Flip 2018: “Compreendi o racismo sozinha, de acordo com o exemplo de Cristo, com o que lia na literatura”

Escritora portuguesa Isabela Figueiredo, que fala na Flip no sábado, comenta sua trajetória de “retornada” de Moçambique e a centralidade do corpo na sua obra

Por André de Oliveira, no El País

Quando pequena, a escritora Isabela Figueiredo, lia as histórias de Charles Dickens e pensava algo como: “Epa, este não é o mesmo mundo em que cá estou a viver”. É que nos livros do britânico, havia dois tipos de personagem. Ou os velhacos avarentos ou umas pessoas, assim, muito boas, muito generosas. Onde estavam, então, a gente da vida real, como seu amado papá, que, num momento, podia ser o homem mais carinhoso e generoso que ela conhecia, para, no seguinte, dar um encontrão ou um pontapé em um negro e gritar-lhe que ele não passava de um parvo? (mais…)

Ler Mais

Guiné Bissau: “Não se pode projetar políticas públicas para grupos sociais sem que tais não participem no processo”, afirma Miguel de Barros

Por Enfamara Cassamá , para Revista Perspectiva das Nações Unidas

No dia 29 de junho, o Programa Alimentar Mundial (PAM) organizou em Bissau, uma consulta nacional para a apresentação e validação da Estratégia Fome Zero. A elaboração da estratégia foi lançada publicamente a 31 de janeiro de 2018 na presença do  secretário-geral do Ministério da Economia e Finanças, em representação do ministro desta tutela. Visou apoiar o Governo na moldura de uma estratégia e um roteiro para o alcance da Meta 2, dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) até 2030. (mais…)

Ler Mais

A coreógrafa por trás do sucesso ‘This is America’, de Childish Gambino

Na BBC Brasil

Incensado pela crítica, o videoclipe de “This is America”, do rapper americano Childish Gambino, já superou a marca de 300 milhões de visualizações no YouTube. Trata-se de uma crítica principalmente ao racismo e à violência por armas de fogo nos Estados Unidos.

Mas poucos conhecem a verdadeira responsável pela coreografia do videoclipe, que gerou debates no mundo todo: Sherrie Silver, de apenas 23 anos. (mais…)

Ler Mais

37 países de África necesitan ayuda alimentaria externa

Un reciente informe de la FAO indica que los países africanos se encuentran en esta situación debido a los impactos climáticos. A esto se suman los conflictos civiles y la inseguridad

Servindi

Treinta y siete países de África necesitan ayuda alimentaria externa debido a los impactos climáticos, según el informe Perspectivas de cosechas y situación alimentaria, publicado recientemente por la Organización de las Naciones Unidas para la Alimentación y la Agricultura (FAO). (mais…)

Ler Mais

#MêsdasMulheres: A relevância permanente das contribuições socioambientais de Wangari Maathai

Por Sucena Shkrada Resk, no Blog Cidadãos do Mundo

Quando em 25 de setembro de 2011, a queniana Wangari Maathai faleceu, devido a um câncer, escrever no dia seguinte um artigo a respeito de sua trajetória de vida (veja também abaixo), como manifestação de respeito ao importante legado que esta ativista deixou ao continente africano, ou melhor, ao planeta, foi algo natural. Praticamente sete anos depois, nas proximidades do Dia Internacional da Mulher e neste mês das “Águas”, retomar os propósitos desta cidadã resiliente, que focou sua vida em ações voltadas à justiça socioambiental, se torna mais uma vez, coerente, diante de uma contemporaneidade, na qual há flagrantes de um esquecimento histórico sobre elos de aprendizados que tecem essa rica teia de historicidade. (mais…)

Ler Mais

O fiasco de um programa sueco para ajudar os pobres em Moçambique

Desfalques e apropriação de terras são herança de programa financiado pelo Governo sueco. Objetivo do projeto era reduzir a pobreza a partir de investimentos privados na região

Nils Adler e Pascal Vossen – El País

Ao longo da década passada, Moçambique foi testemunha do arrendamento de um milhão de hectares (10.000 quilômetros quadrados) de terras cultiváveis —uma área maior do que a de Chipre— para investidores privados estrangeiros do setor agrícola. O Governo, que mantém a propriedade legal de todas as terras do país, ofereceu concessões a empresas estrangeiras como parte de uma campanha voltada a manter o crescimento econômico e ajudar 35% dos domicílios moçambicanos que ainda não têm seu sustento garantido. (mais…)

Ler Mais

Militantes do MAM e da CPT são presos durante intercâmbio no Zimbábue

No MAM

Hoje, 10 de novembro de 2017, três brasileiros foram presos no Zimbabwe: Frei Rodrigo Peret, militante da Comissão Pastoral da Terra de Uberlândia, Maria Julia Gomes Andrade e Jarbas Vieira, militantes do MAM – Movimento pela Soberania Popular na Mineração e membros da secretaria do Comitê Em Defesa dos Territórios Frente à Mineração.

O grupo de brasileiros participava de atividade de intercâmbio do Diálogo dos Povos Brasil e América Latina e foram detidos com mais 22 pessoas de cinco países africanos que também estavam na mesma comitiva. Eles estão detidos na delegacia central da cidade de Mutare, que fica a 270 quilômetros da capital, Harare, na fronteira com Moçambique. (mais…)

Ler Mais

Leilões de escravos às portas da Europa

Licitações, chicotadas e correntes. EL PAÍS mostra casos reais, como os denunciados pela ONU: cada vez mais imigrantes estão sendo vendidos como escravos em mercados da Líbia

Por Nacho Carretero, de Agadez (Níger), no El País

Na cidade de Sabha —situada ao sul da Líbia, 100.000 habitantes— existe um lugar conhecido como o gueto de Ali. É um nome que faz Abou Bacar Yaw –um jovem gambiano de 18 anos que passou dois meses ali dentro – abaixar a cabeça. O gueto de Ali é, provavelmente, e com base nas descrições de quem ali esteve, um antigo centro de detenção. Antes da guerra que culminou na queda de Muamar Gadafi, Sabha era um oásis imigratório da rota africana em direção à Europa. Muitos subsaarianos eram retidos nesse lugar e expulsos do país. Sabha era, também, um atraente destino turístico para aventureiros. (mais…)

Ler Mais

Estúdio África em Salvador, Bahia

Por Goli Guerreiro, no Buala

Inspirado na história e nas práticas da fotografia africana, o projeto Estúdio África promove uma série de ações voltadas para uma experiência estética original em Salvador. Ao longo do século XX, os africanos se apropriaram da técnica da fotografia e criaram uma estética própria, atualmente exposta nos mais importantes museus do mundo. A ideia é recriar estes espaços de experiência fotográfica como forma de aproximar os baianos da cultura do continente através da arte, simulando uma espécie de estúdio ao ar livre. (mais…)

Ler Mais