A Justica não funciona nas alturas do poder. Por Egydio Schwade

“Por aquele tempo, Jesus pronunciou estas palavras: Eu te bendigo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequenos.” (Mt.11.25)

Os poderes executivo, legislativo e Judiciário brasileiros foram como nunca desnudados, nestes últimos dois anos, expondo ao vivo a sua falta de interesse pelo povo brasileiro e sua evidência como poder promotor de privilégios para os ricos e “entendidos”. (mais…)

Ler Mais

Boaventura: “Lula da Silva: os tribunais o condenam, a história o absolverá”

A campanha anti-petismo faz lembrar a campanha anti-semitismo dos tempos do nazismo. Em ambos os casos, a prova para condenar consiste na evidente desnecessidade de provar.

Por Boaventura Sousa Santos, no Público

O processo Lula da Silva põe a nu de forma gritante que algo está podre no sistema judicial brasileiro, evidenciando procedimentos e práticas incompatíveis com princípios e garantias fundamentais de um Estado de direito democrático, os quais devem ser denunciados e democraticamente combatidos. (mais…)

Ler Mais

Carta da Prainha

“Sabemos que quem luta conquista
Por isso vamos lutar,
Unir nossos quilombos
Dar as mãos e se organizar”.1

O Seminário Ciência, Universidade e Diálogo de Saberes: desafios à justiça ambiental reuniu, no período de 26 a 28 de março de 2018, na Reserva Extrativista da Prainha do Canto Verde, comunidade litorânea de lutas e resistências, em Beberibe/CE, mais de 90 representantes de coletivos de pesquisa em universidades e escolas, movimentos sociais do campo e da cidade, organizações sociais e comunidades de populações tradicionais, quilombolas e indígenas atravessadas por conflitos socioambientais decorrentes da expansão de atividades econômicas como agronegócio, mineração, siderurgia, carcinicultura, turismo predatório, exploração de petróleo e gás, especulação imobiliária, obras e infraestruturas que configuram iniciativas de expansão do capital na América Latina. (mais…)

Ler Mais

Lula e o dilema de Sócrates

Jorge Bheron Rocha e Mariella Pittari*

Uma decisão controversa. Uma fuga que seria aplaudida por muitos. Um filósofo que não teria entrado para a História.

Essa é a pecha da vanguarda: submeter-se à ordália (judicium Dei) em favor da expiação pelas massas, como decorrência do processo inquisitório disciplinado no Malleus Maleficarum (Martelo das Feiticeiras, escrito em 1484 pelos monges alemães Heinrich Kramer e James Sprenger). (mais…)

Ler Mais

Na Paraíba, Sem Terra celebram mártires da luta pela terra

Elizabeth Teixeira, um dos rostos mais fortes da luta pela terra no Brasil também esteve presente na atividade

Por Thais Guedes, da Página do MST

Na tarde deste sábado (7), movimentos do campo e da cidade estiveram reunidos na sede do Memorial das Ligas, no município de Sapé na Paraíba, para celebrar a memória daqueles que tombaram na luta pela Reforma Agrária e também para homenagear a memória de João Pedro Teixeira. (mais…)

Ler Mais

Justiça realiza primeira audiência da morte de professor indígena após ter sido espancado em SC

Marcondes Namblá foi agredido a pauladas numa rua em Penha. Embalador confessou o crime.

Por G1 SC

Justiça realizou, na tarde desta segunda-feira (9), a primeira primeira audiência do processo do assassinato do professor indígena Marcondes Namblá. Ele morreu depois de ter sido espancado em Penha, no Litoral Norte, em janeiro deste ano. O acusado é o embalador Gilmar César de Lima, 23 anos, que confessou o crime e está preso preventivamente em Blumenau.

(mais…)

Ler Mais

Após 2 anos, Governo Federal não cumpre sentença de fornecimento de água potável a comunidade indígena

Indígenas de Pyelito Kue, em Iguatemi (MS) continuam sujeitos a abastecimento irregular por caminhão-pipa e fontes não potáveis de água

MPF/MS

O Ministério Público Federal em Navíraí (MPF/MS) pediu à Justiça a intimação da União para que ela comprove a distribuição de água potável de maneira permanente à comunidade indígena Pyelito Kue, situada em Iguatemi (MS). Atualmente, a comunidade é servida por caminhão-pipa, com periodicidade irregular, e recorre a cursos d’água não potável, já que o abastecimento não é suficiente.  (mais…)

Ler Mais

Justiça Federal na Paraíba determina que Energisa restabeleça fornecimento de energia em comunidade cigana de Sousa

Segundo a decisão, empresa aparentemente cobrava, de forma irregular, dívidas antigas da população reconhecida como de baixa renda

Procuradoria da República na Paraíba

A Justiça Federal na Paraíba (JFPB) determinou, nessa sexta-feira (6), que a Energisa Paraíba Distribuidora de Energia S/A reestabeleça o fornecimento de energia elétrica a 154 integrantes da Comunidade Cigana de Sousa (da etnia Calon), no sertão do estado. De acordo com a ação civil pública, ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em Sousa (PB), o serviço havia sido interrompido pelo não pagamento de débitos atuais associados a antigos, desconsiderando a reconhecida condição de baixa renda daquela população. A medida liminar é do juiz federal Diego Fernandes Guimarães, da 8ª Vara Federal, em Sousa.  (mais…)

Ler Mais

Ninguém estava chorando pelo Lula

Em A feminista

Acho que é “natural” que as pessoas gostem do Lula. Ele é uma figura pública complexa. Foi nosso presidente por 8 anos. Sindicalista, puxou um monte de greve. Bufão, faz discursos falando de cachaça e futebol e no faz corar de vergonha e afeto. Também por isso uns não gostam do Lula. Normal também. O que me incomoda é dizerem que estamos prostrados aos pés de um líder messiânico. Não estamos. É mentira. Nos diminuem, nos humilham e nos colocam num lugar que só existe para aqueles que o detestam. (mais…)

Ler Mais

Lula, o humano. Por Eliane Brum

Compreender as contradições de Lula e do PT no poder é mais importante e urgente para o país do que construir um mito

No El País Brasil

“Eu não sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia.” A frase do discurso de Luiz Inácio Lula da Silva antes da prisão, no palanque do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, já se tornou célebre, como estava programado. Mas o símbolo deste momento para a história não foi o discurso, e sim a imagem feita de cima, em que aquele que acabara de se lançar não como candidato, mas como lenda, parece se transubstanciar na multidão: “Esse país tem milhões e milhões de Lulas”. (mais…)

Ler Mais