Coordenação Nacional da CPT manifesta apoio à Comunidade Cajueiro

Na tarde de quarta feira (19), fomos informados de que moradores da Comunidade Cajueiro, zona rural de São Luís (MA), receberam intimação de reintegração de posse do território onde vivem.

Na CPT

Externamos nossa surpresa e indignação diante deste fato, já que houve comprometimento do governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, de abrir espaço de negociação, diante de Reintegrações de Posse. Reiteramos nosso apoio à comunidade e ressaltamos a importância da permanência dessas famílias neste território, de onde décadas tiram seu sustento, têm laços afetivos e culturais, onde construíram suas vidas, de seus descendentes, têm um teto e agora podem perder tudo.

(mais…)

Ler Mais

Centenas de famílias podem ser despejadas em mais de 50 acampamentos na Amazônia em 2020

Em Rondônia visitamos os acampados do Boa Sorte, que vivem conflito que envolve assassinato, milícia rural e documento suspeito do Incra

Por Julia Dolce, José Cícero da Silva, Agência Pública

O sem-terra João Antônio conta que perdeu a noção do tempo que passou com o cano da pistola da Polícia Militar de Candeias do Jamari, em Rondônia, grudado em sua nuca. Foi o suficiente para que o metal parecesse menos gelado em contato com a pele e para que os quatro policiais fardados que o haviam abordado apelassem para outros métodos de violência, como colocar uma granada no escapamento de sua moto, levá-lo para o mato e dizer que iriam explodi-lo.

(mais…)

Ler Mais

Polícia Militar ameaça famílias Sem Terra acampadas em Pão de Açúcar (AL)

Sem nenhuma ordem judicial, PM ameaçou e exigiu a saída das famílias da área onde vivem há 13 anos

Por Gustavo Marinho, na Página do MST

Viaturas e oficiais da Polícia Militar de Alagoas estiveram no acampamento Fidel Castro, organizado pelo MST em Pão de Açúcar, no Sertão do estado, intimidando as famílias acampadas e ameaçando-as de despejo, na última quarta-feira (22), sem nenhuma ordem judicial para ação.

(mais…)

Ler Mais

Juiz volta a ameaçar de despejo famílias Sem Terra em MG

Resistindo há mais de 7 anos as famílias do acampamento Boa Esperança, em Tumiritinga (MG), correm o risco de serem despejadas

Por Matheus Teixeira, na Página do MST

Na próxima terça-feira (28), o juiz Walter Zwicker Esbaille Júnior irá julgar se mais de 50 famílias Sem Terra permanecerão ou não no acampamento Boa Esperança, em Tumiritinga (MG), Vale do Rio do Doce. A audiência acontecerá na Comarca de Belo Horizonte, Fórum Lafayette, em Belo Horizonte.

(mais…)

Ler Mais

Polícia de Roraima queima pertences de famílias durante despejo violento

“A polícia está botando fogo nos pertences das famílias e ameaçando de bater e prender quem tentar entrar na área”, denuncia uma trabalhadora Sem Terra

Da Página do MST

As 80 famílias do MST, que vivem no acampamento Lula Livre, no município de Mucajaí, em Roraima (a 58 km da capital do estado, Boa Vista) denunciam que neste momento estão sofrendo despejo violento e tendo todos os seus pertences queimados pela polícia.

(mais…)

Ler Mais

“É tempo de fazer vigília permanente”, diz coordenador do MST sobre despejos no PR

Inspiradas na Vigília Lula Livre, famílias sem terra tornam a resistência “um processo diário e coletivo”

Ednubia Ghisi, Brasil de Fato

Menos de dois meses depois do fim da Vigília Lula Livre, em Curitiba, o Paraná se torna palco de mais uma vigília por justiça. Em Cascavel, às margens da rodovia BR-277, famílias integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) iniciaram uma mobilização diária para denunciar novas ameaças de despejo impostas pelo governo Ratinho Junior (PSD).

(mais…)

Ler Mais

Famílias de Felisburgo (MG) sofrem novas ameaças após juiz marcar audiência na região

Audiência sobre reintegração da área está marcada para o dia 11 de dezembro. 56 famílias vivem há 17 anos no local onde ocorreu um massacre com 5 mortos e 13 feridos em 2004

Por Geanini Hackbardt, na Página do MST

Famílias do acampamento Terra Prometida, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, denunciam a presença de pessoas desconhecidas e ameaças na região após o juiz Walter Zwicker Esbaille Júnior retomar processo de Felisburgo. As terras pertenciam ao Estado e foram griladas, então o MST às ocupou há 17 anos, mas existe um processo de reintegração de posse em andamento na Vara Agrária.

(mais…)

Ler Mais

Reintegração de posse e violências no Seringal Novo Natal (AM)

Somente no ano de 2019, no Seringal Novo Natal, na Fazenda Palotina, no município de Lábrea, região sul do Amazonas, 21 pessoas foram presas, cinco ameaçadas de morte, 14 pessoas torturadas, 200 roças destruídas e contaminadas por agrotóxicos e oito casas queimadas.

por CPT Acre 

No dia 22 de novembro cerca de 80 policiais militares do Amazonas começaram a acompanhar a reintegração de posse no Seringal Novo Natal, que, inicialmente, atingiria cerca de 160 famílias, entretanto a ação retirou mais de 200 famílias da área. Assim, todas as pessoas que ocupavam a localidade desde o ano de 2015 foram despejadas.

(mais…)

Ler Mais

Reintegração de posse retira 160 famílias de seringal no sul do Amazonas

Área em disputa seria da União. Em maio, MPF denunciou a presença de milicianos, em atuação na região, em favor de fazendeiros

Mário Manzi com informações da CPT-Acre

Desde a sexta-feira última (22), a Polícia Militar do estado do Amazonas realiza reintegração de posse na Fazenda Palotina, município de Lábrea, região sul amazonense. Cerca de 160 famílias estão sendo retiradas da área. Devido ao difícil acesso à área, ainda não há previsão para a reintegração ser finalizada. As famílias estão montando acampamento em uma estrada próxima à área da Fazenda Palotina.

(mais…)

Ler Mais

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Por CPT Juazeiro, em CPT NE2

Bombas de gás, spray de pimenta, casas destruídas, trabalhadores feridos e cerca de 700 famílias sem ter para onde ir. Essa é a situação dos acampamentos Abril Vermelho, no Projeto Salitre, em Juazeiro, Irmã Dorothy e Iranir de Souza, no Projeto Nilo Coelho, em Casa Nova (BA). Os despejos violentos realizados pela Polícia Federal, que tiveram início na madrugada de hoje (25), cumprem mandados de reintegração de posse em favor da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

(mais…)

Ler Mais