Djamila Ribeiro: ‘Não tem problema maior hoje no Brasil do que discutir o racismo’

por Luís Eduardo Gomes, em Sul21

Djamila Ribeiro talvez seja a principal referência intelectual negra da atualidade. Autora de dois best sellers que estiveram entre os mais vendidos nas recentes edições da Bienal do Livro de São Paulo e Flip — Quem tem medo do feminismo negro? (2018) e O Que é Lugar de Fala? (2017) –, Djamila tem se tornado uma fala cobiçada no circuito nacional de palestras. Nesta sexta-feira (17), o Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa, lotou para ouvir sua conferência “Lugar de Fala: discutindo subjetividades e grupos sociais”, no Encontro Gaúcho da Psicologia. (mais…)

Ler Mais

Biblioteca da Unicamp sofre pichações racistas e ameaças

Com teor de ameaça, as pichações na Unicamp continham suásticas e mensagens como “Vai ter Massacre #Columbine” e “Poder Branco”

Revista Fórum

A Biblioteca Antonio Candido, do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) e banheiros do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo, amanheceram nesta quarta-feira (15), com pichações racistas, desenhos de suásticas e com mensagens de ameaça em mesas, paredes e telas de computadores. (mais…)

Ler Mais

Discriminación y racismo a los pueblos indígenas y originarios

A propósito del día internacional de los pueblos indígenas

Por Luis Hallazi, en Servindi

La tragedia ante la muerte de 10 personas fruto de una intoxicación masiva en el centro poblado de San José de Ushua, Ayacucho; despierta muchas interrogantes, pero si vamos un poco más allá, representa una larga historia de tragedias que se resumen en la inmensa grieta de desigualdad cultural, social y económica entre el mundo rural y urbano, producido en gran medida por la discriminación y racismo institucional, que debería hacernos reflexionar a propósito del día internacional de los pueblos indígenas y originarios. (mais…)

Ler Mais

Luta por creches, feminista e descolonizadora

Livro discute creche como direito da criança e questiona divisão sexual e racial do trabalho. Espaço da primeira vivência coletiva humana deve ser revolucionário

Por Christiane Gomes, em Outras Palavras

A crise que atinge a democracia e os direitos humanos em diversos cantos do mundo tem, obviamente, características próprias em cada território. No Brasil, discursos e ações liberais e de direita se afirmam ao mesmo tempo em que resistências se concretizam e se fazem presentes. Nesta disputa de narrativas, os feminismos populares se mostram como força motriz. As mulheres estão na linha de frente de grande parte das lutas sociais no Brasil e em outros países. (mais…)

Ler Mais

Debate sobre racismo é ridicularizado durante campanha eleitoral para Conselho de Medicina de SP

por Eliane Gonçalves, em EBC

Os debates ficaram acirrados quando a neurocirurgiã Diana Lara Santana, que integra uma das chapas que disputam a nova direção do CREMESP, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, divulgou no Facebook que uma de suas plataformas de campanha é o combate ao preconceito racial contra médicos e contra a população negra. (mais…)

Ler Mais

Paralisação das demarcações e o racismo institucional que impede entrada de maracás na “casa do povo”, por Egon Heck

Em audiência na Comissão de Direitos Humanos do Senado, indígenas Krahô-Kanela denunciam projetos que afetam vida do povo. Comunidade não foi consultada

Cimi

O racismo institucional, assegurado pelos regimentos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, se faz mostrar em todas as agendas com participação dos povos indígenas, em Brasília (DF). Na capital federal, a intolerância religiosa contra as espiritualidades indígenas demonstra para quem são feitas as políticas do poder legislativo. Além de paralisar as demarcações, impedem as manifestações espirituais dos povos na “casa do povo”. (mais…)

Ler Mais

Barrar o caráter predatório automático do capitalismo, eis o desafio. Entrevista especial com Acauam Oliveira

por Vitor Necchi, em IHU On-Line

“Em todo planeta, o discurso é de que a esquerda precisa se reinventar. Essa pauta, aliás, é bem antiga, e acompanha a progressiva vitória global do capitalismo, aparentemente irreversível”, avalia Acauam Oliveira. Sua análise vai além, ao discutir temas como a profunda crise de representatividade, “que se desenrola a olhos vistos e cresce à medida que nos aproximamos das eleições de 2018”, e o racismo, “um dos elementos fundamentais de estruturação da sociedade brasileira desde a colônia”. (mais…)

Ler Mais

A inspiração por trás do livro aclamado de Geovani Martins

No dia 19 de junho, o escritor Geovani Martins falou na PUC-Rio sobre o lançamento de seu primeiro livro, aclamado pela crítica, O Sol na Cabeça

por Chris Harden, em RioOnWatch

Nascido em Bangu, na Zona Oeste do Rio, e tendo passado a sua adolescência no Vidigal, na Zona Sul, hoje morador da vizinha Rocinha–Geovani extraiu de suas próprias experiências nas favelas do Rio ideias para construir uma série de treze contos centrados em personagens fictícios, majoritariamente baseados em favelas por toda a cidade. Através de uma série de narrativas únicas, O Sol na Cabeça desenvolve uma imagem complexa da vida nas favelas, ao mesmo tempo em que destaca problemas comuns, como conviver com as UPPs e o preconceito cotidiano por parte da população mais abastada do Rio. Desde o seu lançamento em março deste ano, o livro foi recebido com tremendo sucesso. Críticos publicaram elogios através da mídia nacional e O Sol na Cabeça se tornou o primeiro livro brasileiro na história a vender direitos de publicação para traduções em nove países antes do seu lançamento. Direitos foram vendidos inclusive para uma adaptação cinematográfica. (mais…)

Ler Mais

Los Estados usan las leyes de migración para justificar políticas racistas

Las ideologías racistas y xenófobas basadas en el nacionalismo se combinan regularmente con el descontento económico y la creación de miedos acerca de la seguridad nacional y para violar los derechos humanos de los extranjeros, los pueblos indígenas y las minorías, expresó la relatora especial de la ONU sobre racismo

Noticias ONU / Servindi

En un informe al Consejo de Derechos Humanos, Tendayi Achiume instó a “prestar atención a las formas calculadas y oportunistas en que muchos líderes políticos y partidos continúan explotando el descontento económico y las ansiedades de seguridad nacional de sus poblaciones”. (mais…)

Ler Mais