500 barragens ameaçam sufocar o Amazonas

Estudo publicado na revista científica Nature afirma que o impacto sobre os rios amazônicos será “irreversível” se todas as represas planejadas forem construídas

Por Miguel Ángel Criado, em El País

Ao longo do Amazonas existem 140 barragens hidrelétricas em funcionamento ou em construção e outras 428 estão planejadas. Mesmo que no final apenas uma parte delas saia efetivamente do papel, os cientistas acreditam que seu impacto sobre os rios amazônicos será “desastroso”. Um estudo global sobre as consequências de tantas barragens aponta que elas alterarão o curso do rio, retendo a maior parte dos sedimentos e nutrientes fluviais que não produzirão seus efeitos benéficos na planície amazônica, sufocando a vida que depende do rio e do oceano onde acaba. (mais…)

Ler Mais

BA – Operação da Usina de Pedra do Cavalo impacta na subsistência de cinco mil famílias

Em audiência pública realizada em 8 de junho, em Maragogipe (BA), o MPF reuniu comunidades afetadas e entidades envolvidas na questão, para debater impactos socioambientais da operação da hidrelétrica, que funciona sem licença desde 2009

Por Ministério Público Federal na Bahia

Na última quinta-feira, 8 de junho, o Ministério Público Federal reuniu 299 pessoas para debater os impactos socioambientais da operação da Usina Hidrelétrica (UHE) de Pedra do Cavalo, situada no município de Cachoeira, no recôncavo baiano. A audiência pública foi realizada no Mercado Municipal Alexandre Alves Peixoto, em Maragogipe (BA) e contou com ativa participação de pescadores, marisqueiros, professores universitários, representantes da Votorantim – grupo que opera a usina – e de órgãos municipais, estaduais e federais envolvidos na questão. (mais…)

Ler Mais

MPF tenta suspender licença de operação da Hidrelétrica Jirau, em Rondônia

Empresa responsável pela usina não tem prestado auxílio à Comunidade Tradicional Pesqueira de Abunã

MPF

O Ministério Público Federal (MPF) tenta suspender a licença de operação da Usina Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia. A empresa responsável pelo empreendimento, Energia Sustentável do Brasil S.A (ESBR), não cumpriu com condicionante do licenciamento para compensar e diminuir os impactos das hidrelétricas na atividade pesqueira, afetando a sobrevivência e subsistência da Comunidade Tradicional Pesqueira de Abunã. A Justiça Federal em Rondônia negou o pedido do MPF que recorreu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). (mais…)

Ler Mais

Governo quer erguer hidrelétrica Tabajara na Amazônia

Projeto, que está em fase de licenciamento ambiental, deve ser construído na região norte de Rondônia

Por André Borges, em O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA – O ministro de Minas e Energia (MME), Fernando Coelho Filho, disse nesta terça-feira, 6, que o governo prepara a licitação de uma nova hidrelétrica na Amazônia. O projeto, que está em fase, de licenciamento ambiental, já teve seus estudos de viabilidade concluídos e, segundo o ministro, será licitado em 2018. (mais…)

Ler Mais

MG: Atingidos de Irapé pautam reivindicações para Governo de Minas e CEMIG

Cemig e Governo de Minas Gerais se comprometem a promover ações e programas sociais para atender atingidos do Vale do Jequitinhonha

No MAB

Nesta terça-feira (30), a cidade de Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, recebeu a Mesa de Diálogo entre a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Governo de Minas Gerais (SEPLAG), a CEMIG e cerca de cem atingidos organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), que pautou os impactos da Barragem de Irapé na região. (mais…)

Ler Mais

Ante la “decisión” de la Corte de Constitucionalidad de revocar la suspensión de la construcción de las Hidroeléctricas Oxec I y Oxec II

“SALVAGUARDAR LA INVERSIÓN” ES LA JUSTIFICACIÓN DE LA AGRESIÓN Y DESPOJO A LOS PUEBLOS

Ante la orden del criminal sector empresarial oligárquico y pro-oligárquico, materializado en la “decisión” de la Corte de Constitucionalidad de revocar la suspensión de la construcción de las Hidroeléctricas Oxec I y Oxec II, el CONSEJO DEL PUEBLO MAYA –CPO- a la opinión pública: (mais…)

Ler Mais