Sessão do STF é suspensa após ataques entre ministros Barroso e Gilmar Mendes

Barroso reagiu a críticas de Gilmar Mendes a decisões do STF. ‘Você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso’, disse Barroso. ‘Feche seu escritório de advocacia’, afirmou Mendes.

Por Renan Ramalho e Rosanne D’Agostino, no G1

A sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira (21) foi suspensa duas horas depois de iniciada devido a uma troca de acusações entre os ministros Luiz Roberto Barroso e Gilmar Mendes.

(mais…)

Ler Mais

FAMA 2018: Povos tradicionais lançam Carta Denúncia e Dossiê sobre crimes contra a água

Relatório lançado no Fama 2018 expõe a situação de oito rios, do Aquífero Guarani e do sistema costeiro-marinho e dos impactos às populações que vivem deles e que os defendem

por Cida de Oliveira, da RBA

Lideranças de povos originários e de populações e comunidades tradicionais de diversas regiões do país lançaram hoje (21), no Fórum Alternativo Mundial da Água – Fama 2018, o dossiê Violações aos Territórios Tradicionais e Crimes Contra as Águas. Clique aqui para acessar o documento. (mais…)

Ler Mais

Reconcentração fundiária será o maior legado da contrarreforma agrária do governo Temer

Julianna Malerba*, no Brasil em 5

Enquanto um conjunto de políticas voltadas para o campesinato tem sofrido, desde o golpe, profundos cortes orçamentários a ponto de serem inviabilizadas, são ampliados os recursos no INCRA para emissão de títulos de posse, provisórios e definitivos, para assentados da reforma agrária. Em 2017, foram emitidos 123 mil títulosi, um recorde em relação aos governos anteriores, cuja média entre 2003 e 2016 girou em torno de 20 mil títulos/ano. (mais…)

Ler Mais

APIB questiona FUNAI sobre a paralisação da CNPI

Na APIB

Nesta terça-feira, (20/03), lideranças indígenas dos povos Guajajara, Terena, Krenak e Guarani, todos integrantes da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), se reuniram com o presidente da Funai para cobrar providência diante da paralisação do funcionamento do Conselho Nacional de Política Indigenista (CNPI). Na oportunidade, a coordenadora executiva da APIB e vice-presidente da CNPI, Sonia Guajajara, afirmou ao presidente da Funai que desde quando o Michel Temer tomou a presidência da república não houve mais as reuniões ordinárias do conselho, inclusive a secretaria executiva que estava sob o comando do Ministério da Justiça foi desativada, culminando até com a demissão da servidora responsável. (mais…)

Ler Mais

Águas de março – lutas e resistências dos povos indígenas, por Egon Heck

Povos indígenas participam do Fórum Alternativo Mundial da Água, em Brasília. “Vamos organizar lutas concretas, desde nossas comunidades e aldeias, para impedir a continuidade e aprofundamento da destruição e contaminação das águas, contra a privatização”, afirma indígena

No Cimi

Os rios são nosso sangue,
A água é sagrada
É nossa mãe
Queremos nossa
Floresta de pé,
Nossos rios limpos!
Estão matando a natureza,
Querem exterminar  nós filhos
Da terra e das águas
Mas nós Munduruku
Não vamos deixar,
Vamos fazer alianças
Com ribeirinhos, quilombolas, pescadores
Vamos lutar juntos,
Com outros países e povos!
As hidrelétricas, ferrovias, mineradoras,
A soja não vão passar,
Nosso sangue vamos derramar
Se for preciso, para o Tapajós
E todos os rios salvar!

Com esta poesia, Alessandra Munduruku, liderança do rio Tapajós, denunciou no Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama), que começou dia 17 e segue até amanhã, 22, em Brasília, o que o governo e as empresas estão fazendo no território de seu povo, no Pará. A indígena convoca todos e todas para uma grande união e luta mundial pela vida, contra o grande capital e seus  projetos de morte. (mais…)

Ler Mais

Não queremos desculpas, queremos outro modelo mineral no Brasil!

No Movimento dos Atingidos por Mineração 

Fechamos o último final de semana com dois pedidos de desculpas de duas transnacionais do setor mineral: as empresas Hydro Alunorte e a Anglo American. A Hydro Alunorte se desculpou por despejar água não tratada do beneficiamento industrial da bauxita, e por ter contaminado o Rio Pará, em Barcarena (PA). A Anglo American, pelo rompimento do mineroduto do Projeto Minas Rio, acontecido no município de Santo Antônio do Grama (MG), que deixou essa população sem abastecimento de água. As desculpas deveriam ser também pela violência praticada contra o povo de Barcarena e o povo de Santo Antônio do Grama, e contra a sociedade brasileira, tendo em vista os impactos incalculáveis causados a natureza e à vida. Situações como essa não são novidade no modelo mineral brasileiro. A constância de ocorridos como o que aconteceu em Barcarena e Santo Antônio do Grama desvelam a face destrutiva do capital mineral. (mais…)

Ler Mais

Índios Manoki lutam por território invadido por fazendas

Por Anna Beatriz Anjos, A Pública

O sol raiara havia pouco quando a caminhonete iniciou viagem. Percorreu a estrada de terra por entre plantações e arbustos do cerrado durante quase duas horas até alcançar a ponte que marca um dos limites da Terra Indígena Manoki. A partir daquele momento, a paisagem se fez outra: árvores mais altas, vegetação mais densa, característica da área de transição entre o cerrado e a floresta amazônica. Mas não demorou para que a exuberância da mata fosse interrompida por enormes clareiras de solo tingido de cor preta, resultado de queimadas para abertura de pastos e plantações, seguidas pelas fazendas. (mais…)

Ler Mais

250 personalidades e entidades pedem ao MP para investigar ameaças ao padre Julio Lancelloti

Pároco chegou a divulgar na internet o relato de um morador de rua contando ter sido ameaçado por policiais militares

Na Rede Brasil Atual

Advogados e entidades de direitos humanos entraram com uma representação no Ministério Público de São Paulo (MP-SP), na última terça-feira (20), solicitando a investigação sobre ataques sofridos pelo padre Julio Lancellotti, que tem sido alvo de mensagens de ódio e ameaças de morte. Os ataques são motivados pelo aumento de população de rua na região da Mooca, zona leste da capital. O padre é referência na defesa dos direitos das pessoas em situação de rua em são Paulo. Para os advogados, falta sensibilidade para os moradores do bairro. (mais…)

Ler Mais