No último dia no cargo, Defensora Pública escreve tocante carta sobre carreira

A Defensora Pública do Estado de São Paulo Carmen de Moraes Barros publicou, no último dia 10, uma carta de despedida do órgão. Sua história como defensora, que começou em 1990, confunde-se com a própria história da instituição e a carta tem repercutido muito nas redes sociais desde então. Confira a carta de despedida:

Por Carmen de Moraes Barros, no Justificando (mais…)

Ler Mais

Nossa Cidade

Cândido Grzybowski – Ibase

Minhas reflexões sobre paradigmas alternativos ao exacerbado capitalismo, com suas regras de livre mercado para vencer e acumular individualmente riquezas – verdadeira lei da selva de tudo para os tais 1% considerados os mais competentes, fortes, agressivos, corruptores até –, me têm levado a pensar mais e mais nos bens comuns nas nossas vidas. Nisto tem se destacado a intrigante questão das cidades como bens comuns. Afinal, falamos em nossa cidade naturalmente, em todas as ocasiões, todo tempo. O incrível é que afirmamos que a cidade é nossa mesmo em pleno capitalismo selvagem como este que nos está sendo restituído pela dupla Temer-Meireles. Será apenas uma contradição a mais no conjunto de contradições que constituem nosso viver no mundo de hoje? (mais…)

Ler Mais

Em Pimenta Bueno (RO), II Encontro da Juventude Indígena reflete conjuntura política e direito dos povos tradicionais

Cimi

Com o tema “Juventude Indígena em luta pelos direitos garantidos pela Constituição Federal de 1988”, representantes dos povos Aikanã, Sabanê, Tawandê, Guarassugwe, Kampé, Guaratira, Mamaindê, Latundê, Arara, Kwazá, Migueleno, Gavião, Zoró, Kujubim, Tupari, Sakyrabiat se reuniram no último final de semana, de 23 a 25, para o II Encontro de Jovens Indígenas. A assembleia aconteceu em Pimenta Bueno, cidade localizada na região sul do estado de Rondônia. (mais…)

Ler Mais

De Olho nos Ruralistas faz twittaço na quarta-feira: “O Agro não é pop”

Observatório questiona campanha da Globo, JBS e Ford, iniciada em 2016 para promover modelo que defende latifúndios e grandes empresas agropecuárias

De Olho nos Ruralistas

O Agro é Pop? O Agro É Tech? O Agro É Tudo? Assim dizem – de modo exclamativo – a Rede Globo e os patrocinadores de uma propaganda televisiva em horário nobre: a Ford e o grupo JBS, responsável pelas marcas Seara e Vigor. A campanha está no ar desde 2016, nos intervalos dos principais programas da Globo, como o Jornal Nacional, o Fantástico e a novela das nove. (mais…)

Ler Mais

“O agronegócio destrói o meio ambiente, a fauna, as águas e o ser humano”

“Quero colocar que as preocupações que vocês apresentam aqui são as mesmas que vivemos na aldeia, é a mesma que o meu povo vive. Não sabemos como vai ser o futuro. A maneira que o agronegócio age é para destruir o meio ambiente, a fauna, as águas e o ser humano”, afirmou o indígena Juarez Rikbatská em sua participação na mesa “Impactos e conflitos socioambientais pela água” na noite de sábado, dia 24 de junho durante as atividades da II Tenda Multiétnica – Povos do Cerrado, realizada durante o 19º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), na cidade de Goiás. Na atividade foi lida, ainda, a Carta Final da Tenda

Cristiane Passos – semcerrado.org / IHU On-Line (mais…)

Ler Mais

Melancolia, fragmentação e a crise da práxis. Desafios da esquerda brasileira. Entrevista especial com Sabrina Fernandes

Patricia Fachin – IHU On-Line

O fato de a esquerda estar em crise não significa que ela esteja perdida ou não tenha um projeto. Ao contrário, ela “tem objetivos” e “se enxerga como um ator”, avalia Sabrina Fernandes, autora da tese de doutorado intitulada “Crisis of Praxis: Depoliticization and Leftist Fragmentation in Brazil”, defendida neste ano na Carleton University, no Canadá. “O que eu argumento é que a esquerda está em crise, sim, e essa é uma crise de práxis. Significa que o papel da esquerda em interpelar multidões, transformá-las em atores políticos como base, e assim unificar suas consciências e experiências ao redor de um projeto, está em crise. A falta de trabalho de base é um fator e sintoma disso. Também há a melancolia da esquerda. Na esquerda moderada isso se manifesta como um contínuo entreguismo à ordem política. A política de conciliação de classes do PT, que não passa de uma farsa, é exemplo disso. Já a esquerda radical está melancólica porque não sabe lidar com a hegemonia que o PT ainda possui, sente falta de um tempo de unificação e base estruturada que não vai recuperar tão fácil assim e se confunde entre autoproclamação, agitação e politização com frequência”, resume. (mais…)

Ler Mais

Um denunciado por se “vender” a empresas aprovará uma Reforma Trabalhista?, por Leonardo Sakamoto

Blog do Sakamoto

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o Michel Temer e seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures ao Supremo Tribunal Federal, nesta segunda (26), por corrupção passiva. Para Janot, Temer seria o beneficiário da mala de R$ 500 mil recebida pelo ex-deputado federal Loures e de outros R$ 38 milhões a serem pagos pela JBS. (mais…)

Ler Mais