A crise da intelectualidade brasileira, a interdição do debate e a imposição de padrões de comportamento e pensamento. Entrevista especial com Raphael Tsavkko Garcia

Patricia Fachin – IHU On-Line

A situação política do Brasil é “desesperadora e com poucas possibilidades de vermos uma luz no fim do túnel”. O que se vê no âmbito público, especialmente na classe política, são “extremos raivosos fazendo teatrinho para agradar militâncias fanatizadas que, nos bastidores, dizem amém ao mercado e buscam manter a salvo os interesses das mesmas oligarquias — e, de quebra, afundar a Lava Jato”, diz Raphael Tsavkko Garcia à IHU On-Line. A direita e a esquerda, frisa, “apostam em censura, intimidação, fanatização e radicalização de discursos que, na prática, não diferem muito”. (mais…)

Ler Mais

Como a mudança nas regras da internet nos EUA pode nos afetar no Brasil?

Por Pedro Ekman*, especial para o blog do Sakamoto

Esta quinta (14) pode vir a ser lembrada como o dia do início da transformação da internet em um mero serviço de TV por assinatura.

A decisão do FCC, a Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos, pela quebra de sua neutralidade pode desmoronar a estrutura que mantém a rede mundial justamente como uma rede. (mais…)

Ler Mais

Prisão de Chafik é resposta à ofensiva da direita contra MST

O mandante do Massacre de Felisburgo estava foragido desde junho, agora pagará a pena de 115 anos de prisão

Por Geanini Hackbardt
Da Página do MST

Na tarde desta quinta-feira, 14|12, o mandante do Massacre de Felisburgo (MG), Adriano Chafik Luedy, foi preso em Salvador, pela Polícia Civil. O criminoso foi julgado e condenado em 2013, no entanto saiu impune do tribunal, através de um Habeas Corpus que garantiu sua liberdade imediata. Chafik é latifundiário também na Bahia e estava foragido no Uruguai, numa fazenda comprada por ele após o julgamento. (mais…)

Ler Mais

Assim o jornalismo quer diminuir as mulheres

Salários menores, cargos inferiores, assédio sexual, violência. Uma pesquisa revela o quanto as jornalistas, maioria nas escolas e redações, ainda são discriminadas nos jornalões brasileiros

Por Inês Castilho – Outras Palavras

São Paulo, 1968. O movimento estudantil ferve nas ruas, e a repressão avança com a proximidade do AI-5. A Folha da Tarde é o único entre os jornais da grande imprensa que cobre as manifestações (1). Na redação, entre cerca de 40 homens, apenas três mulheres, muito jovens: Rose Nogueira, uma fotógrafa nipo-brasileira e eu, grávida. (mais…)

Ler Mais

FILAC busca incluir a pueblos indígenas en Cumbre Iberoamericana

El 11 de diciembre se celebró la Reunión Subregional de Pueblos Indígenas de Centroamérica y México con la presencia de representantes gubernamentales y ONG

Servindi

El lunes 11 se inauguró la Reunión Subregional de Pueblos Indígenas de Centroamérica y México con la presencia de representantes gubernamentales e indígenas de Belice, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicaragua, Panamá. (mais…)

Ler Mais

A guerra civil como forma de governo, por Vladimir Safatle

Na Folha

Há dias um juiz negou o pedido de uma ex-funcionária do banco Itaú para processar seu antigo empregador por fazê-la trabalhar em horas extras não pagas, além de praticar assédio, obrigá-la a acúmulo de função e desrespeitar outros direitos trabalhistas elementares.

No entanto, baseado na nova lei trabalhista, o juiz em questão resolveu obrigar a trabalhadora a pagar os custos dos advogados do banco, ou seja, R$ 67 mil. Ele deve esperar, com isto, criar uma jurisprudência que desestimule de vez trabalhadores a acreditar terem o direito de usar a Justiça para se defender de seus empregadores. (mais…)

Ler Mais

CNBB acolhe membros do Movimento dos Pequenos Agricultores para primeira refeição

Na CNBB

Militantes do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) encerraram a greve de fome que durou 10 dias. O objetivo da ação era pressionar o Congresso Nacional para não levar adiante a votação da reforma da previdência. Representes das Comissões Episcopais Pastorais do Laicato e da Ação Social Transformadora acompanharam toda a movimentação e o desfecho da greve e organizaram a primeira alimentação no refeitório da sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). (mais…)

Ler Mais

Relatório da Volkswagen não satisfaz vítimas da ditadura no Brasil

Ex-operários perseguidos boicotam divulgação de estudo encomendado por montadora alemã. Texto aponta colaboração de funcionários da empresa com aparato repressivo, mas conclui que comportamento não era institucional.

Na DW*

A Volkswagen divulgou nesta quinta-feira (14/12) um relatório que detalha a colaboração da filial brasileira da empresa com o aparato repressivo do regime militar, que governou o país de 1964 a 1985. (mais…)

Ler Mais

Investigação sobre atuação da Volkswagen na ditadura é inédita no país, diz MPF

Por Camila Maciel, repórter da Agência Brasil

A investigação do Ministério Público Federal (MPF) sobre a Volkswagen – pessoa jurídica de direito privado – como colaboradora do regime militar (1964-1985] e, portanto, responsável por violações de direitos humanos, é inédita no Brasil. Segundo o procurador responsável pelo caso, Pedro Machado, as investigações anteriores apuravam ações de agentes do Estado ou do próprio Estado. Nesse sentido, o procurador afirma que o caso é “paradigmático” para a Justiça brasileira no tema da memória e verdade. (mais…)

Ler Mais