O Ateliê do Hadasha em Manguinhos [PERFIL] #RedeFavelaSustentável

por Jessica Depies, em RioOnWatch

A história do Rio de Janeiro não pode ser contada sem música. Do samba, bossa nova e choro até o funk carioca e estilos de dança como o passinho, a história e cultura da cidade sempre produziram uma ampla trilha sonora com o potencial de transformar tanto ouvintes quanto músicos. Talvez ninguém saiba disto melhor que Guilherme Hadasha, um músico e professor que já há duas décadas se dedica à sua missão de conquistar “música para todos”, se esforçando para garantir que as artes atinjam áreas de baixa renda em todo o Rio. Um nativo do Leblon, na Zona Sul do Rio, Hadasha se mudou para a Zona Norte quando jovem e se alistou ao exército aos 18 anos, mas ele estudou e praticou música ao longo de sua vida adulta também. Com o tempo, ele diz, “a arte me chamou mais forte”. (mais…)

Ler Mais

A profecia de Hannah Arendt

IHU On Line – No prefácio da coleção de ensaios de 1968, Homens em tempos sombrios, Hannah Arendt escreveu: “Mesmo no tempo mais sombrio temos o direito de esperar alguma iluminação.” Nos tempos sombrios de hoje a obra de Arendt assume nova importância porque é justamente uma fonte de iluminação. Arendt foi dotada de notável perspicácia na análise dos problemas mais graves, as dúvidas mais profundas e as tendências mais perigosas da realidade política moderna, em muitos casos, ainda presentes hoje. (mais…)

Ler Mais

Em manifesto, juristas repudiam manobra de Fachin contra Lula

“Repudiamos as manobras de prazos e procedimentos que adiem a decisão sobre o direito de liberdade e as garantias fundamentais que afetam não apenas o réu do caso concreto, mas a vida de milhares de encarcerados no Brasil”, diz o texto

Revista Fórum

Na última sexta-feira (22), o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), arquivou pedido da defesa de Lula para que a Segunda Turma julgasse o recurso que solicitava a liberdade do ex-presidente. Depois dessa decisão, um grupo de mais de 270 profissionais do Direito assinaram uma carta em defesa da presunção de inocência. (mais…)

Ler Mais

Desmonte da política indigenista e militarização de abrigos para indígenas migrantes são denunciados na ONU

Comunicação ao Conselho de Direitos Humanos da ONU foi feita por Cimi e Franciscans International. Em resposta, Brasil novamente mascara passivo de demarcações

por Tiago Miotto, no Cimi

Mais uma vez, as políticas anti-indígenas do governo brasileiro e as violações aos direitos destes povos foram denunciadas na Organização das Nações Unidas (ONU). Em manifestação conjunta durante a 38ª sessão regular do Conselho de Direitos Humanos, Franciscans International e Cimi chamaram atenção para a paralisação das demarcações de terras, para o sucateamento da Funai e para a militarização dos abrigos para povos indígenas em situação de migração na Amazônia brasileira. (mais…)

Ler Mais

Fraude na Mega-Sena: Do déficit em matemática, surge a teoria conspiratória, por Leonardo Sakamoto

no blog do Sakamoto

50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59. Confesso que foi delicioso ler nas redes sociais as teorias da conspiração que enxergaram na sequência dos números sorteados na Mega-Sena, do último sábado (23), uma irrefutável prova de fraude. Houve aquelas que apelaram para os Illuminati e a Maçonaria. Outras disseram que a culpa era do PT e do PSDB. (mais…)

Ler Mais

As novas tecnologias, as notícias falsas e o jornalismo

por Elaine Tavares, em Palavras Insurgentes

As novas tecnologias e a criação das redes sociais colocaram uma novidade na vida cotidiana de bilhões de pessoas: o acesso rápido às informações e também a possibilidade de produzi-las e distribuí-las. Assim, o que era até bem pouco tempo quase que exclusividade dos jornalistas ou formadores de opinião ligados aos meios de comunicação, passou a ser comum para qualquer pessoa no planeta que tenha acesso à rede mundial de computadores. Mas, o que parecia ser uma vitória da democracia tem mostrado que, no sistema capitalista de produção, nada mais é do que mais do mesmo. Isso porque nos últimos tempos o que se percebeu foi que as informações  que circulam na internet também estão dentro da forma-mercadoria geradora de mais-valia ideológica. A enxurrada de notícias falsas, fabricadas por empresas especializadas nesse fazer, tem servido para produzir “verdades” que servem aos interesses do capital e das forças que conformam o poder político e econômico do sistema. (mais…)

Ler Mais

Encontro Clima e Territórios: “É nas bordas que a vida pulsa”

Criada em Parelheiros (Extremo Sul de São Paulo), a jornalista Mariana Belmont fala do projeto “Clima e territórios” e o desafio de abordar mudanças climáticas e seu impacto para quem vive nas periferias

Por Mariana Belmont, no Periferia em Movimento

Existem fronteiras que são linhas traçadas não apenas sobre territórios, mas também dentro de nossas cabeças, das nossas histórias, famílias e dificuldades. Os territórios são criados em nossa imaginação desde a infância, entre a poesia e a luta, que chega a doer. Há muitos estudos tentando descrever a migração do campo para as ditas “grandes cidades”. Atualmente há o fenômeno da migração reversa, da cidade para o campo, interrompendo uma tendência nas grandes metrópoles. Pouco se ouve o que é falado por quem construiu esses espaços. (mais…)

Ler Mais

Plástico: um grande responsável pela poluição marinha. Entrevista especial com Monica Costa

por Patricia Fachin, em IHU On-Line

Apesar de o plástico não ser biodegradável como os materiais orgânicos, que retornam ao estado de CO2 e água, “do ponto de vista químico, todo plástico é reciclável”, diz a oceanógrafa e mestra em Química Monica Costa à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida por telefone. O problema com esse tipo de material, adverte, não é em relação à possibilidade de reciclagem, mas à excessiva escala de consumo, que torna a reciclagem inviável. “A mudança de hábitos que ocorreu depois da Segunda Guerra levou a uma mudança do padrão de consumo, a qual foi direcionada para avanços tecnológicos, e, possivelmente, o maior avanço tecnológico foi a manipulação do plástico”, relata. Com a mudança nos hábitos de consumo pós-guerra, explica, o plástico se tornou “extremamente desejável, barato, viável, interessante, fortemente ligado à alimentação, à saúde, à prática de esportes, às tecnologias espaciais e às tecnologias que permitiram explorar o fundo do oceano. Tudo isso se tornou dependente de plástico. Com isso, o consumo se tornou estratosférico, imprevisto e está muito além da nossa capacidade de lidar com os resíduos gerados”, informa. (mais…)

Ler Mais

Comissão aprova projeto que retira restrições do uso de agrotóxicos

O projeto de lei é criticado por instituições como o Ministério da Saúde, o Ministério do Meio Ambiente e a Agência Nacional de Vigilância, além da Fiocruz, Ibama e o Instituto do Câncer

Por Nadine Nascimento, em Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida / MST

Após quatro horas de discussão, a comissão especial da Câmara aprovou nesta segunda-feira (25), por 18 votos a 9, o Pacote  do Veneno, do deputado Luiz Nishimori (PR-PR), da bancada ruralista. Agora, o PL 6299/2002 deve ser levado ao plenário da Câmara. A data da votação depende da pauta fixada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). (mais…)

Ler Mais