TRF determina que posseiros deixem terras pertencentes ao povo Pankararu

Índios Pankararus e os posseiros travavam uma briga na justiça pelas terras que se arrastava desde 1993. As terras estavam demarcadas pelo Incra como terra indígena há mais de 30 anos

Por Portal FolhaPE

Num embate judicial que durou mais de 30 anos, a 4ª turma do Tribunal Regional Federal, no Recife, ratificou decisão de 2010 e determinou que os posseiros deixem as terras do povo Pankararu, uma área de 8.100 hectares nos municípios de Tacaratu, Petrolândia e Jatobá, no Sertão de Pernambuco. A decisão saiu no início da tarde desta terça-feira (19). (mais…)

Ler Mais

Mais um identificado: Empresário piauiense aparece em vídeo assediando mulher na Rússia

Luciano Gil é acusado de improbidade administrativa e já foi preso em operação da Polícia Federal por desvio de dinheiro público.

Por Nathalia Amaral e Nayara Felizardo, no Portal O Dia

Um vídeo que repercutiu nacionalmente e internacionalmente, em que um grupo de brasileiros aparece assediando sexualmente uma mulher na Rússia, surpreendeu moradores da cidade de Jaicós, localizada a 364 km de Teresina, pois um deles é o empresário Luciano Gil Mendes Coelho, natural daquele município. O grupo de torcedores brasileiros aparece proferindo palavras de cunho sexual para uma mulher que não compreende o português durante a Copa do Mundo. (mais…)

Ler Mais

Unifap acata recomendação do MPF e abre processo seletivo diferenciado para indígenas e quilombolas

Oitenta e oito vagas em sete cursos são ofertadas no campus Binacional, em Oiapoque-AP

Ministério Público Federal no Amapá

Após recomendação do Ministério Público Federal (MPF), a Universidade Federal do Amapá (Unifap) abriu Processo Seletivo Extraordinário para indígenas e quilombolas para o 2º semestre letivo de 2018. São disponibilizadas 88 vagas nos cursos de graduação do campus Binacional, localizado no município de Oiapoque (AP). Com a medida, o MPF espera que a participação dos indígenas e quilombolas no ensino superior se torne mais igualitária, levando em consideração o processo diferenciado de ensino das comunidades.  (mais…)

Ler Mais

MPF no Maranhão recomenda Dnit e Sema por obra de duplicação na BR 135

A obra de duplicação da BR, no trecho entre Santa Rita e Itapecuru Mirim, está parcialmente suspensa para evitar violação aos direitos territoriais das comunidades quilombolas afetadas pelo empreendimento

Procuradoria da República do Maranhão

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão fez recomendações à Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) em relação à obra de duplicação da BR 135, por conta do risco de violação de direitos territoriais das comunidades quilombolas localizadas nos municípios de Santa Rita e Itapecuru Mirim. (mais…)

Ler Mais

Depois de palestrar em NY, faxineira brasileira é alvo de racismo nas redes

Alline Parreira, a brasileira que foi beneficiária do Bolsa Família e que atualmente dá palestras nos Estados Unidos, vem sendo alvo de comentários racistas em um grupo de brasileiros em Nova Iorque. À Fórum, a jovem ativista respondeu aos racistas e reafirmou sua identidade enquanto mulher negra

Por Ivan Longo, na Fórum

Alline Parreira, a jovem ativista negra brasileira que deu uma palestra para doutores da CUNY Unverstity de Nova Iorque (EUA) na última sexta-feira (15), vem sendo alvo de racismo em comentários nas redes sociais. (mais…)

Ler Mais

Luta que emancipa. Por Gilvander Moreira[1]

No Brasil, as classes trabalhadora e camponesa lutam muito. Que tipo de luta pode ser emancipatória? Por luta não nos referimos à luta diária individual e familiar para sobreviver de um/a trabalhador/a que recebe mensalmente apenas um salário mínimo, ou batalhando na economia informal como camelô ou fazendo bicos. É óbvio que esse tipo de luta é necessária e imprescindível para a sobrevivência de grande parte da classe trabalhadora. Não tratamos também de luta individualista na escalada de competição que o sistema capitalista desencadeia e fomenta aos quatro ventos: luta para entrar em uma universidade, luta de uma pessoa para ser aprovada em um concurso público, luta para se tornar um/a empreendedor/a, luta para enriquecer e se tornar uma pessoa opressora, às vezes ou muitas vezes, sem ter intenção deliberada de oprimir. Enfim, não é luta como trabalho no sentido de doulos, trabalho análogo à situação de escravidão. (mais…)

Ler Mais

M Facebook – 5 a 12 de junho, 2018

Por Natasha Bachini e João Feres Jr., Manchetômetro

Entre os dias 5 a 11 de junho de 2018, as 143 páginas que monitoramos publicaram 9.510 posts, que geraram 4.082.212 compartilhamentos. As páginas que mais postaram naquela semana foram UOL (476 posts), Estadão (432 posts) e Terra (432 posts).

Os 20 posts mais compartilhados da semana (5/6/2018 a 11/6/2018)[1] da tabela AQUI concentram 11% do volume total de compartilhamentos alcançado pelas 143 páginas ao longo do período. O recurso mais usado nesses posts foi a foto (60%), seguida da vídeo (40%). (mais…)

Ler Mais

Nos EUA, um depósito de crianças sem papéis

Separadas dos pais e trancadas em gaiolas, elas não podem nem brincar ou receber carinho

Por Nomaan Merchant, da AP, em O Estado de S.Paulo

Dentro de um armazém antigo no sul do Texas, centenas de crianças esperam, dentro de gaiolas de metal. Uma das celas era ocupada por 20 crianças. Garrafas de água, sacos de batata frita e grandes folhas de papel, que servem de cobertores, se espalham pelo lugar.

(mais…)

Ler Mais

Professora é ‘denunciada’ por pai de aluno por passar filme sobre cultura negra

Por Bruno Alfano, no Extra

Uma professora de Macaé foi denunciada na ouvidoria da prefeitura por passar um filme que trata da cultura negra. Sabrina Luz, do Colégio municipal Professora Elza Ibrahim, no bairro Ajuda de Baixo, exibiu a obra na aula de Geografia para alunos do 6º ano, que tem uma média de 12 anos. A denúncia, feita no fim de maio, partiu de um pai de aluno que não se identificou. (mais…)

Ler Mais