Comissão de Direitos Humanos da Câmara contesta laudo da PF sobre morte de líder indígena, no AP

Representantes se pronunciaram neste sábado (17), em Macapá. Investigação da PF apontou afogamento como causa da morte de Emyra Waiãpi.

Por Victor Vidigal, G1 AP

Representantes da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados se pronunciaram neste sábado (17), em Macapá, contestando o laudo preliminar apresentado pela Polícia Federal (PF) que sugere como afogamento a causa da morte da liderança indígena Emyra Waiãpi, em julho no Amapá.

(mais…)

Ler Mais

“Não somos mentirosos”, diz liderança Wajãpi, em resposta a Bolsonaro

Na foto está ao microfone o líder Makreiton Wajãpi, que rebate as declarações do Presidente da República sobre a morte do cacique Emyra e a invasão de garimpeiros no território (Foto: Rudja Santos/Amazônia Real)

Por Bianca Andrade e Kátia Brasil, da Amazônia Real

Macapá (AP) – Desde a notícia da morte brutal do cacique Emyra Waiãpi, que segundo o povo Wajãpi foi assassinado por garimpeiros no dia 22 de julho – com várias perfurações de faca pelo corpo, na aldeia Waseity – a etnia continua se manifestando, por meio de notas oficiais, pelas redes sociais na internet e até em coletivas à imprensa, cobrando por justiça e a intensificação das investigações pela Polícia Federal e o Exército brasileiro no território, localizado no oeste do Amapá.

(mais…)

Ler Mais

RR – Exército pede que garimpeiros deixem T.I. Yanomami

Lideranças indígenas tinham solicitado do Exército, em abril, o retorno da fiscalização permanente contra os garimpos nos rios Uraricoera e Mucajaí

Por Polyana Girardi, na Folha BV

O Comando da 1ª Brigada de Infantaria de Selva pediu que as pessoas que ainda estão na região de garimpo nos rios Uraricoera e Mucajaí abandonem a região de forma ordeira e pacífica. O pedido foi feito após um incidente envolvendo garimpeiros e uma equipe da 1ª Brigada que estava fazendo bloqueio fluvial no Rio Mucajaí.

(mais…)

Ler Mais

Agricultura, pecuária e garimpos: as causas do desmatamento na Amazônia Legal. Entrevista especial com Antônio Victor Fonseca

Por: João Vitor e Patricia Fachin, em IHU On-Line

O aumento de 4% do desmatamento na Amazônia Legal entre agosto de 2018 e junho de 2019, registrado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – Imazon, “indica uma pressão dos atores econômicos” que atuam na região para ampliar o plantio de grãos e zonas de pecuária, diz o coordenador técnico do Sistema de Alerta de Desmatamento – SAD, Antônio Victor Fonseca, à IHU On-Line.

(mais…)

Ler Mais

Dário Kopenawa: “São 20 mil garimpeiros explorando a nossa casa”

Liderança yanomami denuncia o garimpo ilegal de ouro, ameaças e danos ambientais no território em Roraima; governo Bolsonaro pretende legalizar a mineração em terras indígenas

Por José Cícero da Silva, Agência Pública

“Sempre denunciamos, mas garimpeiros continuam lá”, diz Dário Kopenawa, filho do líder histórico yanomami David Kopenawa nesta entrevista à Agência Pública. “Ele [Bolsonaro] não está prejudicando só os Yanomami, ele está arrumando problema pro Estado brasileiro”, critica o jovem vice-presidente da associação Hutukara Yanomami, em Roraima.

(mais…)

Ler Mais

Brasil mata e desmata

IHU On-Line

“O Brasil é o país que mais mata e desmata. E o governo brasileiro em vez de evitar o desastre ambiental tem atuado no sentido de acelerar a destruição ecossocial e as bases da biodiversidade”, escreve José Eustáquio Diniz Alves, doutor em demografia e professor titular do mestrado e doutorado em População, Território e Estatísticas Públicas da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE, em artigo publicado por EcoDebate.

(mais…)

Ler Mais

Procuradoria abre investigação sobre morte de cacique e invasão de garimpeiros na Terra Indígena Waiãpi

Em nota pública, 6.ª Câmara de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal ressalta que está ‘atenta à manutenção da integridade física da Terra Indígena’

por Fausto Macedo, em Estadão

A Câmara de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais, braço do Ministério Público Federal, por meio de seus procuradores da República no Amapá, instaurou investigação para apurar a morte do indígena Emyra Wajãpi e a invasão da Terra Indígena Waiãpi, ‘por garimpeiros armados’.

(mais…)

Ler Mais

A onda de invasões de garimpeiros que ameaça os Yanomami

Indígenas dizem ter identificado até 20 mil invasores em busca de ouro em suas terras desde o início do ano. MPF já alertou para risco de genocídio, apontando que garimpeiros trazem poluição, doenças e conflitos

por Nádia Pontes, em DW

Dário Vitório Kopenawa Yanomami está ameaçado de morte. Ele e o pai, Davi Kopenawa, liderança do povo Yanomami, presidem a Hutukara Associação Yanomami, em Roraima. Desde que voltaram a denunciar o garimpo ilegal na terra indígena, as perseguições aumentaram.

(mais…)

Ler Mais

Ações do MPF apontam provas do completo descontrole da cadeia econômica do ouro no Brasil

Em plena era digital, falta sistema informatizado de fiscalização, e notas fiscais ainda são preenchidas à caneta

Uma investigação inédita para esmiuçar o funcionamento de uma das maiores empresas compradoras de ouro no maior polo da mineração ilegal no Brasil, a bacia do Tapajós, no sudoeste do Pará, resultou em um retrato do completo descontrole do país sobre essa cadeia econômica, responsável por prejuízos financeiros, sociais e ambientais de proporções devastadoras.

(mais…)

Ler Mais

Chefe de direitos humanos da ONU condena morte de indígena do Amapá

Filho de Emyra Waiãpi diz que ele morreu em confronto com garimpeiros.

Por G1

A alta comissária da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, condenou nesta segunda-feira (29) a morte de um índio na Aldeia Mariry, no Amapá. Ela ainda pediu ao governo de Jair Bolsonaro que reconsidere sua proposta de abrir mais áreas da Amazônia para mineração, de acordo com a Reuters.

(mais…)

Ler Mais