STF determina volta à prisão de fazendeiros envolvidos em ataque a indígenas Guarani Kaiowá em Caarapó

Em outubro do ano passado, o MPF denunciou à Justiça Federal cinco proprietários rurais

Flávio Brito, Capital News

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão preventiva de cinco fazendeiros acusados de envolvimento em um ataque a indígenas no Mato Grosso do Sul, em junho do ano passado. O ataque à comunidade Tey Kuê, na Fazenda Yvu, localizada em Caarapó/MS deixou um morto [o agente de saúde indígena Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza, 26 anos] e oito feridos, em junho do ano passado.  (mais…)

Ler Mais

Comunidades tradicionais recusam promessas da mineração: ‘primeira coisa que vamos perder é nossa água’

Marco Weissheimer – Sul21

O vídeo promocional da empresa Rio Grande Mineração S/A sobre o projeto de exploração de minerais pesados em São José do Norte inicia destacando a importância do município na história do Rio Grande do Sul (ver vídeo abaixo). Cita a expulsão dos espanhóis em 1767, a resistência aos farroupilhas do general Bento Gonçalves e do italiano Giuseppe Garibaldi. “Boa parte da história do nosso Estado está escrita neste lugar. São 300 anos que merecem a homenagem dos gaúchos, o amor dos nortenses e o singelo e verdadeiro lema: Mui heroica vila”, afirma ainda o vídeo. O paradoxal, no discurso oficial da empresa, é que o projeto de mineração vem encontrando forte resistência entre as comunidades tradicionais de pescadores artesanais e agricultores familiares da “mui heroica vila”. Como seus antepassados, eles parecem, mais uma vez, dispostos a resistir. (mais…)

Ler Mais

Pescadores e agricultores rejeitam exploração de minerais pesados em São José do Norte

Marco Weissheimer – Sul21

Eduardo Galeano disse que o ouro brasileiro deixou buracos no Brasil, templos em Portugal e fábricas na Inglaterra. A frase expressa uma contradição que, desde o período da colonização, acompanha os empreendimentos de mineração no país. O rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG) deu visibilidade aos riscos que cercam essa atividade onde os impactos sociais e ambientais costumam superar as promessas de riqueza e progresso para todos, que acabam não se cumprindo. A população de São José do Norte, um dos municípios mais antigos do Rio Grande do Sul, situado numa região entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico, está vivendo esse dilema agora, diante do projeto da empresa Rio Grande Mineração S/A de explorar titânio e outros minerais pesados na região de restinga na qual a cidade está localizada. (mais…)

Ler Mais

Encontro pela Resistência Global Autônoma, hoje, no México

Hoje, 27 de setembro, será realizado na cidade de San Cristobal de Las Casas, estado de Chiapas, no México, o Encontro pela Resistência Global Autônoma. Nesse evento estarão reunidos movimentos sociais do México, da América Latina e de outras partes do mundo.

O objetivo é tecer uma cartografia que possibilite construir articulações entre diferentes formas de pensar, olhar e habitar o mundo. Nessa intenção, divulgamos também aqui no Brasil o link para a transmissão ao vivo do evento, que começará às 18h: http://seminarioscideci.org/.

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Maitê Guedes.

Ler Mais

‘A Luta Só Começou’: O Museu das Remoções da Vila Autódromo Apresenta Seu Plano Estratégico

Cerianne Robertson – RioOnWatch

Na terça-feira, 19 de setembro, uma equipe composta por museólogos e moradores da Vila Autódromo apresentou o Plano Museológico para o Museu das Remoções, um museu territorial a céu aberto criado em maio de 2016 para documentar o processo de remoção da comunidade e a luta contra isto. A apresentação foi realizada na Igreja Católica da Vila Autódromo, um simbólico local de luta salvo da demolição. (mais…)

Ler Mais

Encontro reunirá 700 pessoas de comunidades do Cerrado em Balsas (MA)

A cidade de Balsas, no sul do Maranhão, receberá, a partir desta quarta-feira, 27, cerca de 700 pessoas para o Encontro dos Povos e Comunidades do Cerrado. Participarão deste evento delegações dos estados da Bahia, Goiás, Tocantins, Piauí, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rondônia, e daqui do Maranhão. O encontro ocorre entre os dias 27 e 29 de setembro. Logo em seguida, na noite do dia 29, tem início a 1ª Romaria Nacional do Cerrado, que deve reunir cerca de 5 mil pessoas. (mais…)

Ler Mais

Estado e fé: STF decide polêmica sobre como ensinar religião nas escolas

De um lado, associações católicas e evangélicas. De outro, órgãos tão díspares quanto a Federação das Associações Muçulmanas e a Liga Secular Humanista do Brasil. No meio, crianças do ensino fundamental – e os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF)

Nesta quarta-feira, o STF deve retomar o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4439, que discute diretrizes sobre o ensino religioso nas escolas. (mais…)

Ler Mais

Desde a ditadura, “é o pior momento da história indígena”, diz Sônia Guajajara

Mesmo com o fim da Renca outros projetos em tramitação no Congresso querem limitar os direitos indígenas

Agência Pública

O presidente Michel Temer publicou hoje no Diário Oficial da União o decreto que revoga a abertura da Renca, a Reserva Nacional de Cobre e Associados na floresta amazônica, entre o Pará e o Amapá, para a exploração das mineradoras. A pressão de indígenas, ambientalistas e comunidade internacional parece ter surtido efeito. (mais…)

Ler Mais

Advogado negro é alvo de ataques racistas com símbolo da Ku Klux Klan

Em um poste na frente de seu escritório, os dizerem “negro, antifa, comunista e macumbeiro” se referiam ao advogado Marco Antonio André

por Victória Damasceno — CartaCapital

Perplexidade. Foi este o sentimento que tomou conta do advogado Marco Antonio André na segunda-feira 24 quando se deparou com um cartaz com os dizeres “Negro, comunista, antifa e macumbeiro” em frente ao seu escritório de advocacia em Blumenau (SC). Um símbolo da Ku Klux Klan (KKK), seita racista norte-americana, acompanhava os dizeres e dirigia a palavra diretamente a ele. (mais…)

Ler Mais