Intolerância religiosa: a livre expressão do racismo brasileiro

Joice Berth* – Justificando

No Rio de Janeiro, umbandistas do Centro Espírita Irmãos Frei da Luz foram agredidos com pedradas pelos frequentadores de uma Iurd situada ao lado desse Centro, na Abolição. Uma adepta da Tenda Espírita Antônio de Angola, no bairro do Irajá, foi mantida por dois dias em cárcere privado numa igreja evangélica em Duque de Caxias, com o objetivo de que esta renunciasse à sua crença e se convertesse ao evangelismo. Em Salvador, […], uma iniciada no candomblé teve sua casa, no bairro de Tancredo Neves, invadida por trinta adeptos da Igreja Internacional da Graça de Deus, que jogaram sal grosso e enxofre na direção das pessoas ali reunidas durante uma cerimônia religiosa […] Em São Luís, capital maranhense, alguns fiéis da Assembleia de Deus residentes no bairro acusaram os chefes do Terreiro do Justino, localizado na Vila Embratel, de sequestro de um bebê, filho de um casal de frequentadores da igreja que residia na vizinhança. Acreditavam que o bebê teria sido raptado para ser sacrificado nos ritos do terreiro. […] O terreiro, fundado há 104 anos, é um dos mais antigos da cidade e vem sofrendo pressões por parte dos evangélicos do bairro para que seja transferido dali. […] Uma mãe-de-santo da Cidade Tiradentes em São Paulo reclamou de um carro de som, contratado por uma igreja neopentecostal das imediações, que parava ou circulava insistentemente em frente ao seu terreiro para anunciar em alto volume as “sessões de descarrego” realizadas na referida igreja. (SILVA, 2007, p. 12-14) (mais…)

Ler Mais

Campanha ‘Liberte Nosso Sagrado’ Pede a Liberação de Objetos Sagrados Afro-Brasileiros

Lisa Hollenbach – RioOnWatch

Muitos dos crimes que levaram Maria do Nascimento a uma sala de reunião no sexto andar do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, em agosto, aconteceram há mais de cem anos. Maria, de 80 anos, é também conhecida como Mãe Meninazinha d´Oxum. Ela é uma das Iyalorixás de Candomblé mais conhecidas e respeitadas do Rio. (mais…)

Ler Mais

El racismo, un tema tabú dentro de la comunidad latina en EE.UU.

Por Robert Valencia – GlobalVoices / Servindi

5 de setiembre, 2017.- El pasado 24 de julio en Los Ángeles, California, un hombre hispano agredió a un vendedor ambulante mexicano en la calle y lanzó su carro de comida rápida al suelo. En un video amateur el agredido dijo que ese “pinche racista” había tirado su estante, a lo que el victimario respondió, “No soy racista, mongólico, soy argentino”. El video, con más de 8,8 millones de reproducciones, ha generado diversas reacciones. (mais…)

Ler Mais

Com suspeita de tuberculose, Rafael Braga é internado no Rio de Janeiro

Justificando

Sem que família ou a defesa fossem avisadas, Rafael Braga está internado na Unidade de Pronto Atendimento e Hospital Dr. Hamilton Agostinho Vieira de Castro, localizado no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio de Janeiro. O anúncio foi feito nesta segunda, 21, pela defesa do jovem negro que se tornou ícone do combate ao racismo institucional e seletividade penal, em especial por ter sido o único preso no contexto das manifestações de 2013, bem como por posteriormente ter sido preso e condenado por tráfico de drogas em um processo extremamente questionado pela comunidade jurídica e ativista. Informações preliminares dão conta que o quadro seria de tuberculose. (mais…)

Ler Mais

Tribunal de Justiça legitima genocídio dos negros

“Quando um tribunal de justiça decide aplicar, como em uma humilhação pública no pelourinho, a desqualificação do ser humano não branco, se confirma a institucionalização do racismo e a legitimação do genocídio dos negros. É urgente se colocar visceralmente em oposição a este que tem sido o maior genocídio brasileiro. O qual, juntamente com o etnocídio e o feminicídio, é a estrutura central das formas de dominação e violência.”

Por Edson Teles – Blog da Boitempo

Em junho de 2013 era detido no Centro do Rio de Janeiro, em meio às manifestações contra o aumento das tarifas, Rafael Braga. Catador de material reciclável, Rafael estava próximo ao “local do crime”, apesar de não participar dos protestos, e carregava consigo duas garrafas de produtos de limpeza. Sob a alegação de porte de coquetéis molotov ele foi detido por policiais militares e a Justiça ordenou sua prisão provisória com posterior julgamento. Ao final (como se este tipo de acontecimento tivesse fim) foi condenado a 5 anos de detenção com sentença fundamentada no depoimento de um policial. As provas técnicas, favoráveis ao réu ou desqualificantes da acusação, foram desconsideradas nos laudos ajuntados ao processo. Rafael é negro, pobre, favelado. Como não poderia ser ele o criminoso? (mais…)

Ler Mais

Pela Vida das Mulheres Negras, vamos todas/os/es

Emanuelle Goes – População Negra e Saúde

“A noite não adormece nos olhos das mulheres
a lua fêmea, semelhante nossa,
em vigília atenta vigia …”
Conceição Evaristo

Eu gostaria de escrever que não dormimos pra viver intensamente tudo de bom que tem a vida, mas a noite não adormece nos nossos olhos, porque vigiamos o racismo que fica na espreita, aguardando nosso cochilo. Não dormimos porque está sob nós o peso do racismo, em nossos corpos que se estende a comunidade inteira. (mais…)

Ler Mais

Políticos guiam órfãos do ódio e da economia em direção à escuridão, por Leonardo Sakamoto

Blog do Sakamoto

Políticos que adotam uma narrativa de antagonismo a alguma coisa ao invés de apostar na construção de alternativas fazem sucesso em todo o mundo. Tornam-se ícones da reação de um naco da sociedade que se sente acuado diante das mudanças sociais e culturais que universalizam direitos e deveres. (mais…)

Ler Mais