Justiça determina providências urgentes para garantir proteção de indígenas e povos tradicionais do AM

União, Conab, Funai, Caixa e INSS devem garantir acesso a benefícios sociais e previdenciários e distribuição de alimentos para evitar deslocamento desses grupos às zonas urbanas durante a pandemia

Procuradoria da República no Amazonas

Atendendo aos pedidos do Ministério Público Federal (MPF) em ação civil pública, a Justiça Federal do Amazonas determinou, em caráter urgente, a adoção de uma série de providências para garantir segurança alimentar e acesso a benefícios sociais e previdenciários a povos indígenas, quilombolas, extrativistas e ribeirinhos do estado do Amazonas, com o objetivo de evitar o deslocamento desses grupos aos centros urbanos municipais durante a pandemia de covid-19 e a consequente disseminação do novo coronavírus.

(mais…)

Ler Mais

Guia Bacurau contra a covid-19

Num país em que o governo e os poderosos sabotam a luta contra a epidemia, população precisa agir com inteligência autônoma. Eis alguns cuidados pessoais que, baseados em evidências científicas, podem ajudar a combater o vírus

Por Ruben Bauer Naveira*, em Outras Palavras

A razão de existir de um país é prover bem-estar aos seus habitantes. Dá vergonha ver-me compelido a iniciar este texto enunciando tamanha obviedade. Porém, se no passado o Brasil pode até ter sido um lugar que merecesse ser chamado de “país”, hoje sua classe dominante sequer faz mais questão de fingir isso. Se há algo profilático que possa decorrer da pandemia de covid-19, é ver liquidada qualquer pretensão a manter aquelas aparências:

(mais…)

Ler Mais

MPF alerta prefeitos do interior do Acre sobre obrigatoriedade de atendimento de saúde a indígenas

Negar atendimento a indígenas com covid-19 pode configurar crime e improbidade

O Ministério Público Federal (MPF) enviou, na noite desse sábado (30), ofícios em caráter de urgência com alertas aos prefeitos de Santa Rosa do Purus e Manoel Urbano, no interior do Acre, para alertá-los sobre a obrigatoriedade da prestação de saúde aos indígenas que chegarem em seus municípios, independentemente de residirem em aldeias. Os prefeitos têm 24 horas para instruir todos os servidores do sistema de saúde em suas cidades sobre essa obrigatoriedade, bem como atender à requisição de informações, em 48 horas, sobre a forma como está acontecendo o atendimento aos indígenas nas respectivas redes municipais.

(mais…)

Ler Mais

Žižek: Morte no paraíso: violência policial, pandemia e o crime do capital

A crise atual trouxe à tona as consequências bastante materiais do abismo de classe nos Estados Unidos: não se trata apenas de uma questão de riqueza e pobreza, é também (e de maneira bastante literal) uma questão de vida e morte – tanto no que diz respeito à violência polícia quanto no que diz respeito à pandemia do novo coronavírus

Blog da Boitempo

Nosso mundo está gradualmente afundando em insanidade: ao invés de solidariedade e ação global coordenadas contra a ameaça da covid-19, estamos testemunhando não apenas a proliferação de desastres na agricultura, agravando a perspectiva de uma fome de enormes proporções (há invasões de gafanhotos registradas em áreas desde o leste da África ao Paquistão; a gripe suína esta pipocando mais forte do que nunca), como explosões de violência policial, frequentemente ignoradas pela mídia (quão pouco se lê a respeito dos confrontos, com vários feridos, na fronteira militar entre Índia e China?). Em uma era tão desesperadora com esta, é justificável querer escapar de tempos em tempos para uma boa e velha série policial enlatada, como a produção franco britânica Death in Paradise [Morte no paraíso]. Mas vivemos em uma realidade que continua a nos assombrar mesmo na ficção, de forma que mesmo lá, na fantasiosa ilha caribenha na qual a série se passa, impõem-se paralelos com a atual crise da pandemia.

(mais…)

Ler Mais

Bloqueios do povos Tremembé e Pataxó tentam impedir avanço de turistas no litoral nordestino

No litoral cearense, um empreendimento espanhol já embargado pela Justiça ainda gera conflitos, agora em plena pandemia; na Bahia, proprietários de casas de veraneio decidiram passar lá suas quarentenas e foram barrados pelos seguranças voluntários

Por Ludmilla Balduino, em De Olho nos Ruralistas

No Ceará, o povo Tremembé é ameaçado há quase duas décadas pela construção de um gigantesco complexo turístico em seu território. A criação do empreendimento dividiu a comunidade: alguns negaram suas origens ancestrais e houve um conflito que causou o apedrejamento de uma adolescente, em 2004. Ela ficou com o olho lesado. Com a barreira sanitária instalada pelos Tremembé no fim da estrada que dá acesso à terra indígena, o conflito voltou à tona: os voluntários nas barreiras são ameaçados de morte pelos que negam o DNA Tremembé.

(mais…)

Ler Mais

Bloqueios sanitários de indígenas são desafiados e explicitam conflitos históricos

Medidas de isolamento voluntário adotadas em 17 estados para evitar a Covid-19 põem em xeque o acesso de forasteiros às aldeias; turistas, vendedores e cobradores tentam furar barreiras montadas por 40 etnias pelo país, em meio ao descaso da Funai e da Sesai

Por Ludmilla Balduino, em De Olho nos Ruralistas

Desde o início da pandemia, indígenas de todo o país, em um movimento autônomo, passaram a bloquear voluntariamente os acessos às suas aldeias, comunidades e territórios originais. O monitoramento da circulação de pessoas mostra que quem estava acostumado a transitar pelas terras indígenas acabou se tornando uma ameaça. Além de atividades ilegais como caça, garimpo, extração ilegal de madeira e grilagem, setores do comércio e dos serviços despontam, durante a pandemia, como novos inimigos.

(mais…)

Ler Mais

Pandemia entre indígenas já atinge os nove estados da Amazônia Legal

Após casos no Acre, somente Maranhão e Tocantins ainda não têm mortes por Covid-19 entre os povos originários; dados da Apib mostram que já são 75 etnias atingidas no Brasil, quatro vezes mais que no fim de abril 

Por Maria Fernanda Ribeiro, em De Olho nos Ruralistas

Os casos de contaminação pelo coronavírus entre indígenas já atingiram os nove estados que compõem a Amazônia Legal. Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Tocantins, Rondônia e Roraima têm ao todo 51 etnias atingidas pela Covid-19, com 996 casos confirmados. As informações são da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab).

(mais…)

Ler Mais

Povos indígenas reforçam barreiras sanitárias e cobram poder público enquanto covid-19 avança para aldeias

Com mais de 70 povos indígenas já afetados pela covid-19, barreiras sanitárias se multiplicam pelo país como forma de controlar o acesso às terras indígenas e diminuir contaminação

por Renato Santana e Tiago Miotto, em Cimi

Os povos indígenas têm adotado medidas próprias para conter a chegada da pandemia do novo coronavírus nas aldeias. As barreiras sanitárias se multiplicam país afora como uma forma de controlar o acesso às terras indígenas e evitar ao máximo o contágio nas comunidades.

(mais…)

Ler Mais

Surto em 166 trabalhadores de empresa agrícola com sede em Paracatu assusta Unai

Paracatu.Net

Uma grande operação agrícola da gigante chinesa LongPing High-Tech, instalada no Distrito Industrial de Paracatu, se transformou em um problema de grande magnitude para o Noroeste e todo o estado de Minas. Com a confirmação de 166 casos positivos através de testes sorológicos, ganhou maior dimensão o surto de Covid-19 entre mais de 1000 trabalhadores rurais alojados em alguns hotéis e pensões em Unaí, MG do que a soma dos casos das cidades do Noroeste.

(mais…)

Ler Mais

Pará concentra mais de um terço das mortes de quilombolas por Covid-19 no Brasil, afirma Conaq

De acordo com o levantamento, o estado registrou 16 mortes de habitantes de quilombos pela doença e quatro seguem em análise. Em todo o país, 47 mortes nessas comunidades pelo novo coronavírus já foram registradas.

Por G1 PA 

O Pará concentra cerca de 34% das mortes de quilombolas por Covid-19 no Brasil, segundo dados da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ). O levantamento aponta que o estado registrou 16 mortes de moradores dessas comunidades pela doença. Outros quatro óbitos estão sob análise. Em todo o país, 47 mortes de quilombolas por Covid-19 já foram registradas.

(mais…)

Ler Mais