Intervenção no Rio deve favorecer expansão do PCC, diz antropóloga Alba Zaluar

Por Wellington Ramalhoso, do UOL

Considerada uma das principais pesquisadoras da violência no Rio de Janeiro, a antropóloga Alba Zaluar, professora do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), disse ter medo da decisão do governo federal de intervir no Rio e afirmou que a medida pode reforçar a expansão das ações do PCC (Primeiro Comando da Capital, facção criminosa com origem em São Paulo) no país.

“Um dos efeitos da intervenção deverá ser o estrangulamento do Comando Vermelho [organização criminosa criada no Rio]. Isso vai ajudar o PCC [rival do Comando], que crescerá mais”, comentou a pesquisadora. (mais…)

Ler Mais

A intervenção militar no Rio de Janeiro é apenas um show para a televisão

Por Cecília Olliveira, no The Intercept Brasil

O Governo Federal declarou intervenção militar na segurança do estado do Rio de Janeiro até o final do ano. Diz o decreto, apresentado nesta sexta-feira: “O objetivo da intervenção é pôr termo a grave comprometimento da ordem pública no Estado do Rio de Janeiro.” Trocando em miúdos: combater o que a imprensa vem chamando de “guerra” e “onda de violência” no Rio.

“Onda de violência”, esta que é pior hoje em Sergipe, Rio Grande do Norte, Alagoas, Pará, Amapá, Pernambuco, Bahia, Goiás e Ceará, de acordo com os dados do 11º Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que utilizou dados de 2016, os últimos disponíveis. Mas você não age onde não rende notícia. (mais…)

Ler Mais

A quem serve a intervenção militar?

Por Leonardo Isaac Yarochewsky, no Justificando

“Isso não resolve o nosso problema. Não é o que a comunidade e a sociedade querem. Queremos o respeito de ir e vir. O Exército na rua não vai adiantar nada. Só vai aumentar a violência. As crianças vão pensar que estão morando no Vietnã. O governo falou que ia botar o social, o emprego, a cultura e o esporte, mas só botou polícia dentro da comunidade. É só tiro, porrada e bomba”.[1] (Marquinho Balão)

O atual ocupante do Palácio do Planalto Michel Temer assinou, nesta sexta-feira (16), o decreto de intervenção federal no estado do Rio de Janeiro. A medida prevê que as Forças Armadas assumam a responsabilidade do comando das polícias Civil e Militar no estado do Rio, a princípio, até o dia 31 de dezembro de 2018 (art. 1º do Decreto). A decisão ainda terá que ser aprovada pelo Congresso Nacional. (mais…)

Ler Mais

Intervenção no Rio: Só um país que se perdeu declara guerra ao próprio povo, por Leonardo Sakamoto

No blog do Sakamoto

Um governo com alta taxa de rejeição cria uma guerra contra um inimigo a fim de reunir apoio popular e distrair a sociedade de outros problemas internos.

Não dá para dizer que Michel Temer foi criativo com a intervenção federal sobre a área de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro em meio ao iminente naufrágio da Reforma da Previdência, uma vez que essa tática tem sido sistematicamente usada por grupos no poder em várias partes do mundo. Para se ter uma ideia do tamanho do clichê, filmes que reproduzem esse roteiro nem são mais indicados ao Oscar, tamanha falta de originalidade. (mais…)

Ler Mais

MPRJ abre inquérito para investigar viagens internacionais de Crivella

MP RJ

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Cidadania da Capital, instaurou, nesta sexta-feira (16/2), inquérito civil para apurar supostas irregularidades nas recentes viagens internacionais realizadas pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. De acordo com o promotor de Justiça Salvador Bemerguy, será averiguado se as viagens foram custeadas pelo erário municipal e dissociadas do interesse público. (mais…)

Ler Mais

Projeto cria auxílio-transporte para juízes de MS, com valor de até R$ 6 mil

Proposta, encaminhada para a Assembleia, prevê benefício de até 20% da remuneração

Por Osvaldo Júnior, no Campo Grande News

Projeto de Lei encaminhado pelo TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) à Assembleia Legislativa cria o auxílio-transporte para os magistrados, com valor que pode chegar a R$ 6,09 mil por mês. A proposta altera a Lei 1.511, de 5 de julho de 1994, que instituiu o Código de Organização e Divisão Judiciárias do Estado, que já estabelece auxílio-alimentação e saúde. (mais…)

Ler Mais

A intervenção militar no Rio: dos juízes aos generais

Parece que está em curso uma transição: aos poucos, deixamos de ser o país dos juízes para nos tornarmos a nação dos generais – de novo, ainda que, dessa vez, com cobertura legal, uma vez que, depois do impeachment, qualquer atropelo às leis poderá ser tolerado desde que os fins justifiquem, para seus operadores, os meios

Por Luiz Eduardo Soares*, no blog da Boitempo (mais…)

Ler Mais

‘Não houve nenhuma explosão de violência no Rio durante carnaval’, diz diretora do ISP

Joana Monteiro, do Instituto de Segurança do Rio (ISP), afirma que o carnaval carioca registrou menos ocorrências em comparação aos anos anteriores

Por Constança Rezende, do Rio de Janeiro, no Estadão

A diretora-presidente do Instituto de Segurança do Rio (ISP), Joana Monteiro, afirmou que os dados de segurança do Rio de Janeiro divulgados pelo órgão mostram que não houve uma onda de violência atípica neste carnaval, apesar de críticas à Secretaria que motivaram a intervenção federal no Estado. Foram registradas 5.865 ocorrências policiais no total no Rio, entre os dias 9 e 14 de fevereiro, enquanto no carnaval do ano passado (quando a Polícia Civil ainda estava em greve), foram 5.773. Em 2016, 9.016 ocorrências foram registradas e, em 2015, computaram-se no total 9.062. (mais…)

Ler Mais

Nota da Justiça Global sobre a intervenção federal no Rio de Janeiro

“É com extrema preocupação que a Justiça Global recebe a notícia de intervenção federal na área de Segurança Pública do Rio de Janeiro. É a primeira vez que esse instrumento de exceção será utilizado desde a promulgação da Constituição de 1988 e vem, no nosso entendimento, colocar ainda mais em risco as garantias democráticas.

Desde a década de 1990, as Forças Armadas vêm sendo empregadas sistematicamente em situação de segurança pública no Estado, sem que tenha tido qualquer reflexo positivo, muito pelo contrário. A ocupação militar do Conjunto de Favelas da Maré entre 2014 e 2015 deixou como saldo dezenas de mortos e sequelados, crianças e adultos traumatizados.
(mais…)

Ler Mais

Ministério Público Federal pede interdição da ciclovia Tim Maia após novo desabamento

Pedido de liminar quer que município do Rio não permita utilização da via até sua reavaliação em licenciamento ambiental corretivo

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

O Ministério Público Federal (MPF) entrou com pedido de liminar de urgência para que o município do Rio de Janeiro e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) não permitam a utilização da ciclovia Tim Maia após o desabamento de um novo trecho da via no dia 15 de fevereiro, depois de forte temporal que atingiu a cidade. O pedido esclarece que a interdição não abrange o trecho do Vidigal ao Leblon, que já existia antes da construção da ciclovia Tim Maia e foi depois incorporado ao projeto.

(mais…)

Ler Mais