O Brasil e a professora que, com câncer e aposentadoria atrasada, ateou fogo ao próprio corpo

Por Kiko Nogueira, no GGN

A não ser por uns poucos familiares e amigos, a morte da professora Ligia Maria Panisset não foi muito chorada — mas sua tragédia silenciosa é símbolo do desespero que tomou conta do Brasil pós golpe.

Em 2 de dezembro, Ligia usou álcool para atear fogo ao próprio corpo em sua casa. Com 33% dele queimado, não resistiu e morreu cinco dias depois. (mais…)

Ler Mais

A nova onda conservadora no Brasil

Fatores históricos e insatisfação da classe média podem ajudar a explicar posições tradicionais em relação a temas como aborto e pena de morte, assim como moralismo exacerbado e ascensão de Bolsonaro, apontam analistas.

Na DW

Após eleger em 2014 o Congresso mais conservador em cinco décadas, a sociedade brasileira atingiu o ápice do conservadorismo dos últimos anos em dezembro de 2016, segundo uma pesquisa divulgada pelo Ibope. De acordo com o levantamento, 54% dos brasileiros têm posições tradicionais em relação a questões como legalização do aborto, casamento entre pessoas do mesmo sexo, pena de morte e redução da maioridade penal. (mais…)

Ler Mais

Quais são os 51 mil brasileiros com foro privilegiado

Julgamento de restrição ao “foro privilegiado” pelo STF coloca pressão sobre o Congresso para votar mudança na Constituição que deve atingir milhares de pessoas em todo o país

Por , na Gazeta do Povo

A sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) do último dia 23 – interrompida depois que 7 dos 11 ministros votaram pelo fim do foro privilegiado a deputados federais e senadores – provocou uma reação no Congresso. Um dia antes, em sinal claro à Corte máxima do país, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara já havia aprovado o prosseguimento de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 333/17) que prevê o fim do foro especial para a grande maioria das autoridades com essa prerrogativa. (mais…)

Ler Mais

Sarney Filho volta atrás e mantém superintendente do Ibama multado pelo próprio órgão

Exoneração havia sido publicada na quinta-feira, mas foi anulada pelo ministro

Por Vinicius Sassine, em O Globo

BRASÍLIA – O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, voltou atrás em uma decisão que estava publicada no Diário Oficial da União e anulou a exoneração de Carlos Tadeu da Silva Rosa do cargo de superintendente do Ibama em Sergipe. No último dia 9, Rosa foi multado por um fiscal do próprio órgão ao impedir uma fiscalização no estado. O caso passou a ser investigado pelo Ministério Público Federal (MPF). O ministro, então, decidiu exonerar o superintendente, conforme portaria assinada no dia 29 e publicada na quinta-feira no Diário Oficial. Nesta sexta-feira, 1º, Sarney Filho voltou atrás: anulou os efeitos da exoneração e manteve o superintendente no cargo. (mais…)

Ler Mais

Movimento ecossocialista lança Sonia Guajajara como pré-candidata à Presidência da República

“A Luta pela Mãe-Terra é a Mãe de Todas as Lutas”
(Sônia Guajajara)

Tania Pacheco

Coordenadora executiva da APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil) e liderança inquestionável nas principais lutas indígenas dos últimos anos, Sonia Bone Guajajara está sendo lançada pelo Setor Ecossocialista como pré-candidata à Presidência pelo PSOL. (mais…)

Ler Mais

Justiça alerta para ‘manipulação’ da opinião pública e suspende campanha da Reforma da Previdência

Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14º Vara Federal/DF, acolhe ação, com pedido de tutela de urgência, de entidade dos auditores da Receita, que alegou que a propaganda do governo para reforma da previdência ‘não tem cunho educativo’ AGU vai recorrer

Por Rafael Moraes Moura e Carla Araújo, no Estadão

BRASÍLIA – Todos os anúncios da campanha do governo federal a favor da Reforma da Previdência, intitulada “Combate aos Privilégios”, deverão ser suspensos, conforme determinação da juíza federal Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14ª Vara da Justiça Federal do DF. (mais…)

Ler Mais

Parlamentares e associação de indústria de máquinas denunciam que a medida destrói indústria naval brasileira e põe o país “de joelhos” perante empresas como a Shell

Parlamentares e associação de indústria de máquinas denunciam que a medida destrói indústria naval brasileira e põe o país “de joelhos” perante empresas como a Shell

Na RBA

Por placar apertado, com 208 votos favoráveis e 184 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou, no fim da noite desta quarta-feira (29), o texto-base da Medida Provisória (MP) 795/2017, que estabelece redução de tributos às petrolíferas estrangeiras na exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural. O pacote de bondades significará renúncia de receitas na ordem de R$ 50 bilhões por ano.  (mais…)

Ler Mais

Sobre lucros, raposas e galinhas

Em meio à crise, ganhos dos bancos não param de crescer. Enquanto isso, Itaú recebe perdão de R$ 25 bilhões de impostos devidos — quase o orçamento do Bolsa Família em 2017 

Por José Álvaro de Lima Cardoso, no Outras Palavras

O país atravessa a mais grave recessão da história, com quase três anos de queda da produção industrial, diminuição da renda e elevação do desemprego. O lucro líquido dos quatro maiores bancos do Brasil cresceu 10,4% no 3º trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2016. Segundo estudo da empresa Economatica, a soma dos lucros do Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander no período entre julho e setembro, alcançou R$ 13,6 bilhões ante R$ 12,3 bilhões no mesmo período do ano passado. O maior lucro foi o do Itaú Unibanco, que chegou a R$ 6,077 bilhões. Dos três bancos, dois são privados, um inclusive, estrangeiro. (mais…)

Ler Mais

Como tornar reais os Referendos Revogatórios

Em pouco tempo, a proposta firmou-se. Pode ser a melhor resposta ao golpe e mudar o ambiente político em 2018. Mas para isso, três questões são decisivas

Por Antonio Martins, no Outras Palavras

Lançada por Outras Palavras de forma quase especulativa, há alguns meses, a proposta de submeter os retrocessos do governo Temer a Referendos Revogatórios espalhou-se e começou a tomar corpo. Quatro candidatos à Presidência: Lula, Ciro Gomes, Manuela d’Ávila e Nildo Ouriques a defendem. As centrais sindicais colhem assinaturas para questionar um dos itens da agenda de horrores – a contrarreforma trabalhista. O senador Roberto Requião ventila a proposta no Congresso. A bancada do PSOL na Câmara protocolou uma iniciativa parlamentar em seu favor. Comenta-se que o Vamos, iniciativa ligada à Frente Povo sem Medo, deverá mencioná-la com destaque neste sábado, quando apresentará a sistematização de suas propostas para mudar o Brasil. (mais…)

Ler Mais

Os políticos brasileiros estão realmente preocupados com a infância?

Com altos índices de trabalho infantil, descaso com a educação, fechamento de equipamentos culturais e outros tantos indícios, parece que a resposta para essa pergunta é não

Por ​Volnei Canônica*

Quando faço esta pergunta é porque gostaria de analisar junto com vocês, meus leitores, os últimos acontecimentos em torno do acesso à arte e educação por parte de crianças em nossa sociedade. (mais…)

Ler Mais