Marcela Ross NÃO existe, pesquisa NÃO mostra 94% de apoio à intervenção militar e país NÃO está em estado de sítio: como funciona uma das fábricas de fake news no Brasil

G1 mostra quem está por trás de um dos sites com o maior compartilhamento de notícias na web. ‘O Notícias Brasil Online não é fake news. Às vezes a gente erra num conteúdo, num título. Mas a gente sempre busca novidades’, diz Rafael Brunetti, um dos sócios.

Por Gabriela Caesar, G1

Marcela Ross é apresentada como uma “jornalista de personalidade” que escreve para o Lava Jato News desde fevereiro de 2018. Ela também já publicou textos no Notícias Brasil Online e no Painel Econômico. Mora em São Paulo e se formou pela Unip em 2007. No Facebook, costuma divulgar links de posts publicados nos sites em que trabalha. Só há um problema nisso tudo: Marcela Ross não existe.

(mais…)

Ler Mais

Lucro dos grandes supermercados aprofunda desigualdades no campo

Relatório da Oxfam aponta que grandes varejistas lucram enquanto pequenos produtores sobrevivem em condições degradantes

Lu Sudré, Brasil de Fato

O modelo de negócios dos grandes supermercados, cuja propriedade está concentrada nos Estados Unidos e na Europa, perpetua uma estrutura de exclusão social entre os produtores de alimentos que vivem e trabalham na América Latina, África e Ásia.  (mais…)

Ler Mais

Vale, BHP e MPFs fecham acordo para reparação de danos da Samarco

Expectativa é que a repactuação coloque fim às ações civis públicas movidas contra as três empresas após tragédia em Mariana

Renata Batista, no Terra

Depois de cinco prorrogações e no último dia do prazo concedido pelo juiz da 12ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte, Vale, BHP Billiton, Samarco, os Ministérios Públicos Federais (MPF) de Minas Gerais e Espírito Santo e a Advocacia Geral da União (AGU) conseguiram repactuar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado para reparação dos danos causados ao longo da Bacia do Rio Doce pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais. (mais…)

Ler Mais

Série M: Não é Lula pré-candidato?

Por Luna Sassara  e João Feres Júnior, Manchetômetro

No último dia 8 de junho, o Partido dos Trabalhadores promoveu um ato na cidade mineira de Contagem para lançar a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto. Mesmo preso em Curitiba desde 7 de abril, Lula mantém-se em primeiro lugar isolado nas pesquisas de intenção de voto para a disputa da Presidência da República. A cobertura do evento feita pelos veículos de mídia impressa analisados pelo Manchetômetro foi exígua. Deparamo-nos com uma questão clássica daquilo que a literatura de estudos de mídia chama de agendamento: afinal, que assuntos são escolhidos pelos editores de jornais brasileiros e quais são descartados? (mais…)

Ler Mais

Comissões do Congresso pedem audiência no STJ para discutir a liberdade do Padre Amaro

Por Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, na CPT

O padre José Amaro Lopes de Sousa, conhecido como padre Amaro, está preso desde o dia 27 de março no Centro de Recuperação Regional de Altamira. Ele é coordenador da Comissão Pastoral da Terra em Anapu, sudoeste do Pará. De acordo com a CPT, a prisão do religioso tem interesse de fazendeiros da região e razões políticas. Eles foram as principais testemunhas ouvidas pela polícia. Segundo relatos de lideranças de movimentos sociais e autoridades locais, existe, inclusive, “lista” de pessoas marcadas para morrer, estando o nome de Padre Amaro em tal “lista”. (mais…)

Ler Mais

Alguém já foi punido pela lei contra racismo no Rio? Não encontramos…

Bruna de Lara, The Intercept Brasil

Faz meia década que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro aprovou uma lei contra a discriminação racial. Tendo como alvo o racismo, a intolerância religiosa e a xenofobia, a lei 6483/2013 pune indivíduos, empresas e estabelecimentos comerciais do Estado com multas, suspensão e cassação de licenças para funcionamento. Ou, pelo menos, deveria punir. Em cinco anos, a medida nunca foi regulamentada e, por isso, ninguém foi enquadrado nela. (mais…)

Ler Mais

Nós e as mudanças geopolíticas em curso, por Cândido Grzybowski

do Ibase

Nestes dias de Copa do Mundo de Futebol, com todos os recursos de imagem da televisão, vivemos uma experiência de estarmos nos lugares em que vamos levando as nossas vidas e, ao mesmo tempo, sermos parte de um mundo muito diverso. Fico imaginando quantas crianças vasculham os velhos mapas escolares ou pesquisam pelo celular para saber algo mais sobre os países que as seleções representam e aqueles jogadores de nomes estranhos. O bom é que os jogos de futebol são disputas com base em regras muito simples, de respeito mútuo da diferença e de valorização do trabalho coletivo e criatividade. A gente pode não gostar de assistir as partidas, mas aquela vibração de jogadores e torcidas ou tristezas e lágrimas, no caso de derrotas, são contagiantes e nos passam a fundamental sensação de que somos iguais, apesar de nossas línguas, cores de altos e baixinhos, países pequenos e grandes, parte de uma maravilhosa humanidade em sua diversidade. (mais…)

Ler Mais

As repulsivas reações no Brasil diante da mais nova crueldade de Trump

Por João Filho, no The Intercept Brasil

Em meio à crise de refugiados na Europa em 2015, o então primeiro-ministro britânico David Cameron se referiu aos imigrantes que tentavam entrar na Inglaterra como um “enxame de pessoas”.

Nessa semana, Donald Trump usou também uma metáfora com insetos para se referir à chegada de imigrantes nos EUA: “infestação”. (mais…)

Ler Mais

O Brasil que escreve sua história com sangue de crianças

Já são oito crianças e adolescentes mortos no Rio só neste ano, por disparos aleatórios. Marcos Vinicius, de 14, do Complexo da Maré, foi alvejado pelas costas por um blindado da PM.

Por Carla Jiménez, no El País

Há algo que despedaça dentro da gente quando uma criança morre, e uma mãe precisa enterrá-lo. Mas a dor é incalculável (ou deveria) quando se sabe que o pequeno ou a pequena são indefesos alvejados brutalmente por obra de uma política de segurança assassina que cobiça ainda mais poder para matar inadvertidamente. “Ele não meu viu com a roupa de escola, mãe?”, disse Marcos Vinicius da Silva, de 14 anos, enquanto sangrava pela barriga, pela bala que o atravessou vindo de um blindado da polícia. Vinicius recebeu o tiro pelas costas. Definhou nos braços da mãe, Bruna. Uma doméstica, parda, do Complexo da Maré, no Rio. Seguiu até o hospital, depois de esperar uma hora pela ambulância. Não resistiu. (mais…)

Ler Mais

Futebol foi o sonho de liberdade de um jovem escravo em fazenda na Amazônia, por Leonardo Sakamoto

no blog do Sakamoto

Cerqueiros perfuravam o chão, plantando mourões e passando arame por quilômetros a fio sob o sol forte da Amazônia paraense. O serviço era pesado: dependendo do relevo, a cabeça ardia por dias até que se completasse um quilômetro de cerca. O pequeno açude, turvo e sujo, servia para matar a sede, cozinhar e tomar banho. Um perigo, pois a pele ficava impregnada com o veneno borrifado para tratar o pasto. Dessa forma, a terra ia se dividindo – não entre os cerqueiros, que continuarão sonhando com o dia em que plantarão para si, mas em grandes pastos para os bois. Dentre os trabalhadores, olhos claros e pele queimada, Jonas, de 14 anos. (mais…)

Ler Mais