Poder Judiciário e a Ocultação da Violência no Campo: 25 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás

“A memória que marca os 25 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás, nos remete a centralidade da luta contra violência no campo e à urgência da defesa da vida nesses tempos de aumento da violência e de autoritarismo no Brasil”, confira Artigo de Euzamara de Carvalho sobre os 25 anos do Massacre de Eldorado e a realidade da violência no campo, agravada pela conjuntura política e pandêmica que enfrentamos.

CPT

Poder Judiciário e a Ocultação da Violência no Campo: 25 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás

Euzamara de Carvalho1

A memória que marca os 25 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás, nos remete a centralidade da luta contra violência no campo e à urgência da defesa da vida nesses tempos de aumento da violência e de autoritarismo no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Assentados do Pará denunciam extorsão por advogado ligado ao agronegócio

Eles dizem que tática de William Lopes é difamar órgãos públicos, ONGs e sindicatos, enquanto cobra dinheiro para criar documentos ilegais; comunidades extrativistas do PAE Lago Grande se mobilizam para impedir destruição do assentamento, um dos maiores do país 

Por Julia Dolce, em De Olho nos Ruralistas

Várias comunidades do Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Lago Grande, um dos maiores assentamentos do Brasil, estão sendo assediadas pelo advogado e grileiro William Martins Lopes, um representante do agronegócio, que tenta extorquir os assentados com documentos falsos e mentiras, adotando um discurso bolsonarista de calúnias contra ONGs e sindicatos. 

(mais…)

Ler Mais

Ato Político-Cultural relembra 25 anos do Massacre de Eldorado do Carajás

Atividade integra a Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária de abril, com ações simbólicas por todo país contra os massacres e na defesa da Reforma Agrária Popular

Por Fernanda Alcântara, na Página do MST

Um mês de luto e luta camponesa internacional em defesa da Reforma Agrária. Durante o mês de Abril, o MST organiza todos os anos a Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, com uma série de atos em homenagens aos 21 trabalhadores Sem Terra assassinados em Eldorado do Carajás, em 17 de abril de 1996, no sul do Pará.

(mais…)

Ler Mais

Juiz suspende reintegração de posse em RO e sugere federalização do caso

Acampamento Manoel Ribeiro, em Chupinguaia, teria de ser desocupado até junho; mas o magistrado viu tema de alta complexidade e risco de violação aos direitos humanos para sugerir que o caso passe a tramitar na Justiça Federal

Por Leonardo Fuhrmann, em De Olho nos Ruralistas

O juiz Roberto Gil de Oliveira, da 2ª Vara de Conflitos Agrários de Porto Velho, suspendeu por tempo indeterminado a reintegração de posse do acampamento Manoel Ribeiro, em Chupinguaia (RO). Para decidir pela suspensão, ele levou em conta o relatório da Secretaria de Segurança Pública sobre o caso e as considerações do Comando Geral da Polícia Militar. Militantes de direitos humanos defendem que as duas manifestações comprovam uma tentativa de criminalização dos movimentos sociais. Oliveira sugeriu também a federalização do caso, devido à sua complexidade e ao risco de violação dos direitos humanos.

(mais…)

Ler Mais

Camponeses relatam cerco da PM em Corumbiara (RO), palco de massacre em 1995

Moradores do acampamento Manoel Ribeiro, construído em agosto 2020, denunciam “guerra orquestrada” do governo do estado

Redação Brasil de Fato

Cerca de 200 famílias que vivem no acampamento Manoel Ribeiro, construído em agosto de 2020 em Corumbiara (RO), relatam pressões, intimidações e abusos por parte da Polícia Militar (PM), como parte de uma “guerra orquestrada pelo Governo de Rondônia”.

(mais…)

Ler Mais

Juiz suspende despejo de mais de 280 famílias no município de Formosa (GO)

Suspensão do despejo do acampamento Dom Tomás Balduino ocorreu graças à solicitação dos Bispos da regional CNBB Centro-Oeste em carta enviada ao presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Carlos França e ao governador de Goiás, Ronaldo Caiado. As famílias que vivem no acampamento desde dezembro de 2015, estavam ameaçadas de despejo após liminar de reintegração de posse, deferida no último dia 10 de março. Confira a Nota na íntegra:

CPT

Em plena pandemia, mais de 280 famílias que vivem no acampamento Dom Tomás Balduino desde dezembro de 2015, estavam ameaçadas de despejo após liminar de reintegração de posse, deferida no último dia 10 de março. A ação de retirada das famílias foi suspensa devido a uma articulação da Comissão Pastoral da Terra regional Goiás (CPT/GO) com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – regional Centro-Oeste (CNBBCO), que resultou em uma carta enviada ao presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Carlos França, e ao governador do Estado, Ronaldo Caiado, clamando pelas famílias e solicitando a suspensão de todas as reintegrações de posse que resultem em despejos nos meios rural e urbano durante a pandemia da Covid-19.

(mais…)

Ler Mais

CDHM apura violência, prisão e tortura em povoado de trabalhadores rurais no oeste baiano

Desde o último dia 24, cerca de mil pessoas que moram e trabalham no Povoado do Arroz, em Formosa do Rio Preto (BA), vivem com medo e insegurança. Naquele dia, sem ordem judicial, as casas das famílias foram invadidas. Trabalhadores foram ilegalmente presos e objetos destruídos.

Pedro Calvi / CDHM

Esses são os relatos recebidos nesta segunda-feira (29/3), pela Presidência da CDHM, de representantes dos trabalhadores rurais, de instituições da sociedade civil e de parlamentares, que pediram o apoio para apuração do caso, responsabilização e ações que tragam segurança para a região. Valmir Assunção (PT/BA) e Afonso Florence (PT/BA) trouxeram a denúncia para a CDHM.

(mais…)

Ler Mais

Presidência da CDHM quer evitar despejo em região de conflitos agrários no norte do país

De acordo com estudo Mapa de Conflitos da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), vinculada à Fiocruz, o município de Vilhena, no sul de Rondônia e na divisa com Mato Grosso, é região de inúmeros conflitos agrários entre posseiros, fazendeiros e empresários com títulos provisórios de terra.

por Pedro Calvi / CDHM

Um destes conflitos refere-se a uma ação de reintegração de posse dos lotes 62, 63 e 64 da Gleba Corumbiara, setor 7, Linha 85, distrito de São Lourenço. No local, vivem 70 famílias que estão na iminência de serem despejadas, sem o devido plano de remoção e reassentamento. Os trabalhadores rurais sem-terra fazem parte da Associação de Pequenos Produtores Rurais da Linha 85.

(mais…)

Ler Mais

Destruição de políticas públicas agrárias impactam principalmente a vida das mulheres do campo

No atual momento de pandemia e crise social, política e ambiental, as mulheres lideram iniciativas de manutenção da vida, mas também são extremamente impactadas pelas violências e opressões

Por Iris Pacheco e Solange Engelmann, na Página do MST

Das mãos e criatividade da mulher surge o desenvolvimento da agricultura no mundo, com saberes populares e tradicionais que ao longo da história vêm sendo aprimorados por inovações tecnológicas. Nesse cenário, diariamente as mulheres travam lutas pela sobrevivência da família, a preservação da biodiversidade, da terra, da água e do território, bem como para garantir a soberania alimentar dos povos.

(mais…)

Ler Mais

Atos contra impunidade do caso Marielle Franco encerram Jornada de Luta das Mulheres Sem Terra

Em mais de 18 estados, as Mulheres do MST também denunciaram o aumento da fome, a destruição das políticas de Reforma Agrária, o aumento das violências e o fora Bolsonaro

Por Solange Engelmann e Maura Silva, na Página do MST

Quem mandou matar Marielle Franco? Com essa e tantas outras perguntas ainda sem respostas, as Mulheres Sem Terra encerram as ações de mobilização, solidariedade e afetos da Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra, que durante uma semana, de 08 a 14 de março, se espalharam por mais de 18 estados do país.

(mais…)

Ler Mais