Contaminação de amianto: MPF requer pagamento de indenização e tratamento das vítimas pela Sama

Vítimas têm direito a pensão, plano de saúde, medicamentos e equipamentos necessários ao tratamento da doença a que foram acometidas pela contaminação

Ministério Público Federal na Bahia

O Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista (BA) requer que a Sama Minerações Associadas cumpra decisão judicial e garanta tratamento às 11 pessoas contaminadas pela extração de amianto na jazida “São Félix do Amianto”, município de Poções, a 464 km de Salvador. Os requerimentos de cumprimento provisório de sentença – um em nome de cada vítima – foram protocolados na Justiça Federal na segunda-feira (2). (mais…)

Ler Mais

Indígenas ocupam Coordenação Regional do Baixo São Francisco contra nomeação de indicado do PP à Funai

Por Renato Santana, Cimi

A ingerência partidária na Fundação Nacional do Índio (Funai) levou perto de 200 indígenas a ocupar nesta segunda-feira, 3, por tempo indeterminado, a sede da Coordenação Regional do Baixo São Francisco do órgão indigenista, em Paulo Afonso (BA). “Somos contra indicação do PP para o cargo de coordenador. Se trata de uma interferência prejudicial aos povos que esta coordenação atende”, declara um dos porta-vozes da mobilização, Ishô Truká. (mais…)

Ler Mais

O SUS não pode morrer! Assine contra a redução de investimentos em saúde

No Brasil, mais de 200 milhões de pessoas podem utilizar o Sistema Único de Saúde (SUS) de forma universal e gratuita. Após a Emenda Constitucional Nº 95, aprovada pelo Congresso Nacional em 2016, os investimentos em saúde e educação ficarão congelados até 2036. Nós, da Frente em Defesa do SUS e do Conselho Nacional de Saúde (CNS), apoiamos a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5.658 com o objetivo de vetar a EC 95/2016, que está tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF). (mais…)

Ler Mais

PF combate extração ilegal de madeira nobre na TI Cachoeira Seca, no Pará

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou hoje (4) a Operação Anhanga Arara para combater a extração ilegal de madeiras nobres na Terra Indígena (TI) Cachoeira Seca, no oeste do Pará, por madeireiras clandestinas. A Polícia Federal estima que os danos ambientais podem ultrapassar os R$ 547 milhões – referente exclusivamente às atividades madeireiras – e mais de R$ 322 milhões – referente aos produtos florestais extraídos ou destruídos durante a operação. (mais…)

Ler Mais

“Reitor exilado”, por Luiz Carlos Cancellier

Texto publicado pelo ainda Reitor da UFSC no dia 28 de setembro de 2017, na página de Opinião de O Globo. Leia também O suicídio do reitor para quem prisão foi ultraje e sentença de morte e Tristeza e revolta marcam discursos de despedida do reitor na UFSC. (TP) 

***

“A humilhação e o vexame a que fomos submetidos — eu e outros colegas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) — há uma semana não tem precedentes na história da instituição. No mesmo período em que fomos presos, levados ao complexo penitenciário, despidos de nossas vestes e encarcerados, paradoxalmente a universidade que comando desde maio de 2016 foi reconhecida como a sexta melhor instituição federal de ensino superior brasileira; avaliada com vários cursos de excelência em pós-graduação pela Capes e homenageada pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Nos últimos dias tivemos nossas vidas devassadas e nossa honra associada a uma “quadrilha”, acusada de desviar R$ 80 milhões. E impedidos, mesmo após libertados, de entrar na universidade. (mais…)

Ler Mais

Pobres vivendo no centro são “obstáculos” para o mercado e precisam sair

Para a arquiteta Ermínia Maricato, projeto “Centro Novo” de Doria visa apenas ao interesse privado e não ao público

Luciano Velleda, Rede Brasil Atual

Anunciado pelo prefeito João Doria (PSDB) no último dia 26 de setembro, o projeto Centro Novo, “que propõe uma mudança urbanística e a modernização da região central”, é na prática mais uma tentativa do Executivo municipal de “tirar os pobres” do centro e favorecer os interesses do mercado imobiliário. (mais…)

Ler Mais

Cadastro da Samarco não contempla atingidos, afirmam entidades

Rompimento da Barragem de Fundão completa dois anos em novembro

Wallace Oliveira, Brasil de Fato

Ainda sem reparação. Quase dois anos após o rompimento da Barragem de Fundão (Samarco/Vale/BHP), vítimas do maior crime ambiental do país se queixam da assistência dada pelas empresas. Entidades questionam o cadastro promovido pela Renova, fundação vinculada à Samarco, afirmando que processo não contempla necessidades dos atingidos e não leva em conta sua participação.   (mais…)

Ler Mais

O suicídio do reitor para quem prisão foi ultraje e sentença de morte

Na noite de 11 de maio de 2016, Luiz Carlos Cancellier de Olivo celebrou o ápice de sua bem-sucedida carreira acadêmica. No palco do auditório Garapuvu, em Florianópolis, foi empossado reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) pela qual tinha graduação, mestrado, doutorado em Direito sob os olhares de colegas de trabalho que o viam como um homem doce, de fala mansa e conciliador. Nos primeiros meses que se seguiram, tudo ia bem. A gestão universitária caminhava, aparentemente, sem sobressaltos. Bastaram, porém, poucas horas para tudo ruir

Aline Torres – El País

Em 14 de setembro último, Cancellier foi preso, despido, algemado. Virou símbolo de um esquema de corrupção milionário dentro da universidade, um escândalo noticiado pelos maiores jornais do Brasil. Sua foto com uniforme laranja de presidiário circulou pelas redes sociais. Não demoraram os ataques de ódio. (mais…)

Ler Mais

Militares Dão 30 Dias Para Comunidade Maracajás na Ilha do Governador Destruir Suas Casas e Partir

No sábado passado, enquanto uma chuva fina caia sobre a cidade do Rio de Janeiro, as famílias que moram na Estrada de Maracajás no Galeão, na Ilha do Governador, encontraram-se para contar as suas histórias e organizar uma marcha de resistência. A sua história dolorosa é de perseverança, apesar de uma tremenda pressão externa; pressão que tem se tornado bem conhecida nas comunidades em todo o Rio. No dia 18 de setembro, elas foram informadas pela Aeronáutica (que tem uma base nas proximidades) que teriam 30 dias para destruir as casas que construíram durante décadas e deixar a terra completamente vazia. Restando cerca de duas semanas, as famílias estão se organizando, unidas em uma tentativa de salvar tudo pelo qual trabalharam. Esta matéria tenta retratar uma fração desta história e documentar as vidas e os espaços físicos que estão penduradas na balança

Tyler Strobl – RioOnWatch (mais…)

Ler Mais

Indígenas em Contexto Urbano: Uma Entrevista com José Urutau Guajajara

José Urutau Guajajara é um dos grandes líderes no movimento pelos direitos indígenas na cidade do Rio de Janeiro. Criado na Aldeia Guajajara no estado de Maranhão, ele veio para o Rio ainda jovem para estudar e trabalhar. Em 2006, ele participou do grupo de indígenas de várias etnias que fundou a Aldeia Maracanã no prédio abandonado do antigo Museu do Índio, ao lado do Estádio do Maracanã. Embora tenha sofrido múltiplas remoções durante os megaeventos –Copa do Mundo e Jogos Olímpicos– a Aldeia Maracanã ainda ocupa o prédio e está em processo de formar uma universidade indígena no local. José é pesquisador de linguística do Museu Nacional da UFRJ e professor de língua e cultura indígena na FAETEC-ISERJ. Ele mora no Centro de Etnoconhecimento Sociocultural e Ambiental Caiuré (CESAC) em Tomás Coelho, um espaço comunitário da população indígena urbana. O RioOnWatch falou com José sobre sua vida, seu trabalho e o movimento indígena no Rio.

Lucas Smolcic Larson – RioOnWatch (mais…)

Ler Mais