Inacreditável: vetado o apoio a profissionais de Saúde

Governo Bolsonaro, que liberou R$ 1,2 trilhão aos bancos, alega “falta de orçamento” e barra auxílio de R$ 50 mil a médicos e enfermeiros vitimados por covid. E mais: AstraZeneca cobrará caro para liberar produção da vacina de Oxford

por Maíra Mathias, em Outra Saúde

VETO À INDENIZAÇÃO
 O Brasil deve chegar nesta semana à trágica marca de cem mil mortes pelo novo coronavírus. Em julho, o país liderou o ranking mundial, acumulando 32.919 vítimas fatais da pandemia. Sabemos há algum tempo que nossa liderança macabra também se estende às mortes dos profissionais de saúde. A categoria mais atingida é a enfermagem, que já perdeu ao menos 325 trabalhadores, segundo seu conselho federal. 

(mais…)

Ler Mais

Mulheres Kanamari protestam contra chefe da Sesai: ‘Teus parentes trouxeram a doença’

Na Terra Indígena Vale do Javari, o secretário Robson Santos da Silva, do Ministério da Saúde, tentou justificar a demora no auxílio ao combate ao novo coronavírus nas aldeias

Por: Elaíze Farias, em Amazônia Real

Manaus (AM) – “Todos os nossos parentes estão doentes por culpa de vocês”, protestaram Hilda Kanamari, 57 anos, e Noemia Bohomi Kanamari, 75, ao receberem a equipe da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), órgão do Ministério da Saúde. No dia 20 de junho, os profissionais chegaram à aldeia São Luís, no Médio Rio Javari, na Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas, fronteira com o Peru. As duas mulheres se dirigiram especialmente ao titular da pasta, o coronel da reserva do Exército, Robson Santos da Silva, falando na língua Kanamari. 

(mais…)

Ler Mais

“Ilegal e racista”: MPF processa Samu e Bombeiro que negaram socorro a adolescente Kaiowá que morreu em reserva indígena

Morte de Joice trouxe à tona determinação ilegal que vigorou por oito anos no Samu de Dourados, que proibia ambulâncias de entrar na reserva com a maior população indígena do país

Por Leandro Barbosa, Agência Pública

Era 16 abril de 2019, a Escola Estadual Marçal de Souza – Guateka, na Reserva Indígena de Dourados, promovia uma gincana de jogos tradicionais indígenas. Por volta das 7h40 da manhã, horário escolhido estrategicamente para evitar o forte calor do Mato Grosso Sul, os alunos disputavam uma maratona. O trajeto tinha 800 metros. Caminho que a Kaiowá de 17 anos Joice Quevedo Arce não conseguiu completar. Acometida por um mal súbito, ela desmaiou. Apesar da falta de aparelhos para atender casos de parada cardíaca, os primeiros socorros foram realizados pela Unidade Básica de Saúde (UBS) da reserva. Enquanto a médica tentava reanimar a adolescente com massagem cardíaca, a diretora da escola pedia ajuda ao Corpo de Bombeiros e ao Samu. Ambos os órgãos não responderam ao chamado. Joice morreu. No dia 14 julho, mais de um ano depois do ocorrido, uma denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF) foi aceita e cinco servidores públicos se tornaram réus e responderão pela morte da adolescente.

(mais…)

Ler Mais

Pandemia desmascara modelos de negócio da educação privada

“Há escolas que estão mostrando que são só atividades de negócios, nada a ver com educação. É a mercantilização do ensino”, aponta dirigente da Federação dos Professores de São Paulo (Fepesp)

Por Redação RBA

Carreatas de escolas particulares por volta às aulas e demissões em massa nas universidades privadas. Essas ações, em meio à pandemia do novo coronavírus, mostram que parte das instituições de ensino não tem compromisso com a educação, apenas com seu próprio modelo de negócio. A avaliação é do presidente da Federação dos Professores de São Paulo (Fepesp), Celso Napolitano.

(mais…)

Ler Mais

Pandemia: a estratégia da ultradireita é esconder

Além da negligência, ocultamento No Brasil, EUA e Reino Unido, multiplicam-se sinais de que os governos omitem dados sobre mortes, falta de medicamentos e até vacinas. E mais: acirra-se a disputa pelas vacinas contra a covid-19

por Maíra Mathias, em Outra Saúde

CAIXA-PRETA

Há 15 dias a sociedade não tem informações sobre como andam os estoques de medicamentos necessários ao tratamento de pacientes internados em UTIs. Os últimos dados foram divulgados no dia 20 de julho pelo Conass, o conselho que reúne os secretários estaduais de saúde, e fazem referência ao período entre os dias 12 e 18 daquele mês. 

(mais…)

Ler Mais

Sob a pandemia, disputas no seio do capital apontam para a amplificação das injustiças sociais. Por Roberto Liebgott

A tendência é de um terrível processo de aprofundamento do capitalismo, no sentido de aumentar a exploração e a dominação pelo sistema financeiro, analisa Roberto Liebgott

Cimi

A pandemia da Covid-19 poderia servir para que se rediscutissem as relações sociais, culturais, econômicas, ambientais e políticas no mundo. O tempo era propício para que se pudessem rever as relações trabalhistas, de produção e consumo. Rever as relações de gênero, culturas, etnias e crenças. De se optar, a partir dos desafios impostos pelo colapso da assistência em saúde, pela priorização do direito universal de acesso inclusivo à saúde pública e de qualidade, distanciando-se da exploração econômica. O momento seria propício para tornar a educação uma ferramenta para construir e pavimentar caminhos de partilha dos saberes, de redescoberta da democracia e de libertação dos fundamentalismos políticos, religiosos e culturais.

(mais…)

Ler Mais

Indígenas de MS dependem de doações e aldeias registram escalada de mortes por Covid-19


Por Izabela Sanchez, no Yahoo Notícias

CAMPO GRANDE, MS (FOLHAPRESS) – Sem estrutura básica de proteção contra o novo coronavírus, aldeias da região norte de Mato Grosso do Sul têm registrado escalada nas mortes por Covid-19. No estado com a segunda maior população indígena do país, mais de 80 mil pessoas dependem da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

Apenas na quinta-feira (30) dois índios terena morreram com a doença no hospital Aquidauana, a 135 km de Campo Grande, o que eleva o número de óbitos para dez em apenas 15 dias.

(mais…)

Ler Mais

Surto de coronavírus que matou Lucas Trindade em presídio superlotado de Minas poderia ter sido evitado

Unidade-modelo com capacidade para 84 presos foi inaugurada há um ano, mas segue vazia

Por Alice Maciel, Laura Scofield, Agência Pública

“Nenhum presídio é indicado para qualquer tratamento de saúde devido à estrutura precária e aglomeração de pessoas, e o risco de contágio por Covid-19 existente nesta unidade é altíssimo devido a esses fatores.” A conclusão é do diretor-geral do presídio de Manhumirim, Leonardo Proba Sena, em ofício enviado no dia 15 de julho à Vara de Execução Penal do município mineiro.

(mais…)

Ler Mais

Julgamento no STF, nesta segunda (3/8), pode decidir destino de indígenas na pandemia

Para movimento indígena, manutenção de liminar de Luís Roberto Barroso é fundamental para manter diálogo com governo e construir uma política eficaz

No Cimi

Um julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) pode decidir o rumo da pandemia entre os povos indígenas, um dos grupos populacionais mais afetados pelo novo coronavírus no país. Está prevista para a próxima segunda (3/8) a análise pelo plenário da corte da liminar do ministro Luís Roberto Barroso, de 8/7, que obrigou o governo a apresentar soluções para a crise de saúde nessas comunidades.

(mais…)

Ler Mais

Covid-19: Após recomendação do MPF, prefeitura de Ilhabela (SP) proíbe turismo na praia de Castelhanos

Objetivo é impedir a disseminação da covid-19 entre caiçaras que habitam o local

Procuradoria da República no Estado de São Paulo

Seguindo recomendação do Ministério Público Federal (MPF), a prefeitura de Ilhabela (SP) proibiu, por tempo indeterminado, o acesso de turistas à praia de Castelhanos. A medida, fixada pelo Decreto Municipal nº 8.183, de 24 de julho, reforça a interdição prevista em normas estaduais para resguardar a comunidade caiçara local do contágio pela covid-19. Casos da doença já foram registrados entre os moradores.

(mais…)

Ler Mais