As “identidades” e a invisível luta de classes

No drama dos imigrantes, uma chave para compreender o estratagema das elites dominantes: querem converter conflito social a mera disputa entre etnias ou gêneros. É outra máscara da eterno esforço para dividir os explorados

Por Nuno Ramos de Almeida, em Outras Palavras

A portuguesa Ana Telma Rocha interrompeu um direto da Sky News para expressar a sua revolta. Vive há quase 20 anos no Reino Unido. Serviu nesse país “em 32 empregos diferentes”, segundo confessa. Trabalha 63 horas semanais. Cria riqueza na Grã-Bretanha, mas só serve para trabalhar calada. Na hora de decidir, sobre o seu futuro e a sociedade em que vive, ela não é chamada.

(mais…)

Ler Mais

Medidas do governo contra a Lei de Imigração dificultam a situação de refugiados no país

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), em 2018 foram quase 71 milhões de migrações forçadas em todo o mundo. Foram 2,3 milhões de pessoas a mais que em 2017, que era o antigo recorde. Mais da metade são de crianças e adolescentes. Nesse mapa, o Brasil também teve um aumento considerável no número de solicitações para reconhecimento da condição de refugiados com mais de 80 mil solicitações no ano passado. Desse total, 62 mil são de venezuelanos. Os estados que mais receberam solicitações foram Roraima, Amazonas e São Paulo. Ainda segundo o Acnur, o Brasil é o principal destino de refugiados na América Latina. A situação dessa população foi discutida em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM).

(mais…)

Ler Mais

Nenhum ser humano é ilegal

por Elaine Tavares, em Palavras Insurgentes

Circula pela rede a triste foto de um homem e uma menina (pai e filha), segundo consta salvadorenhos, mortos, na beira do Rio Bravo, o rio que separa os Estados Unidos do México. Os dois são um número a mais na trágica contabilidade da migração. Todos os dias um corpo boia naquele rio. Mas, essa cena, em particular, é dolorosa porque envolve o corpinho de uma criança de dois ou três anos. Toda a tragicidade de um povo que sai de suas casas, suas cidades, seus países, porque não suporta mais a miséria, a fome, a violência e caminha em direção ao anunciado “eldorado” que são os Estados Unidos. 

(mais…)

Ler Mais

Nota pública de repulsa às recentes manifestações do Presidente Jair Bolsonaro sobre imigrantes brasileiros

CDHM/Câmara dos Deputados

Na condição de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal expresso nossa profunda repulsa às recentes manifestações do Presidente Jair Messias Bolsonaro, a respeito dos brasileiros e brasileiras que emigram para o exterior.

Não podemos de forma alguma aceitar que o presidente de nosso país se refira aos brasileiros que, pelos mais diversos motivos, inclusive dificuldades econômicas, emigram para os EUA atrás do chamado sonho americano, como pessoas de má índole ou criminosos. Estudos acadêmicos apontam que, historicamente, homens e mulheres migram em busca de uma vida melhor, jamais para cometer crimes! Mostram, igualmente, que as pessoas que migram costumam ser as mais corajosas e empreendedoras de suas comunidades, que muito fazem por estas e por seus países, seja pelas remessas de valores efetuadas, seja retornando com economias para investir e com riquíssimas experiências de vida.

(mais…)

Ler Mais

‘Não bastasse Trump, agora Bolsonaro nos cria dificuldades’, diz líder de associação de imigrantes brasileiros nos EUA

Por João Fellet, da BBC News Brasil em São Paulo

A declaração do presidente Jair Bolsonaro de que “a grande maioria dos imigrantes em potencial não tem boas intenções nem quer fazer bem ao povo americano” amplia o estigma sobre centenas de milhares de brasileiros que vivem nos EUA e enfrentam dificuldades crescentes, diz à BBC News Brasil Natalícia Tracy, dirigente de uma das principais associações de imigrantes brasileiros no país.

(mais…)

Ler Mais

Hungria: Milhares protestaram em Budapeste contra “lei da escravatura”

Pelo menos 10 mil pessoas enfrentaram a neve e temperaturas negativas numa marcha contra o governo de direita de Viktor Orbán

Diálogos do Sul

O partido que governa a Hungria — parceiro do PSD e do CDS no Partido Popular Europeu — está marcando as sedes de várias ONGs com adesivos com a inscrição “Organização que apoia imigrantes”. A denúncia partiu de um jurista da ONG húngara Comité de Helsínquia.

(mais…)

Ler Mais

Brasil recebe cerca de 600 migrantes venezuelanos por dia; audiência pública discute direitos humanos para quem busca abrigo no país

Por Pedro Calvi / CDHM

Uma crise migratória pontual e sem precedentes atinge Roraima desde o final de 2010 por causa de problemas econômicos e políticos que atingem a Venezuela. Estima-se que, atualmente, de 500 a 600 migrantes venezuelanos entram diariamente no estado. Os números são da Polícia Federal. Por causa disso, o Brasil se tornou um dos 10 países com mais venezuelanos do mundo por conta de refugiados. (mais…)

Ler Mais

Direitos Humanos para imigrantes e refugiados no Brasil

Pedro Calvi, CDHM

De acordo com a Agência das Organizações das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), o ano de 2017 teve o maior número de pedidos de refúgio no Brasil. No total, 33.866 pessoas solicitaram o reconhecimento da condição de refugiado nesse ano. Os venezuelanos representam mais da metade dos pedidos realizados, com 17.865 solicitações. Na sequência estão os cubanos (2.373), os haitianos (2.362) e os angolanos (2.036). Também em 2017, o Brasil reconheceu 10.145 refugiados de diversas nacionalidades. Já no que diz respeito à imigração, o IBGE calcula que, até o final de 2018, mais 9,7 mil venezuelanos imigrem para o Brasil. Ainda de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística o Brasil deve chegar em 2022 com cerca de 79 mil imigrantes do país vizinho. (mais…)

Ler Mais

Aposentada que ensina português a imigrantes vira ‘mãe’ de africanos em SP

Voluntária ajuda alunos a buscar emprego, os visita quando estão doentes e é tida por eles como membro da família

Flávia Mantovani, Folha de São Paulo

“Minha mãe brasileira”; “minha mãe branca”; “minha segunda mãe”. É assim que os ex-alunos de Sonia Altomar, 72, se referem à professora. Todos têm histórias para contar de algum momento em que a ajuda dela mudou suas vidas —indicando-os para um curso ou vaga de emprego, visitando-os quando estão doentes ou dando uma palavra encorajadora em algum momento difícil, por exemplo. (mais…)

Ler Mais

Generosidade e prudência versus medo e insegurança. As dificuldades da política de imigração na União Europeia. Entrevista especial com Pedro Vaz Patto

por Patricia Fachin, em IHU On-Line

Apesar de a imigração ser um fenômeno que faz parte da história da humanidade, o ciclo migratório que está ocorrendo na Europa nos últimos anos “tem na sua raiz as desigualdades de oportunidades entre as várias zonas do globo”, pondera o presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz de Portugal, Pedro Vaz Patto, na entrevista a seguir, concedida à IHU On-Line por e-mail. “Os imigrantes que chegam à Europa buscam melhores condições econômicas ou “fogem da guerra (como as da Síria, da Líbia e do Sudão) por razões de sobrevivência, ou de regimes opressivos (como o da Eritreia)”, informa. (mais…)

Ler Mais