Sufocados pela fumaça, cercados pelo coronavírus

No Mato Grosso e Pará, a junção de duas tragédias confundiu os profissionais da saúde e a população sobre a origem dos sintomas respiratórios

por Julia Dolce*, em Agência Pública

Cuiabá registrava, no final de dezembro, 918 casos de síndrome respiratória aguda (SRAG) por 100 mil habitantes, mais de duas vezes a média da região, tornando-se a capital da Amazônia Legal com a maior taxa do problema em 2020.

(mais…)

Ler Mais

Com coronavírus, período de queimadas na Amazônia tem 28 mil hospitalizações por problemas respiratórios

Levantamento inédito revela que os incêndios não só bateram recorde mas dificultaram o diagnóstico de Covid-19 no ano que marcou a trágica combinação de queimadas e pandemia na Amazônia

por Bruno Fonseca, Bianca Muniz, Larissa Fernandes, Rafael Oliveira, em Agência Pública*

Rondônia vive atualmente uma situação crítica, com colapso do sistema de saúde e necessidade de transferência de pacientes para outras regiões do país. Mas a crise de saúde no estado não vem de agora. 

(mais…)

Ler Mais

Acre: não era só tosse das queimadas, era Covid-19

Infectados com Covid-19 pioraram por conta da densa fumaça que invadiu o estado que mais sofreu com queimadas em 2020 em toda a Amazônia Legal

Texto: Julia Dolce*, em Agência Pública

Raimundo Lopes, morador do seringal Catuaba, na zona rural de Rio Branco, se recusou a fazer teste para identificar se estava infectado com Covid-19 quando começou a sentir os primeiros sintomas da doença, que se assemelhavam aos de um resfriado. Quando uma tosse seca o afligiu, ele seguiu batendo o pé, argumentando que deveria ser apenas uma reação à fumaça que inundou todo o município da capital do Acre entre julho e setembro do ano passado. 

(mais…)

Ler Mais

MPF vai apurar caso de espionagem da ABIN contra brasileiros na COP25

ClimaInfo

O Ministério Público Federal abriu um inquérito civil para analisar o caso de espionagem de negociadores e representantes da sociedade civil brasileira durante a última Conferência da ONU sobre Clima (COP25), realizada em dezembro de 2019 em Madri. Segundo a denúncia publicada pelo Estadão em outubro passado, funcionários da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) acompanharam a delegação do país no encontro, com o objetivo de observar e obter informações sobre determinadas pessoas. O ministro Augusto Heleno confirmou a operação e se justificou dizendo que era necessário acompanhar as campanhas promovidas por “maus brasileiros” contra o governo Bolsonaro no exterior. Segundo informou o Estadão, o inquérito do MPF irá apurar as circunstâncias da operação de inteligência e eventuais irregularidades cometidas por Heleno e pelo chanceler Ernesto Araújo.

(mais…)

Ler Mais

Mourão distorce dados sobre desmatamento e diz negociar retomada do Fundo Amazônia

ClimaInfo

Principal autoridade brasileira presente na programação virtual do Fórum Econômico Mundial neste ano, o vice Mourão participou ontem (27/1) de um painel sobre financiamento e políticas para proteção da Amazônia. Para variar, ele minimizou os problemas ambientais enfrentados pela floresta nos últimos anos, com alta nas queimadas e no desmatamento, e cobrou ajuda internacional para que a Amazônia seja protegida.

(mais…)

Ler Mais

‘Aqui, nem criança escapa’

Lideranças femininas de diferentes etnias viram alvo de criminosos ao combaterem a invasão de seus territórios, o apagamento de suas origens e as violações contra seu povo. Conheça a história de violência e de luta de três delas.

Por: Thais Lazzeri, em Repórter Brasil

Na tradição indígena, as mulheres são as guardiãs das sementes e da biodiversidade. Carregando essa responsabilidade, em 2019 elas marcharam no Congresso Nacional juntas, pela primeira vez na história, ‘pelo direito ao território e à vida’. Mas, quando as manifestações como essa terminam, elas voltam para suas comunidades e se tornam alvos solitários por defender suas terras, suas origens e a sobrevivência de seus povos. São vidas marcadas por violências e lutas, como mostram as histórias de mulheres contadas neste especial da Repórter Brasil.

(mais…)

Ler Mais

As vacinas que vão para o lixo

por Raquel Torres, em Outra Saúde

NA BOCA DO LIXO

Pelo menos cinco doses da vacina de Oxford/AstraZeneca foram para o lixo ontem na cidade do Rio de Janeiro, segundo relatos de funcionários ao jornal O Dia. Pode parecer uma quantidade pequena, mas, pelo que diz a matéria, é metade do único frasco que chegou a ser aberto na Clínica de Família onde o problema aconteceu. A questão é que cada frasco tem 10 doses e, depois de aberto, precisa ser usado em no máximo seis horas. Esse imunizante só podia ser oferecido a profissionais de saúde com mais de 60 anos, mas apenas cinco pessoas enquadradas em tal critério apareceram na unidade. “Está todo mundo revoltado aqui. Nossa orientação é para não dar a dose para o próximo da fila, que seriam os idosos que não são profissionais da saúde. Recebemos a ordem de jogar fora“, diz uma das fontes, sem indicar, porém, de quem partiu essa ordem.

(mais…)

Ler Mais

STF manda investigar atuação de Pazuello na crise em Manaus; presidência da CDHM atuou no caso

Helder Salomão pediu para Augusto Aras (PGR) providências, inclusive judiciais, para apurar a responsabilidade sobre a falta de oxigênio e de leitos para pacientes de Covid -19.

Por Pedro Calvi / CDHM

Nesta segunda-feira (25), o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de um inquérito contra o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A iniciativa deve apurar se ele tem responsabilidade na crise de falta de oxigênio no Amazonas e pela situação de crise no estado. Dessa forma, o general passa a ser oficialmente investigado. O pedido foi enviado ao STF pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

(mais…)

Ler Mais

Grileiros ameaçam vidas e territórios do povo Gamela no Piauí

Com o objetivo de tomar terras, invasores usam estratégias que vão desde vias legais até intimidações e incêndios

Por Nanda Barreto, Cimi

O povo Gamela começou o ano sob violação de direitos, no Piauí. Na primeira quinzena de janeiro, a comunidade Morro D’Água, em Baixa Grande do Ribeiro, foi submetida a uma reintegração de posse decidida pelo Poder Judiciário Estadual e executada pela Polícia Militar. Na ocasião, o líder indígena Adaildo José Alves da Silva e sua família, de 11 pessoas, foram despejados sem prévio aviso.

(mais…)

Ler Mais

Negacionismo dificulta percepção pública do risco da pandemia, diz estudo sobre os Agentes Comunitários de Saúde

No CEE-FIOCRUZ

Para descrever como a pandemia da Covid-19 é percebida por Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) que trabalham em comunidades carentes ou favelas no Brasil, pesquisadores do CEE-Fiocruz, da Escola Nacional de Saúde Publica Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), da UFRJ e do Instituto de Engenharia Nuclear (IEN) realizaram estudo que revela os impactos de uma agenda negacionista na atuação desses profissionais. O estudo, publicado no periódico internacional Work, em 07/01/2021, indica que o negacionismo vem dificultando o consenso sobre a necessidade de distanciamento social, fechamento de negócios e outras medidas para enfrentar a pandemia da Covid-19.

(mais…)

Ler Mais