Nota do MAB em repúdio ao assassinato do Sem Terra Luis Ferreira da Costa

Estamos estarrecidos com o crime proferido contra a vida do Sem Terra Luis, do acampamento “Marielle Vive!”, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Valinhos/SP. 

No Mab

Na quinta-feira, 18/07, as famílias acampadas realizavam um ato pacifico reivindicando o que é de mais elementar para a vida: a água. Segundo membros do acampamento, as famílias se encontram há mais de 1 ano sem o acesso à água potável. O espantoso é a restrição do acesso, uma vez que o acampamento se encontra em uma região banhada por muitos rios, como o Piracicaba, Capivari e Jundiaí. Rios, que muitas vezes, tem suas águas revertidas em grandes negócios, através de barragens lucrativas ao capital, negando assim o acesso ao direito à água da população.

(mais…)

Ler Mais

“Vamos matar todo mundo”, acampamento do MST é atacado no Norte de Minas

30 famílias Sem Terra foram ameaçadas por homens que atearam fogo em seus barracos

Da Página do MST

O acampamento Bela Vista, localizado em Rio Pardo de Minas, região norte de Minas Gerais, foi atacado às 21 horas desta última quinta-feira (18). Seis pessoas, em três motos, invadiram o acampamento, ameaçando as famílias com gritos como “vamos matar todo mundo” e ateando fogo nos barracos. As famílias esconderam-se no mato e estão bem, porém tiveram todos os seus pertences destruídos. Segundo os acampados, uma moto com duas pessoas não conhecidas rodaram a área no período da manhã do mesmo dia.

(mais…)

Ler Mais

Em Minas Gerais, acampamento Maria da Penha avança na conquista terra

Imissão de posse foi concedida na semana passada, dia 08/07

Por Geanini Hackbardt, na Página do MST

Trinta famílias acampadas na antiga fazenda Bom Jardim, município de Matias Lobato, no Vale do Rio Doce (MG), conquistaram a imissão na posse e poderão ser finalmente assentadas. O latifúndio de 208 hectares foi ocupado em 12 de outubro de 2008 e se encontrava abandonado pela proprietária Agropecuária Adail Batista Coelho e Filhos LTDA.

(mais…)

Ler Mais

Polícia aponta fazendeiros como possíveis mandantes de morte de sindicalista no Pará

Investigação ainda não descartou outras hipóteses para a morte de Carlos Cabral, em Rio Maria; motivação indica conflito por terra em área indígena

Por Ciro Barros

Após mais de um mês de investigações, ganhou força a tese de que a execução do ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Rio Maria, no Pará, Carlos Cabral, em 12 de junho, teria sido motivada por conflitos agrários no interior da Terra Indígena Apyterewa, em São Félix do Xingu. O sindicalista foi morto quando chegava de moto em casa na cidade de Rio Maria, a 960 quilômetros de Belém. No dia da morte, uma outra moto com dois ocupantes emparelhou com a de Carlos a poucos metros de sua antiga residência. Ele não resistiu aos dois disparos à queima-roupa que o atingiram na cabeça e no braço.

(mais…)

Ler Mais

Pernambuco está entre os cinco estados mais violentos no campo de acordo com a CPT

João do Vale comentou os dados do Caderno de Conflitos no Campo e apontou perspectivas para o combate à violência

Vinícius Sobreira e Vanessa Gonzaga, Brasil de Fato

Aproximadamente um milhão de pessoas estiveram envolvidas em conflitos no campo em 2018. Em 2017, os números beiravam os 700 mil. É sobre esse tema que conversamos com João do Vale, agente da Comissão Pastoral da Terra (CPT) em entrevista no Programa Brasil de Fato Pernambuco.

(mais…)

Ler Mais

Homem atropela e mata Sem Terra em Valinhos (SP)

O assassino estava armado e ameaçou os manifestantes que tentaram perseguir o veículo

Da Página do MST

Na manhã desta quinta-feira (18), as famílias Sem Terra do acampamento Marielle Vive!, localizado em Valinhos, no interior de São Paulo, realizavam uma manifestação com entrega de alimentos pelo fornecimento de água no acampamento, quando no quilômetro 7 da Estrada do Jequitibá, foram surpreendidas por um homem que com uma caminhonete em alta velocidade atropelou dezenas de manifestantes, entres eles, Luiz Ferreira da Costa, de 73 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

(mais…)

Ler Mais

Justiça suspende reintegração de posse em ocupação no Goiás

O cancelamento, considerado raro em casos de reintegração de posse, defende a produção do acampamento Leonir Orback

Por Janelson Ferreira, na Página do MST

Na tarde desta terça-feira (16), a 2º Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Goiás cancelou, por três votos a zero, a sentença que ordenava a reintegração de posse do acampamento Leonir Orback. A área está localizada na fazenda Ouro Branco, município de Santa Helena de Goiás (GO), a 200 Km da capital Goiânia. Atualmente, o acampamento conta com cerca de 600 famílias. O processo teve votos dos desembargadores Carlos Alberto França, que era o relator, Reinaldo Ferreira e Fábio Cristóvão de Campos Faria. 

(mais…)

Ler Mais

Fogo, pistolagem e medo na fazenda 1.200 no Pará

Conflito de terra que se arrasta há 13 anos vive escalada de violência em 2019; famílias foram atacadas a tiros e suas casas, queimadas

Por Ciro Barros, Agência Pública

Sob o sol escaldante do verão amazônico, o agricultor Cláudio Araújo da Silva pisa nos escombros e nas cinzas de seu antigo barraco, localizado numa área ocupada da fazenda 1.200, em Ourilândia do Norte, sul do Pará.

(mais…)

Ler Mais

MST realiza 1º Encontro de Gênero e Diversidade Sexual na região de Campinas (SP)

“Que nada nos defina, que nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre!”, já escreveu Simone de Beauvoir

Por Coletivo de Comunicação MST/SP
Da Página do MST

Em tempos de termos como “ideologia de gênero” e “cura gay”, urgem ações de reafirmação que coloquem a pauta da diversidade sexual e da igualdade de gênero no centro do debate. Com esse desafio, aconteceu, no último domingo (7), o 1° Encontro de Gênero e Diversidade Sexual da região de Campinas. Participaram da atividade mulheres e sujeitos LGBT oriundos de acampamentos e assentamentos do MST na região. Patricardo, combate ao machismo, LGBTfobia e racismo foram alguns dos temas discutidos.

(mais…)

Ler Mais