proprietários de escolas amotinam-se contra o calouro Estatuto da Pessoa com Deficiência, instituído pela lei 13.146, que entrou em vigor no último dia seis de janeiro. O ataque ao Estatuto, que é a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, teve início em agosto do ano passado, um mês após sua publicação: alegando que a educação de pessoas com deficiência é responsabilidade exclusiva do Estado, a Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino ajuizou no Supremo Tribunal Federal ação direta de inconstitucionalidade contra os artigos 28 e 30. (mais…)

Ler Mais

Quem são os chineses de olho na Amazônia?

Empresa associada a violação de direitos humanos quer construir usina de São Luiz do Tapajós, maior polêmica ambiental desde Belo Monte

por Piero Locatelli, Repórter Brasil

A derrocada de empresas brasileiras com a Lava Jato, a desvalorização do real e o crédito caro no Brasil abriram espaço para que empresas chinesas galgassem uma participação maior no país. Aproveitando esse contexto, a China Three Gorges se prepara para fazer uma oferta no leilão da usina de São Luiz do Tapajós. Com 6.133 megawatt de potência máxima instalada, custo estimado em R$ 23 bilhões e o licenciamento ambiental mais polêmico desde Belo Monte, a maior hidrelétrica planejada pelo governo federal para as próximas décadas pode ser construída por uma empresa chinesa que carrega um lastro de violações de direitos humanos. (mais…)

Ler Mais

Em resposta a despejo violento, Sem Terra trancam rodovia no RN

Nossa resposta não tem como ser outra, senão, massificar as lutas, seguir organizando o povo e colocando a nossa alternativa para o campo brasileiro

Por Jailma Lopes, da Página do MST

Na manhã desta segunda feira (15), cerca de 150 famílias Sem Terra trancaram as BR’s 304 e 406, em cinco trechos.

Na BR-406, foram dois os trechos bloqueados: no Km 100, em João Câmara, e no Km 163, na comunidade de Maçaranduba, em Ceará-Mirim, cidade da região Metropolitana da capital potiguar.  (mais…)

Ler Mais