Meses após greve, funcionários do Mundial voltam a cruzar os braços e são demitidos 24h depois

Por Juliana Gonçalves, The Intercept Brasil

Em novembro, um corte nas horas extras levou os funcionários da rede de supermercados Mundial, no Rio de Janeiro, a entrarem em greve. Nos meses seguintes, os grevistas passaram a ser perseguidos e mandados embora aos poucos, por motivos diversos. Agora, nove meses depois, trabalhadores da rede cruzaram os braços novamente, mas dessa vez a reação foi mais rápida: menos de 24 horas após a paralisação, ao menos 40 pessoas foram demitidas. (mais…)

Ler Mais

‘Vi mulheres brigando com homens que fazem de Bolsonaro sua arma de fogo’. Por Rosana Pinheiro-Machado

No The Intercept Brasil

Vedetes era o apelido das meninas que seguiam os integrantes “bondes” nos rolezinhos no shopping ou no baile funk. Alguns meninos nos relataram, por volta de 2011, que quanto mais roupas de marcas e dinheiro eles ostentassem, mais vedetes “corriam atrás”. Na vanguarda dos “rolês” estavam os homens, cabendo a elas um papel secundário, quase alegórico.

Só que as vedetes viraram o jogo. (mais…)

Ler Mais

O chuchu quer conquistar a soja. Por Eliane Brum

A disputa da eleição pela direita, como aponta Geraldo Alckmin (PSDB), é quem vai levar o apoio do agronegócio rifando a Amazônia

No El País

A realidade, como se sabe, é um delírio. É a partir dessa consciência que podemos analisar a atual disputa pela presidência do Brasil. Como o que vale são os espasmos, as cenas que rendem emoção, como a de Marina Silva (Rede) dando pito em Jair Bolsonaro (PSL) no debate de 17/8, ou memes, como qualquer aparição do Cabo Glória a Deus Nação Brasileira Daciolo, o que acontece em tom moderado e com os bons modos das elites que se empenham em parecer limpinhas vai passando batido. Só assim Geraldo Alckmin (PSDB+Centrão+3) pode representar uma direita moderada. Metido em ternos muito bem cortados, camisas brancas impecáveis, toda aparência dele é asséptica, como se emergisse diariamente de uma banheira de desinfetante. É com essa imagem imaculada, falando como um padre não carismático, que ele vai desfiando tanto afirmações arrepiantes quanto declarações nonsense, com a impassibilidade de quem pronuncia provérbios e parábolas. (mais…)

Ler Mais

Como o ódio viralizou no Brasil

Números sugerem que intolerância e desinformação parecem ter se naturalizado na internet brasileira. O que antes seria denunciado, hoje é curtido e compartilhado. Um sintoma não só da crise, mas de um atraso histórico

por Fernando Pugliero, em Deutsche Welle / IHU On-Line

Nos últimos 11 anos, quase 4 milhões de denúncias relacionadas a crimes de ódio na internet foram recebidas pela Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos. Isso significa que, por dia, pelo menos 2,5 mil páginas contendo evidências de crimes como racismo, neonazismo, intolerância religiosa, homofobia, incitação de crimes contra a vida, maus tratos a animais e pedofilia foram denunciadas no Brasil. (mais…)

Ler Mais

Governo Temer e setor dos agrotóxicos tentam impor liberação do glifosato

Causador de câncer e outras doenças graves, o agrotóxico teve seu registro suspenso pela Justiça brasileira

Por Cida de Oliveira, em Rede Brasil Atual / MST

As queixas dos ruralistas são crescentes na mídia comercial: sem o glifosato, a próxima safra de milho e soja, que começa em setembro, está em risco. O recado soa como chantagem de um setor que se gaba de alimentar a população da terra e de sustentar o Produto Interno Bruto (PIB) nacional – quando na verdade 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros são produzidos pela agricultura familiar, e não por esse “agro pop, tech e tudo”, que emprega pouco e praticamente não paga impostos – inclusive o de exportação. (mais…)

Ler Mais

Fake justice: justiça de araque. Por Fuad Faraj

No Justificando

Nestes tempos nauseabundos inaugurados pela República de Curitiba vê-se que juízes federais e procuradores da república midiáticos, pretensos gostosões de plantão judiciário, instituíram um novo mantra na aplicação da lei penal e das penas, o qual entoam com súplicas, jejuns e religiosa iteração: sendo dos outros, a depender do asterisco de quem (inimigo ou amigo ungidos), carrega-se pouco ou muito na pimenta o que proporcionará refrescâncias mil traduzidas em  likes patofascistas, a benção de Dom Mercado, palminhas do bilionário e corrupto oligopólio de empresas de mídia, além de orgasmos múltiplos em seres anacrônicos que pensam viver nos anos 50 do século passado. (mais…)

Ler Mais

Boaventura: o Brasil diante de uma eleição dramática

Esquerda e Lula recuperaram imagem e influência, mas atitude hegemonista do PT bloqueia unidade. Direta assanhou-se. Será possível derrotar o golpe em outubro?

Por Boaventura de Sousa Santos*, em Outras Palavras

Estão a acelerar-se as urgências típicas de um ciclo eleitoral que se vai prolongar entre o fim de agosto e o fim de outubro. Estas urgências são particularmente desafiadoras para as esquerdas brasileiras porque o seu principal candidato e, de todos o mais bem posicionado nas sondagens, está preso e pode vir a ser considerado inelegível. (mais…)

Ler Mais

Fim de semana intenso para grevistas de fome

Greve de fome alcança três semanas e segue sem previsão de encerramento

Por Marcos Corbari, MPA e Rede Soberania

Enquanto a maior parte das pessoas desfrutava do descanso semanal para repor as energias, divertir-se ou compartilhar afeto com seus familiares, em Brasília os sete ativistas que estão desde o dia 31 de julho em Greve de Fome seguiam com seu ato extremo, pedindo por justiça no STF, respeito à democracia e defesa da constituição. “Nosso ato representa a fome contra a fome”, explica o pernambucano Jaime Amorin. Para o militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) a certeza do ideal justo é o alimento que mantém os sete em atividade, firmes em suas convicções: “Nós vamos em frente, até onde aguentarmos, vamos até o fim!”, afirma sob o olhar de concordância dos companheiros e companheiras Frei Sérgio Görgen e Rafaela Alves (ambos do Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA), Gegê Gonzaga (da Central dos Movimentos Populares – CMP), Zonália Santos e Vilmar Pacífico (ambos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST) e Leonardo Soares (do Levante Popular da Juventude) . (mais…)

Ler Mais