Temer aplica um golpe no ensino médio brasileiro, por Leonardo Sakamoto

No blog do Sakamoto

Um dos efeitos mais nefastos do atual momento político do país é que uma ruptura institucional capaz de derrubar alguém da Presidência da República gera incentivos para mais rupturas institucionais. Isso ajuda a explicar a gigantesca cara de pau do Ministério da Educação (MEC) em instituir uma reforma do Ensino Médio por meio de uma Medida Provisória e não por uma longa discussão que deveria congregar Congresso Nacional e a sociedade. (mais…)

Ler Mais

Justiça Federal garante a manutenção de posse da aldeia Porto Velho aos Kanela do Araguaia

Por Renato Santana, da Assessoria de Comunicação do Cimi

A Justiça Federal de Barra do Garças (MT) decidiu pela manutenção de posse dos 2.500 hectares da aldeia Porto Velho, município de Luciara, ao povo Kanela do Araguaia, que vem sendo ameaçado de expulsão por pretensos proprietários. O juiz Francisco Vieira Neto determinou ainda a Manoel Botelho Feijó, um entre os vários indivíduos que afirmam ter escrituras da mesma terra, que retire as cercas instaladas na aldeia entre o final de 2015 e agosto deste ano – sob pena de multa diária de R$ 1 mil. (mais…)

Ler Mais

Avança consenso em São Paulo sobre prioridade para transporte coletivo, pedestres e ciclistas

Por Raquel Ronik

A Rede Nossa São Paulo apresentou recentemente sua pesquisa anual sobre Mobilidade Urbana. O estudo é divulgado desde 2008 durante a semana do Dia Mundial Sem Carro. Trata-se de uma pesquisa sobre a percepção dos moradores da capital paulista sobre vários aspectos e políticas urbanas, realizada através de entrevistas com uma amostra distribuída regionalmente, por idade, gênero e renda. (mais…)

Ler Mais

Carta de Guapiaçu pelo Rio, pela Vida e pela Dignidade

A Carta Política abaixo foi aprovada durante o IV Encontro Internacional pela Terra e Território, realizado em Cachoeiras de Macacu, Rio de Janeiro.

***

Nós somos faxinalenses, vazanteiros, pescadores, ilhéus do Rio Paraná, indígenas Kaigang, Suruí Aikewara e Xavante A’uwê Uptabi Marãiwatséde, quilombolas, quebradeiras de coco babaçu, camponesas e camponeses, trabalhadores da cidade e do campo, agentes de pastoral, educandos e educadores universitários vindos de todas as regiões do Brasil, da Bolívia, Colômbia e Chile, e nos reunimos no Vale do Guapiaçu, em Cachoeiras de Macacu – RJ, entre os dias 14 e 17 de setembro de 2016 para o IV Encontro Internacional pela Terra e Território. Viemos para nos conhecer, narrando nossas lutas e as formas como habitamos, convivemos e cuidamos de nós e de nossos territórios, intercambiando nossas experiências de vida, de produção e organização política. Viemos também para darmos as mãos, nos fortalecendo em nossas lutas. (mais…)

Ler Mais

Escolas municipais podem perder R$ 58 bi na próxima década em todo o país

Pelas estimativas de dirigentes de educação, valor será triplicado nos 20 anos em que vigorar a suspensão das vinculações obrigatórias da União e o congelamento de investimentos, se a PEC 241 for aprovada

Por Cida de Oliveira, da RBA

A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) estima em R$ 58 bilhões as perdas de recursos para a manutenção do ensino nas redes públicas das cidades ao longo de dez anos, caso a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 seja aprovada. Para os 20 anos de congelamento dos investimentos previstos no texto em tramitação no Congresso, os prejuízos deverão triplicados. (mais…)

Ler Mais

Fé nos autos

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”[1]

Por Rodrigo de Medeiros Silva, em Estado de Direito

A apresentação de denúncia – No último dia 14 de setembro, o Brasil assistiu atônito à apresentação do Procurador Deltan Dallagnol de denúncia feita pela “Força-Tarefa Lava Jato”. Para além do clima de torcida que tomou o país, que inocenta ou condena previamente o ex-Presidente Lula, posicionamentos expressados pelo Procurador da República e seus colegas trouxeram muita polêmica em seguida.  De toda forma, como esperado por toda a mídia e por quem esteja pró ou contra o ex-Presidente, o juiz Sérgio Moro aceitou esta denúncia no dia 20 de setembro. (mais…)

Ler Mais

Rocinha Sem Fronteiras demanda obras de saneamento urgentes

Jody van Mastrigt e Meg Healy – RioOnWatch

Três anos depois das autoridades terem anunciado que a Rocinha, na Zona Sul, seria a terceira favela no Rio a receber um teleférico como sistema de transporte, na segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), ativistas comunitários continuam a exigir que os fundos para o projeto sejam redirecionados para prioridades mais urgentes. O grupo Rocinha Sem Fronteiras se opôs ativamente à instalação do teleférico desde que os planos foram anunciados em 2013, alegando que os R$152,2 milhões destinados para o teleférico deveriam ser usados para melhorias na infraestrutura de saneamento que estão sendo aguardadas há muito tempo. (mais…)

Ler Mais

Frei Henri: “O Brasil vive um golpe branco”

Entrevista especial com Frei Henri Burin des Roziers – Blog da Boitempo

O corpo do velho guerreiro está cansado e agora deve ficar deitado a maior parte do dia para poupar a saúde. Mas o espírito permanece vivo e a voz clara, especialmente quando se trata de caracterizar o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, que se concretizou no dia 31 de agosto de 2016. “Para mim é claramente um golpe de Estado. Um golpe branco”, diz Frei Henri Burin des Roziers, padre dominicano francês e grande figura das lutas camponesas no Brasil que se aposentou em Paris há 3 anos atrás. Este ano, ele publicou pela editora Cerf ‘Comme une rage de justice’. (mais…)

Ler Mais

Trabalho análogo à escravidão, desmatamento insustentável e caça a animais em extinção: o caos na Caatinga do Piauí

Como duas empresas, uma paulista e outra norueguesa, estão explorando de maneira inconsequente o Corredor Ecológico que liga os parques nacionais da Serra da Capivara e da Serra das Confusões

André Pessoa – Rolling Stones / IHU On-Line

Se combater o desmatamento e o trabalho escravo na imensidão do território brasileiro é uma tarefa hercúlea para os órgãos ambientais e trabalhistas, imagine quando essas irregularidades são financiadas e incentivadas com o poder do capital internacional. É a sede pela cobiçada Caatinga: da Amazônia à última fronteira agrícola no Cerrado, passando pelo mais pobre povoado do sertão nordestino, nossas matas nativas e a vitalidade dos trabalhadores são exploradas, na maioria dos casos, impunemente. (mais…)

Ler Mais