Queimadas quadruplicam em assentamento mais incendiado do Pará

Nossa reportagem visitou uma das áreas públicas mais incendiadas no estado; aumento de queimadas no assentamento Terra Nossa coincide com o “dia do fogo”

Por Ciro Barros, Iuri Barcelos, Agência Pública

No Pará, o Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Terra Nossa, assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), foi o mais atingido pelas queimadas que tomaram a Amazônia em agosto, mês que já registra a maior média de focos de incêndio dos últimos 21 anos. Encravado entre as áreas rurais das cidades de Novo Progresso e Altamira, que ocupam posições de destaque no ranking de municípios com maior registro de fogo na recente onda de queimadas, o PDS é o assentamento que mais sofreu incêndios neste mês e no acumulado de 2019, de acordo com um levantamento da Agência Pública feito com base em dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

(mais…)

Ler Mais

PFDC recomenda ao Incra revogação de resoluções usadas para desistência em processos de desapropriação de terras

Na PFDC

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) recebeu na sexta-feira (23) uma  Recomendação do Ministério Público Federal para que revogue imediatamente, e deixe de publicar, resoluções que tratam de desistências de desapropriação, cancelamentos de títulos de dívida agrária ou arquivamento de processos administrativos acerca do tema.

(mais…)

Ler Mais

Violência e destruição na Zona da Mata Sul de Pernambuco

Na CPT/NE II

Horror, tensão e destruição. Essas são as palavras que definem a vida de 1.200 famílias camponesas posseiras que vivem em cinco comunidades localizadas na área rural do município de Jaqueira, Zona da Mata Sul de Pernambuco. Estas famílias enfrentam um conflito de terra provocado pela empresa Negócio Imobiliária S/A, que vem praticando ações ilegais e violentas com o intuito de inviabilizar a presença dos camponeses e das camponesas nos locais em que vivem há mais de setenta anos.

(mais…)

Ler Mais

“Acampamento Marielle Vive! é uma ilha de produtividade em um mar de condomínios”

Conheça mais sobre o acampamento localizado em Valinhos, em SP

Da Página do MST

Responsável pela implementação da bioconstrução no acampamento Marielle Vive, chamada de “Cooperativa Bambu Brasil”, em Valinhos-SP (92 km de São Paulo, capital), o agrônomo Edson Hiroshi Piracaia afirmou que o acampamento é “uma ilha de produtividade em um mar de condomínios que nada produzem”.

(mais…)

Ler Mais

Ameaçado de despejo, acampamento do MST é o maior produtor da região de Itinga (MA)

Terreno da União é requerido por empresa que transita na “Lista Suja” do trabalho escravo; 150 famílias serão afetadas

Redação Brasil de Fato

O Tribunal de Justiça do Maranhão determinou o despejo das 150 famílias do acampamento Marielle Franco, localizado no município de Itinga, região amazônica do estado. A ação expedida pela juíza Vanessa Lordão tem data prevista para 27 de agosto. 

(mais…)

Ler Mais

Marchar é um ato de valentia e resistência!

A mobilização, que teve como lema: Marcha Estadual em Defesa da Soberania, pela Terra e pela Manutenção dos Direitos”, foi construída pelo MST e pela CPT

Por Eva Bezerra, na Página do MST 

Cerca de 1000 Sem Terra – em sua maioria mulheres – saíram em marcha pelas ruas da Paraíba nesta segunda-feira (12). A marcha  saiu do município de Conde que fica há 23 km da capital João Pessoa.

(mais…)

Ler Mais

Marcha das Margaridas: cem mil mulheres param Brasília em luta por direitos

Ruas de Brasília foram ocupadas por milhares de mulheres camponesas, sem terras, quilombolas, pescadoras e ribeirinhas, unindo-se às indígenas que participavam da I Marcha das Mulheres Indígenas

Cimi

Mais de cem mil mulheres ocuparam as ruas de Brasília, nesta quarta (14), durante a sexta edição da Marcha das Margaridas. Num encontro simbólico, milhares de mulheres camponesas, sem terras, quilombolas, pescadoras, ribeirinhas e oriundas de diversos povos e comunidades tradicionais tomaram a capital federal, unindo-se às indígenas que participavam da I Marcha das Mulheres Indígenas.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres Sem Terra do Maranhão se unem à Marcha das Margaridas

A expectativa é reunir cerca de 100 mil mulheres em um espaço para todas aquelas que lutam por seus direitos e por um Brasil melhor

Por Mariana Castro, na Página do MST 

Com força e otimismo, mulheres de assentamentos e acampamentos do Maranhão deixaram suas casas na madrugada desta segunda (12) rumo à Brasília (DF), para se unirem à Marcha das Margaridas, que acontece durante os dias 13 e 14 de agosto.

(mais…)

Ler Mais

Despejo forçado de pessoas defensoras de direitos humanos e moradoras de acampamento urbano no Rio Grande do Norte

Por Front Line Defenders

Em 7 de agosto de 2019, moradoras e moradores da Comuna urbana Marisa Letícia, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em São Gonçalo do Amarante, Rio Grande do Norte, foram despejados pela Polícia Militar, sem notificação prévia. As 140 famílias que viviam na Comuna continuam desabrigadas.

(mais…)

Ler Mais