Mais de 200 famílias atingidas pela Samarco garantem reforma em suas casas

CIF reconhece trabalho de Assessoria Técnica junto a atingidos em Barra Longa e a fundação Renova será obrigada a reformar casas

No MAB

Atingidos e atingidas do município de Barra Longa (MG) têm garantia de reformas em 204 casas, após reunião do Comitê Interfederativo-CIF, responsável por acompanhar as ações da Fundação Renova na Bacia do Rio Doce, realizada nesta sexta-feira (28). (mais…)

Ler Mais

MPF vai à Justiça para impedir mineradora de ingressar em assentamento no Pará sem autorização das comunidades

Alcoa não acatou recomendação do MPF para se retirar de área onde é acusada de causar conflitos por assediar moradores com propagandas e projetos

O Ministério Público Federal (MPF) iniciou nesta quarta-feira (26) um processo judicial contra a mineradora Alcoa World Alumina Brasil pelo não atendimento de recomendação em que oito procuradores da República requisitaram que a empresa parasse de ingressar nas comunidades do assentamento Lago Grande, entre os municípios de Santarém e Juruti, no oeste do Pará. A mineradora explora bauxita em terras vizinhas ao assentamento e, de acordo com denúncias dos moradores investigadas pelo MPF, vem assediando irregularmente as comunidades com o objetivo de expandir as suas atividades. (mais…)

Ler Mais

Atingidos pela Samarco/Vale/BHP Billington fecham as entradas de Barra Longa nessa madrugada

Cerca de 70 atingidos de Barra Longa fecham novamente as entradas da cidade contra o descaso das empresas criminosas Samarco/Vale/BHP Billington. Um mês depois da primeira manifestação, a Fundação Renova não respondeu às reivindicações da população afetada pela lama de rejeitos.

No Mab

Hoje, 25 de setembro, representantes da BHP Billinton estão em Barra Longa, mas não aceitam se reunir com os atingidos para ouvir suas exigências. Na última manifestação realizada, a promessa foi de que o presidente da Renova, Roberto Waack, viria a Barra Longa para negociar a pauta de reivindicações dos moradores. Mas a vinda do presidente não aconteceu. (mais…)

Ler Mais

Atuação na logística liga governador do Amazonas a madeireiras e mineradoras

Setores dominam o jogo político no estadona disputa pelo quinto mandato, Amazonino Mendes (PDT) é aliado de empresários do setor, tradicionalmente anti-indígena

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

Com apenas 0,67% de sua área destinada à agropecuária, o Amazonas é o estado brasileiro onde o agronegócio tem seu menor peso político. No Congresso, apenas um deputado amazonense, o pastor Silas Câmara (PRB), integra a Frente Parlamentar da Agropecuária. Quem realmente dá as cartas na disputa eleitoral são as mineradoras e madeireiras. (mais…)

Ler Mais

Presidente da Funai se compromete a barrar interesses empresariais da mineração nas terras indígenas demarcadas no Rio Negro

Plano de trabalho e Acordo de Cooperação técnica entre Foirn, Funai e ISA (Instituto Socioambiental) para elaboração dos planos de gestão territorial e ambiental (PGTA) das terras indígenas do Médio e Alto Rio Negro precisa ser cumprido pela nova coordenação da Funai em São Gabriel da Cachoeira (AM)

por FOIRN 

Uma das últimas tacadas do governo Temer atingiu a região mais preservada da Amazônia brasileira, conhecida como Cabeça do Cachorro, onde habitam 23 povos indígenas em terras demarcadas na Bacia do Rio Negro. Por indicação direta do gabinete presidencial, a Funai nomeou um novo coordenador regional sediado em São Gabriel da Cachoeira (AM) ligado aos interesses do setor de mineração, envolvendo empresários e políticos que vem tentando explorar minério nas terras indígenas do Médio e Alto Rio Negro. (mais…)

Ler Mais

Em Angico dos Dias, sessão itinerante da Câmara Municipal de Campo Alegre de Lourdes debate impactos da mineração e grilagem de terras

Por  CPT Juazeiro

Provocados por denúncias de comunidades tradicionais de fundo de pasto e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Alegre de Lourdes, vereadores do município realizaram, na última quinta-feira (20), uma sessão itinerante da Câmara Municipal para discutir os impactos da mineração e tentativas de grilagem de terras na região. A sessão foi realizada no Colégio João Francisco da Silva, no povoado de Angico dos Dias, localidade onde funciona a empresa mineradora Galvani/Yara. (mais…)

Ler Mais

Sawré Muybu: Empresas e negócios atrasam demarcação da Terra Indígena Munduruku

Por Fabiano Maisonnave e Lalo de Almeida, da Folhapress, no Bahia Notícias

Os ribeirinhos e índios do rio Tapajós nunca haviam topado com nada tão grande. De uma ponta até a outra, a mega draga para extrair diamante e ouro do fundo do rio ostenta uma estrutura metálica de cerca de 120 metros, extensão ao menos duas vezes maior do que as demais embarcações do tipo operando na região. Batizado de Santa Clara 1, o monstrengo pertence ao empresário israelense Leo Steiner e foi construído sob medida para operar no trecho mais profundo do rio, localizado diante da Terra Indígena (TI) Sawré Muybu, da etnia mundurucu. (mais…)

Ler Mais

Justiça reconhece que garimpo ilegal no Pará causou danos morais coletivos

Responsável terá que pagar indenização de R$ 100 mil

Procuradoria Regional da República da 1ª Região

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região atendeu a um pedido do Ministério Público Federal e condenou Renos de Moura Branquinho a pagar indenização de R$ 100 mil por causar dano moral coletivo com a extração ilegal de cobre na Floresta Nacional de Itacaiúnas, unidade de conversação no Pará. Segundo o MPF, o dano moral coletivo está demonstrado pelo fato de a conduta do réu ter ofendido o direito de todos a um meio ambiente ecologicamente equilibrado. (mais…)

Ler Mais

Desprotegida, Estação Ecológica em Itabirito (MG) pode estar na mira da mineração

Está parado na ALMG projeto para retomar a proteção, atacada por lei sancionada este ano

Marcelo Gomes, Colaboração para o Brasil de Fato

Responsável por abrigar um grande acervo cultural e ambiental, a Estação Ecológica de Arêdes tem atualmente 1.281 hectares, segundo a Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais. Isso corresponde a 1.200 campos de futebol. Imagine que 100 desses campos fossem retirados, o que equivale a aproximadamente 100 hectares da estação localizada em Itabirito, na região Central do estado. (mais…)

Ler Mais

Pó preto: Ministérios Públicos firmam termo de compromisso ambiental com Vale e ArcelorMittal

Documentos foram elaborados a partir das perícias realizadas pela Cetesb visando à redução da poluição atmosférica na Grande Vitória

Ministério Público Federal no Espírito Santo

Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual do Espírito Santo assinaram, nesta sexta-feira (21), a versão final dos Termos de Compromisso Ambiental (TCA) com a mineradora Vale e com a siderúrgica ArcelorMittal. Os documentos foram elaborados a partir das perícias e da proposta do Plano de Metas feitas pela Companhia Ambiental de São Paulo (Cetesb), que objetivam aprimorar os processos e equipamentos de controles ambientais atmosféricos já implementados no Complexo de Tubarão. (mais…)

Ler Mais