O coro das Universidades contra o Future-se

Projeto de sucateamento do ensino superior no Brasil sofreu rejeição em quase 70% das instituições. Não resolve problema no curto ou médio prazo – com situação agravada pelos cortes – e não inova atual modelo de financiamento

Por Juca Guimarães, no Brasil de Fato

O projeto do governo Jair Bolsonaro (PSL) que prevê a ingerência do capital privado nas universidades públicas federais, batizado de Future-se, é total ou parcialmente rejeitado por todas as instituições que já iniciaram o debate sobre assunto. Ao todo, 43 das 63 universidades federais (68%) se reuniram para analisar a proposta do governo e fizeram diversas críticas ao projeto.

(mais…)

Ler Mais

Bolsonaro, Moro e Witzel fogem de diretor da Human Rights Watch no Brasil

‘Bolsonaro não está acima da lei’, diz Kenneth Roth, preocupado com os esbirros autoritários do ex-capitão

por Alexandre Puti, em CartaCapital

A democracia não dá à pessoa eleita a liberdade para violar os direitos humanos. Bolsonaro não está acima da lei. É assim que um líder se torna um ditador, é assim que governos autoritários aparecem.” A áspera declaração é do advogado americano Kenneth Roth, diretor-executivo da Human Rights Watch. Preocupado com a deterioração dos direitos das mulheres, das pessoas LGBT, dos povos indígenas e dos cidadãos sob a custódia do Estado, ele visitou o Brasil entre 14 e 17 de outubro. Desejava externar as suas preocupações para as autoridades nativas, mas não foi recebido por quem mais deveria ouvir seus alertas.

(mais…)

Ler Mais

Treta no PSL: Bolsonaro prometeu ordem no Brasil, mas nem militares e PMs seguram o caos do governo. Por João Filho

No The Intercept Brasil

O BRASIL parou para acompanhar uma grotesca briga pelo controle do PSL nessa semana. O baixo clero recém-empoderado pautou o país ao protagonizar uma disputa pelo controle do partido de aluguel que abrigou o bolsonarismo. Estão em jogo os R$ 350 milhões do fundo partidário do PSL para as eleições do ano que vem.

A treta foi feia, cheia de ataques, espionagens, grampos, ameaças e xingamentos entre os representantes da chamada nova política. O racha não se deu por divergências ideológicas ou programáticas, mas por grana e poder. Bem vindos à “nova era”.

(mais…)

Ler Mais

Casos de suspense. Por Janio de Freitas

O cinismo do vossa excelência e do senhor presidente cede à sinceridade explosiva

Na Folha

Um presidente chamado de vagabundo não é coisa para qualquer país. E assim tratado por duas vezes, pelo próprio deputado-líder do seu partido, ah, agora sim: Jair Bolsonaro e os bolsonaristas se põem a acabar com a velha política. O caquético cinismo do “vossa excelência” e do “senhor presidente” cede à sinceridade explosiva.

(mais…)

Ler Mais

Querem nos roubar o melhor do Brasil

Hoje existe um Brasil na superfície, envenenado por políticas alheias à sua vocação de diálogo e de encontro que despertaram o pior que existe até nas profundezas das almas mais nobres

Por Juan Arias, El País Brasil

Os brasileiros estão vivendo um momento paradoxal. Somos nós, os que vieram de fora, que mais os apreciamos e amamos, e por isso somos os que mais nos surpreendemos, nestes momentos, ao ver que estão com medo de amar e de se amar entre si, porque o ódio substituiu o amor. E da glória ao inferno sempre há apenas um passo.

(mais…)

Ler Mais

Proposta de verticalização da orla de Natal atende aos interesses do mercado imobiliário. Entrevista especial com Ion de Andrade

Por: Cesar Sanson, em IHU On-Line

O processo de revisão do Plano Diretor de Natal, capital do Rio Grande do Norte, “está conturbado” e a principal divergência entre aqueles que participam das discussões é o “destino que vai ser dado ao patrimônio maior dos natalenses”: a beleza das praias, as comunidades que vivem na região praieira há mais de um século e o turismo, informa Ion de Andrade, presidente do Centro Sócio-Pastoral Nossa Senhora da Conceição de Mãe Luiza e colaborador do BR Cidades. Na entrevista a seguir, concedida por WhatsApp à IHU On-Line, ele explica que o novo Plano Diretor da cidade, que está sendo discutido desde abril deste ano, propõe a construção de prédios na orla de Natal e que a prefeitura do município, “que tem o papel de conduzir o processo, já assumiu o lado dos empresários do mercado imobiliário em favor da verticalização da orla. Esse é o grande divisor de águas dessa discussão, porque implica em vários problemas”.

(mais…)

Ler Mais

Não matem o jornalismo, façam-no viver

por Elaine Tavares, em Palavras Insurgentes

Amanheci impactada com a notícia sobre a demissão de tantos jornalistas, mais de 20, de uma só vez, em Santa Catarina, em uma única empresa. Alguns dos companheiros e companheiras com mais de 20 anos de casa, vindos da antiga RBS e incorporados pela agora NSC, que os demite. Perder o emprego nesses tempos sombrios parece adquirir uma carga mais pesada. Com meus colegas me solidarizo e os abraço.

(mais…)

Ler Mais

As eleições 2020 na encruzilhada brasileira

Em um ano, estará eu jogo o poder local – capilar e presente. Bolsonarismo quer torná-lo mais primitivo e violento, mas enfrentará resistências sociais. Partidos de esquerda saberão acolhê-las? Ou se fecharão em suas máquinas e certezas?

Por Áurea Carolina*, em Outras Palavras

As eleições de 2020 serão um teste decisivo para os rumos políticos do Brasil. De um lado, o bolsonarismo poderá consolidar e expandir sua capacidade de captura institucional a partir de uma entrada inédita nas câmaras municipais e prefeituras, em um processo difuso de interiorização capaz de articular novos arranjos entre os setores conservadores. De outro, as forças progressistas deverão exercitar práticas de abertura e confluência para reconquistar a esperança das maiorias sociais, contrapor o apelo bolsonarista e produzir alternativas eleitorais viáveis. Resultante do confronto entre os dois campos, por mais que outros também possam se configurar, o poder local terá sua importância acentuada na transição histórica que estamos atravessando.

(mais…)

Ler Mais

Em audiência na Câmara, PFDC destaca proteção de direitos fundamentais em ações voltadas ao antiterrorismo

Diálogo reuniu especialistas, instituições de Estado e organizações da sociedade civil para debater propostas do PL 1.595/2019

Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC)

O Projeto de Lei 1595/2019, que busca regulamentar ações estatais para prevenir e reprimir atos terroristas no Brasil, foi tema de uma audiência pública realizada na terça-feira (15), na Câmara dos Deputados, e que contou com a participação da procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat. Promovido pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, o diálogo reuniu especialistas, instituições de Estado e organizações da sociedade civil para debater as proposições do projeto. De autoria do deputado Major Vitor Hugo (PSL/GO), o PL 1.595/2019 trata da elaboração de ações contraterroristas a serem implementadas pelo Estado brasileiro no enfrentamento de “grupos que atuem contra os princípios fundamentais da República Federativa do Brasil por meio de realização de atos terroristas”.

(mais…)

Ler Mais