Fascinante é produzir comida de verdade. George Monbiot está errado. Por Denis Monteiro

Soluções para fome e devastação não virão de tecnologias como carne artificial e vegetais in vitro. Alternativa é Agroecologia, capaz de enfrentar corporações, gerar empregos e nos reconectar com a natureza

No Outras Palavras

“A aranha tece puxando o fio da teia
A ciência da abelha
Da aranha e a minha
Muita gente desconhece”

(Na Asa do Vento – João do Vale e Luiz Vieira)

Causou perplexidade, entre movimentos sociais e cientistas engajados com a construção de sistemas agroalimentares democráticos e saudáveis, ler no portal Outras Palavras e na CartaMaior o artigo “A fascinante comida pós-agro e seus incômodos1, de George Monbiot, publicado originalmente no The Guardian. A perplexidade talvez tenha sido ainda maior porque muitos de nós estamos relendo os textos e ouvindo entrevistas e palestras da Mestra Ana Primavesi, cientista brilhante, defensora da agroecologia, que nos deixou aos 99 anos no dia 5 de janeiro de 2020.

(mais…)

Ler Mais

Após acordo com MPF, MP e MPT, fazendeiro vai indenizar famílias por danos de agrotóxicos

Famílias do Assentamento Chico Mendes III sofreram danos após deriva de agrotóxico em Presidente Médici (RO)

Ministério Público Federal em Rondônia

O Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público Estadual (MP/RO) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) firmaram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o fazendeiro Fábio Luiz Nunes, da Fazenda Furkya, na Gleba Jaruaru, em Presidente Médici (RO).

(mais…)

Ler Mais

Conheça as três comunidades do Paraná ameaçadas de despejo pelo governo Ratinho Jr

Localizados em Cascavel, acampamentos têm 20 anos de existência e somam 212 famílias Sem Terra

Redação Brasil de Fato*

Moradias simples, igrejas, campos de futebol, pequenos armazéns, açudes, crianças brincando livremente, poucas cercas e muita produção de alimentos. Essas são características comuns entre os acampamentos Resistência Camponesa, Dorcelina Folador e 1º de Agosto, localizados em Cascavel, oeste do Paraná. Após cerca de 20 anos de trabalho e desenvolvimento, as 212 famílias que vivem nas comunidades estão sob risco iminente de despejo.

(mais…)

Ler Mais

Polícia de Roraima queima pertences de famílias durante despejo violento

“A polícia está botando fogo nos pertences das famílias e ameaçando de bater e prender quem tentar entrar na área”, denuncia uma trabalhadora Sem Terra

Da Página do MST

As 80 famílias do MST, que vivem no acampamento Lula Livre, no município de Mucajaí, em Roraima (a 58 km da capital do estado, Boa Vista) denunciam que neste momento estão sofrendo despejo violento e tendo todos os seus pertences queimados pela polícia.

(mais…)

Ler Mais

Família camponesa sofre ameaças no Engenho Barro Branco, em Jaqueira/PE

Família tentou registrar Boletim de Ocorrência na Delegacia de Jaqueira, mas servidores se opuseram e pediram para que voltasse em outro horário. Ao retornar, a delegacia estava fechada.

Na CPT NEII

Na manhã desta terça-feira, 08/01, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) recebeu novos relatos de violência praticada por seguranças que seriam contratados pela empresa Negócio Imobiliária S/A contra família camponesa moradora do Engenho Barro Branco, localizado no município de Jaqueira, Zona da Mata Sul de Pernambuco.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres Sem Terra em luta, Semeando Resistência!

Temos condições de construir um ano de 2020 com lutas, conquistas e esperanças, pois há 35 anos semeamos a resistência!

Por Setor de Gênero do MST

O ano de 2019 iniciou com um misto de preocupação, incertezas, insegurança. O que de fato nos esperava na conjuntura pós-eleitoral? Considerando todos os discursos que instigam o ódio, o rancor e a violência contra as mulheres, as Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT’s) e militantes de Movimentos Sociais em geral.

(mais…)

Ler Mais

Conheça a luta na fazenda Arapuim no norte de Minas Gerais

Famílias Sem Terra lutam e acumulam histórias de resistência.

Texto e imagem por Laura Murta – Mídia Ninja* / CPT

Gilberto Lopes dos Reis, 56 anos, vazanteiro e pescador, nasceu e cresceu nas imediações da Fazenda Rodeador, pertencente à Arapuim Agropecuária e Industrial e SAFRA, em Pedras de Maria da Cruz (MG), propriedade penhorada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, abandonada há mais de 14 anos pelos proprietários e ocupada por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), posseiros, vazanteiros, pescadores, quilombolas desde 2014. Oficialmente, os documentos comprovam uma propriedade com 2.432 hectares e outros 8 mil hectares objeto de recorrentes grilagens. 

(mais…)

Ler Mais

Vigília contra despejos no Paraná completa uma semana: “Renovou a mística”, diz líder

Famílias se unem contra ameaça de despejo pelo governo do Paraná em Cascavel, no Oeste do estado.

por Erick Gimenes, em Brasil de Fato / CPT

Há uma semana, cerca de 300 camponeses sem-terra fazem um ato contra ameaças de despejos solicitados pelo governo do Paraná em Cascavel, na região oeste do estado. Segundo lideranças populares da região, a Justiça autorizou, a pedido do governador Ratinho Júnior (PSD), a reintegração de posse do complexo de fazendas Cajati, onde vivem mais de 200 famílias acampadas há cerca de duas décadas. Elas pedem a suspensão imediata da decisão.

(mais…)

Ler Mais

CPT: Balanço da Reforma Agrária 2019

Por CPT NE2, na CPT

Pensar o destino do Brasil, do Planeta e de todos os seus habitantes é pensar, principalmente, em quais protagonistas realizarão as mudanças necessárias. As empresas capitalistas globais têm seu projeto de futuro, mesmo que seja mesquinho e para poucos, no qual o lucro é o principal objetivo. O campesinato, os povos originários e a classe trabalhadora, na outra ponta, também colocam em curso o que pensam/fazem; neste caso, a Vida ganha centralidade. Há um ponto em comum entre esses projetos/pensar/agir: a Terra. É a partir desta perspectiva que nós, da Comissão Pastoral da Terra Nordeste 2, intentamos analisar o ano de 2019, dentro das disputas e tensões destes projetos de sociedade. Neste texto, compartilhamos o balanço da Reforma Agrária no ano de 2019.

(mais…)

Ler Mais

“É tempo de fazer vigília permanente”, diz coordenador do MST sobre despejos no PR

Inspiradas na Vigília Lula Livre, famílias sem terra tornam a resistência “um processo diário e coletivo”

Ednubia Ghisi, Brasil de Fato

Menos de dois meses depois do fim da Vigília Lula Livre, em Curitiba, o Paraná se torna palco de mais uma vigília por justiça. Em Cascavel, às margens da rodovia BR-277, famílias integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) iniciaram uma mobilização diária para denunciar novas ameaças de despejo impostas pelo governo Ratinho Junior (PSD).

(mais…)

Ler Mais