“Minorias tudo bem mas quietas e caladinhas”

por Fernanda Câncio, no Buala

É uma felicidade que na mesma semana se tenham cruzado o caso Caupers e o de Mamadou Ba: são da mesma família, sim. Mas exatamente ao  contrário.

“Uma coisa é a tolerância para com as minorias e outra, bem diferente, a promoção das respetivas ideias: os judeus não são nenhuma vanguarda iluminada, nenhuma elite. Não estão destinados a crescer e expandir-se até os não judeus serem, eles próprios, uma minoria. E nas sociedades democráticas são as minorias que são toleradas pela maioria – não o contrário. (…) A verdade – que o chamado lobby judeu gosta de ignorar – é que os judeus não passam de uma inexpressiva minoria, cuja voz é enorme e despropositadamente ampliada pelos media.”

(mais…)

Ler Mais

“Sua raça é resistente à dor”: mulheres relatam racismo em atendimentos médicos

Ofensas explícitas, diagnósticos imprecisos e procedimentos desnecessários fazem pacientes negras e indígenas evitarem consultas e tratamentos

Por Marília Moreira, em AzMina

“Agora eu uso a desculpa da pandemia, mas na verdade o buraco é bem mais embaixo”. É desse modo que a estudante universitária Jé Hámãgãy, 23 anos, justifica o fato de estar evitando ir a médicos desde que o seu filho nasceu, há pouco mais de seis meses. 

(mais…)

Ler Mais

Novas frentes de trabalho estão sendo montadas para frear o preconceito religioso

O combate à intolerância religiosa ganha fôlego, com iniciativas, buscando garantias para o direito de proferir a fé.

A CCIR / Comissão de Combate à Intolerância Religiosa tem em mãos nove casos (só esse ano), sendo oito deles, ataques diretos às religiões de matriz africana. De 2015 a 2019, foram registrados pela Polícia Civil cerca de 6.700 crimes dessa ordem. Em 2020, foram registrados 1.355 casos, segundo o ISP.

(mais…)

Ler Mais

MPF abre vagas para formação de Grupo de Trabalho Interinstitucional contra o Racismo na Atividade Policial

São oferecidas 5 vagas para entidades da sociedade civil, 4 para pesquisadores e pesquisadoras da temática e 4 para membros do MPF

Procuradoria-Geral da República

Estão abertas, até 30 de março, as inscrições para interessados(as) em fazer parte do Grupo de Trabalho Interinstitucional (GTI) contra o Racismo na Atividade Policial, vinculado à Câmara de Controle Externo da Atividade Policial e Sistema Prisional do Ministério Público Federal (7CCR/MPF). Instituído em novembro do ano passado, o GTI pretende, entre outros objetivos, identificar práticas de racismo institucional no âmbito das forças de segurança pública federais; propor atuações e medidas para a eliminação de condutas discriminatórias; e fomentar o debate público sobre o racismo nas instituições e nas atividades policiais.

(mais…)

Ler Mais

Racismo Reverso: a dissimulação do discurso

Por Monique Rodrigues do Prado*, em Alma Preta

Na realidade brasileira, as cotas raciais sempre foram em favor da branquitude. O Estado Brasileiro garantiu que negros não entrassem na escola (Constituição de 1824); não tivessem acesso à terra (Lei de Terras 1850, n 601) e que, mesmo depois da “abolição” a distribuição das terras fossem endereçadas aos imigrantes europeus (Decreto 528 de 1890). Ou seja, além de colonizadores, foram também historicamente os cotistas e favorecidos pela lei nacional.

(mais…)

Ler Mais

MPF seleciona representantes da sociedade civil e pesquisador@s para Grupo de Trabalho contra o Racismo na Atividade Policial

Inscrições podem ser feitas até as 18h do dia 30 de março

Procuradoria-Geral da República

Estão abertas, até 30 de março, as inscrições para entidades da sociedade civil e grupos de pesquisa que atuam na temática da violência policial e do racismo institucional interessados em fazer parte do Grupo de Trabalho Interinstitucional (GTI) contra o Racismo na Atividade Policial. O GTI é vinculado à Câmara de Controle Externo da Atividade Policial e Sistema Prisional do Ministério Público Federal (7CCR/MPF) e terá, ainda, representantes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Defensoria Pública da União. 

(mais…)

Ler Mais

Jovem negro e sem antecedentes foi condenado por “familiaridade” na voz

Familiares, amigos e alunos buscam a inocência do educador Fernando Henrique dos Santos, que foi sentenciado a oito anos de prisão

Por José Cícero, Agência Pública

Em setembro do ano passado, Fernando Henrique dos Santos, um jovem negro de 26 anos e sem nenhuma passagem pela polícia, foi condenado a oito anos de prisão (regime fechado) pelos crimes de roubo e formação de quadrilha. Fernando, que é professor de educação física e educador num projeto social na zona sul de São Paulo, foi acusado de participar de um assalto a um caminhão da empresa Philip Morris no município de São Caetano do Sul, no dia 30 de outubro de 2019.

(mais…)

Ler Mais

MPF denuncia radialistas por crime de racismo contra indígenas Warao em Belém (PA)

Pena pode ultrapassar cinco anos de prisão, além de multa e pagamento de R$ 300 mil por danos morais coletivos

Ministério Público Federal no Pará

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou na sexta-feira (5) à Justiça Federal em Belém (PA) os radialistas Raimundo Nonato da Silva Pereira e Hailton Pantoja Ferreira, da rádio Mix FM, por praticar, induzir e incitar racismo contra indígenas da etnia Warao.

(mais…)

Ler Mais

Presidente da CDHM solicita ao governo e justiça gaúchos providências para apurar ameaças a vereador de Porto Alegre

Por Pedro Calvi / CDHM

No dia 1º de janeiro, durante a posse dos vereadores em Porto Alegre (RS), Matheus Pereira Gomes (PSOL), negro, vereador eleito, permaneceu sentado durante a execução do hino do Rio Grande do Sul, em forma de protesto. Para o parlamentar, a letra do hino contém trechos racistas, como: “Mas não basta ser livre/ ser forte, aguerrido e bravo/ povo que não tem virtude/ acaba por ser escravo”.

(mais…)

Ler Mais

MPF investiga novos casos de racismo on-line contra indígenas em MS

Autoras de comentário ofensivo são rés por racismo

Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou investigação para apurar supostos casos de racismo on-line contra indígenas na região sul de Mato Grosso do Sul. Os comentários ofensivos e discriminatórios foram postados em notícia que anunciava que o estado iniciava vacinação contra covid e “maioria das doses vai para indígenas”, publicada em 18 de janeiro em um site de notícias.

(mais…)

Ler Mais