Nota do Encontro Estadual da Renap RS 2017

A Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares no Rio Grande do Sul/RENAP-RS, reunida nos dias 1º e 2 de dezembro no Memorial Luís Carlos Prestes, em Porto Alegre-RS, vem manifestar seu compromisso com a construção popular de uma produção agrícola que respeite o meio ambiente, os territórios das comunidades originárias e tradicionais, contribuindo para a sustentabilidade social. Desta forma, repudia o modelo econômico e social imposto pelo agronegócio, concentrador de terra, produtor de commodities, que acirra a violência no campo, afeta o meio ambiente e saúde da população brasileira. (mais…)

Ler Mais

Despejo destrói acampamento Marcelino Chiarelo em Santa Catarina

Texto e fotos: Juliana Adriano, no Midia Sem Terra

A madrugada avançava, mas muitos não queriam acreditar que seriam despejados, pois se a justiça já havia afirmado que aquela área de 1.000ha é do INCRA, como a juíza Heloísa Menegotto Prezonato poderia assinar a reintegração de posse a favor dos Prezzotto?! Porém, logo chegou a confirmação de que a cavalaria estava na região. Antes de clarear o dia, o drone da polícia sobrevoava a área. As seis horas da manhã a tropa de choque e a cavalaria da polícia militar avançaram em direção ao acampamento. Os Sem Terra gritavam em coro: “Marcelino Chiarello, aqui estamos nós, falando por você já que calaram sua voz”. “Pátria Livre! Venceremos!”, “MST! A luta é pra valer”. (mais…)

Ler Mais

Des-Pensando o racismo colonial

Por Cassiano Terra Rodrigues, no Correio da Cidadania

Di­ante dos úl­timos acon­te­ci­mentos ra­cistas no país – são muitos, não ele­gerei um único – creio que não é ino­por­tuno re­cu­perar uma dis­cussão pro­posta por Ella Shohat e Ro­bert Stam, em seu já an­tigo livro Crí­tica da Imagem Eu­ro­cên­trica (tra­dução de Marcos So­ares. São Paulo: Cosac Naify, 2006. O ori­ginal é de 1994).

Nesse livro, o casal ataca o pro­blema de como os meios de co­mu­ni­cação em massa – a in­dús­tria cul­tural, ou do es­pe­tá­culo – afetam nossa vida, ou vice-versa. O livro ques­tiona pro­fun­da­mente as es­tru­turas de poder indo muito além da mera aná­lise de dis­curso, mas também mos­trando como se re­la­ci­onam ele­mentos dis­cur­sivos e ima­gens que sus­tentam esse poder e também emanam dele. Com isso, con­se­guem mos­trar como nosso ima­gi­nário foi ge­nui­na­mente co­lo­ni­zado, quer dizer, como nossa ma­neira de ver e de en­tender o mundo é for­ma­tada por ima­gens cha­madas de “eu­ro­cên­tricas”. O prin­cipal agente dessa co­lo­ni­zação (como se fosse pre­ciso dizer) é o ci­nema. (mais…)

Ler Mais

Indígenas brasileiros enfrentarão mesma luta que Mapuches travam na Argentina contra o fracking

Por Marco Weissheimer, no Sul 21

Além dos problemas envolvendo demarcações de terra e casos de violência, os povos indígenas brasileiros têm mais um motivo de preocupação: os projetos da indústria do fracking, considerado um dos processos de produção de energia mais agressivos ambientalmente e já proibido em países como França e Alemanha por causa de seus impactos, ambientais, sociais e na saúde humana. Entre eles, casos de câncer, contaminação de alimentos, infertilidade, má formações e deficiências físicas em recém nascidos. (mais…)

Ler Mais

Duelo na Escola da Magistratura do Rio: Las Casas versus Sepúlveda. Por José Ribamar Bessa Freire

No Taqui Pra Ti

Se William Bonner anunciar no Jornal Nacional – não, espera lá, o JN não vale porque ninguém acredita nele – mas se o Ricardo Boechat noticiar no Jornal da Band que uma nave espacial pousou no planeta Marte e descobriu a existência de seres extraterrestres, como é que nós, humanos, iremos classificá-los e tratá-los? ET é gente como a gente?   (mais…)

Ler Mais

10 modos como o Capitalismo nega ou tira a sua liberdade

Um dos mais fortes argumentos a favor do capitalismo utilizado por seus defensores é que ele seria um sistema que garante a liberdade. Será mesmo?

Por Robson Fernando de Souza, no Voyager

Dizem por aí que o capitalismo — em especial o liberal, com o mínimo de regulação estatal — vem “trazer liberdade” para as pessoas. Seria tanto a liberdade de ganhar e acumular muito dinheiro e fazer o que quiser sem ser impedido por um “Estado-babá” quanto a de escolher que produtos e serviços e de que marcas e empresas consumir ou não consumir. (mais…)

Ler Mais

Mexida autoritária na Previdência não é reforma e nada resolve, por Janio de Freitas

Na Folha

O governo que corta gastos essenciais está liberando mais R$100 milhões para propaganda. Os meios de comunicação beneficiados agradecem, cada qual à sua maneira. Mas a campanha que o governo já despeja na população é tão pouco séria quanto a sua sobriedade de gastos. É propaganda enganosa. Até mesmo difamatória, como a Justiça já reconheceu e proibiu a linha de mensagens que deixa mal o funcionalismo. (mais…)

Ler Mais

Assédio sexual: “o corpo da mulher é visto como algo que não lhe pertence”

Combater o assédio e toda a violência sexual contra mulheres implica desconstruir um sistema de opressões intercruzadas que vão do machismo sistémico ao racismo estrutural. São vários os corpos estigmatizados neste processo, de várias formas. As raízes e as consequências do assédio são densas e complexas. Olhá-lo de frente é também reconstruir sociedades mais justas.

Por Mariana Duarte, no Público (mais…)

Ler Mais

Nota do Coletivo Floripa Contra o Estado de Exceção pela apuração das responsabilidades na morte de Cancellier

Pela apuração imediata das responsabilidades civis e criminais: há dois meses morria o professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, vítima de abuso de poder!

Mais de dois meses depois da espetaculosa operação “Ouvidos moucos”, protagonizada pelos agentes públicos Polícia Federal e Ministério Público Federal, sob a chancela da Justiça Federal, e precisamente 60 dias após a morte do professor Cancellier, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, um silêncio cúmplice e profundo das autoridades públicas do estado se faz sentir, na comunidade universitária e sociedade em geral. (mais…)

Ler Mais