Pela retomada da reforma agrária, sem-terra ocupam sedes do Incra em 6 estados

Organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Jornada Nacional de Lutas realizou ações em 13 estados, mais Distrito Federal; trabalhadores exigem retomada da reforma agrária e denunciam militarização do Incra

Por Julia Dolce, em De Olho nos Ruralistas

Ocupações de superintendências regionais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), doação de alimentos e manifestações em todas as regiões do país marcaram a Jornada Nacional de Lutas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) deste ano, iniciada na quarta-feira (10) e encerrada ontem (17), Dia Internacional da Luta Camponesa.

(mais…)

Ler Mais

No Espírito Santo, famílias Sem Terra sofrem ameaça de despejo

Nota de repúdio do MST relata que cerca de 70 famílias podem ser retiradas do acampamento

Por Mariana Motta, na Página do MST

As 70 famílias do acampamento Ondina Dias, localizado em Nova Venécia, na região norte do Espírito Santo, correm o risco de despejo a qualquer momento, caso um pedido de reintegração de posse seja cumprida nesta terça-feira dia 23 de abril de 2019.

(mais…)

Ler Mais

#17Abril2019 – “La Declaración de Derechos Campesinos debe ser una herramienta política para la Reforma Agraria y la justicia social”

La Vía Campesina

Hoy 17 de Abril de 2019, Día Internacional de la Lucha Campesina,  como La Vía Campesina afirmamosla Declaración sobre los Derechos Campesinos como una  herramienta política para potenciar la lucha global  por condiciones de dignidad en el campo; además ésta debe propiciar una urgente reforma agraria  a escala mundial, como una política necesaria para que los Estados la apliquen en los territorios.  En este día también exigimos la plena vigencia de nuestros derechos contra la impunidad, defender los territorios no es un delito,  basta de criminalización, desalojos y muertes, hoy recordamos 23 años de la  “Masacre de Eldorado dos Carajás” en Brasil y otras luchas que se dan en los territoriospara exigir #DerechosCampesinosYA con Reforma Agraria y Justicia Social.

(mais…)

Ler Mais

Seminário em Minas aponta avanços na agroecologia

Evento encerrou uma etapa do Programa de Segurança Alimentar, implementado pelo movimento em parceira com a Cáritas e a gestão passada do governo do Estado

Por Geanini Hackbardt, na Página do MST

Produtores Sem Terra de Minas Gerais se reuniram no último fim de semana, 13 e 14 de abril, para fazer um balanço do Programa de Segurança Alimentar (PSA), que atendeu 4 mil famílias. Cerca de 60 representantes das famílias atendidas pelo projeto participaram dos debates. Os temas trataram dos avanços na produção de alimentos agroecológicos, a partir das linhas de produção do MST e dos próximos passos para ampliar este modo de produção no campo.

(mais…)

Ler Mais

“Nossa paixão pela terra vem do nosso berço”: lições da luta pela terra. Por Gilvander Moreira*

Na luta pela terra, pela moradia ou pelo território, o despejo não põe fim à luta. Ser despejado é sempre algo traumático, mas se for elaborado, divulgado e tirado todas as lições possíveis, até os despejos podem se tornar fontes de emancipação. O Sem Terra Cesário Pereira Da Silva, do acampamento Sidnei Dias, no latifúndio da Ariadnópolis, em Campo do Meio, sul de Minas Gerais, narra: “Eu vim para o acampamento aqui na Ariadnópolis, porque vi na televisão a notícia de um despejo aqui. Aí fiquei sabendo que tinha luta pela terra aqui no sul de Minas e eu resolvi vir. Aqui na terra trabalhando, eu reconquistei minha saúde. Muito melhor do que estar em Campinas, SP. Para agradar meus filhos, eu já estive oito meses na Serra Pelada, no Pará, em busca de melhorar a vida, mas a Serra Pelada matou muito pai de família. Fui levado pela mulher e pelos filhos, pois eu nunca gostei de mexer com garimpo. Já estive também no garimpo em Parauapebas, no Pará. Eu já fui ofendido por três cobras. Agora, aqui no Acampamento na luta pela terra, sou feliz.”

(mais…)

Ler Mais

Violência contra mulheres no campo cresce 377% em 2018; casos incluem tentativas de assassinato e criminalização

Relatório da Comissão Pastoral da Terra (CPT) aponta 482 casos de camponesas, indígenas e quilombolas impactadas pela violência no campo; invisibilização social e dificuldade no acesso a políticas públicas são os principais desafios

Por Júlia Dolce, em De Olho nos Ruralistas

Lançado na sexta-feira (12/04) pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), o relatório Conflitos no Campo Brasil 2018 traz dados alarmantes sobre o aumento da violência no contexto da luta pela terra. No último ano, foram registrados 964 conflitos agrários, que resultaram em 25 mortes de lideranças camponesas, indígenas e quilombolas.

(mais…)

Ler Mais

17Abril |Dia Internacional de Luta Camponesa 2019: Direitos Camponeses Já! Com Reforma Agrária e Justiça Social

As organizações que compõem a Via Campesina lançaram um chamado de ação para as atividades e mobilizações da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária que este ano tem como lema: “Direitos camponeses já, com Reforma Agrária e Justiça Social”. A Via reitera no comunicado o compromisso com a Reforma Agrária e com a justiça social.

Via Campesina / MST

Neste 17 de abril, Dia Internacional da Luta Camponesa, com nossa memória viva e com a rebeldia herdada por nossos 19 camaradas sem-terra assassinados impunemente no chamado “Massacre de Eldorado dos Carajás” no Pará, Brasil; como a cada ano chamamos nossas organizações membras de LVC, amigas e amigos e aliadas/os para unificar ações de luta em nível global; afirmando que só é possível ter Direitos Camponeses com Reforma Agrária e Justiça Social.

(mais…)

Ler Mais

Milhares de Sem Terra iniciam a Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária em todo país

Sob o lema “Direitos camponeses já, com Reforma Agrária e Justiça Social”, o MST faz lutas em memória dos mártires de Eldorado do Carajás

Da Página do MST 

Entre os dias 15 e 17 de abril, o MST realiza mais uma Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária. Sob o lema “Direitos camponeses já, com Reforma Agrária e Justiça Social”, o MST, mais uma vez, erguerá suas bandeiras e punhos em memória dos nossos mártires de Eldorado do Carajás.

(mais…)

Ler Mais