Governo não pode deturpar o que estamos fazendo, diz presidente da Anvisa sobre maconha medicinal

Por Rafael Barifouse, na BBC News Brasil 

A proposta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de regulamentar o cultivo da cannabis para pesquisa e produção de medicamentos colocou o órgão em conflito com alguns dos membros do alto escalão do governo de Jair Bolsonaro (PSL) e entidades médicas do país.

Os ataques mais duros vieram do ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB), que, em entrevista ao site Jota, acusou o diretor-presidente da Anvisa, William Dib, de ser “pró-droga” e disse que, se as regras forem aprovadas, a Anvisa “pode até acabar”.

(mais…)

Ler Mais

Investigação sobre setor farmacêutico revela rombo de R$ 170 mi, e pacientes com câncer ficam sem tratamento

MPF e TCU investigam compras públicas de medicamento produzido pela suíça Roche e apontam prejuízo a 11 Estados e ao governo federal por possível sobrepreço

Por Diego Junqueira, em Repórter Brasil

Enfrentando o câncer de mama há seis anos, a enfermeira aposentada Joyce Guimarães não se deixa abalar. Quando iniciou o tratamento com um remédio que consegue de graça no SUS, começou a se sentir mais disposta. Mas a ampola desapareceu das prateleiras entre novembro de 2018 e março deste ano. Foi quando Guimarães descobriu que, se quisesse manter o tratamento, teria que desembolsar R$ 12 mil por frasco. “Por que é tão caro?”, questiona ela, que recebe aposentadoria de R$ 1.300.

(mais…)

Ler Mais

“Não passou [no Revalida] vai arranjar outra profissão ou então ficar como enfermeiro, ganhando menos”

Outra Saúde / IHU On-Line

“Não passou [no Revalida] vai arranjar outra profissão ou então ficar como enfermeiro, ganhando menos, é uma proposta pra eles”: o comentário de Bolsonaro em entrevista à Leda Nagle na semana passada não passou desapercebido e, ontem de manhã, o Coren-SP (Conselho Regional de Enfermagem de SP) publicou uma nota direcionada ao presidente para esclarecer “o verdadeiro valor e as competências” da profissão. “Também causa profunda indignação, junto à inferiorização da categoria, o presidente da República tratar a desvalorização como algo natural, ao citar os baixos salários da categoria, quando na verdade deveria combatê-la, na busca por mais justiça social”. Mais tarde, o Cofen (Conselho Federal) em conjunto com todos os conselhos regionais de enfermagem (Cofen e Coren) publicaram em conjunto uma carta aberta: “Vinda do mais alto mandatário da nação, [a declaração] é inaceitável”. Os profissionais da enfermagem são a maior força de trabalho na saúde no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres indígenas divulgam manifesto contra desmonte do subsistema de atendimento diferenciado à saúde

No documento, I Marcha das Mulheres Indígenas denuncia tentativa do governo Bolsonaro de “abrir a atenção primária como mercado para o setor privado”

No Cimi

Na manhã desta segunda-feira (12), cerca de 1.500 mulheres indígenas ocuparam a sede da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), em Brasília. Vindas de todas as regiões do Brasil e representando mais de cem povos, as lideranças femininas ocuparam o prédio em defesa do órgão responsável pelo atendimento diferenciado à saúde dos povos indígenas.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres Indígenas ocupam Sesai e pedem saída de Silvia Nobre

Por Andressa Santa Cruz para Marcha das Mulheres Indígenas, em Mídia Ninja

Centenas de mulheres indígenas ocuparam o prédio da Secretaria Especial da Saúde Indígena (SESAI) hoje, em Brasília, pedindo o fim do desmonte na saúde indígena e a saída imediata da coordenadora Silvia Nobre Wajãpi que não quis se reunir com as lideranças e saiu do prédio sob vaias. “Silvia não representa a maioria das mulheres indígenas. Viemos aqui para dialogar e não fomos recebidos. Isso mostra a contradição“, afirma Célia Xakriaba.

(mais…)

Ler Mais

A picada da jararaca e o desprezo ao conhecimento dos Kumuã do Alto Rio Negro

Na segunda parte da reportagem especial, o choque entre a cultura, os conhecimentos tradicionais diante do sistema de saúde que se pretende universalizado e a história da menina que teve a vida salva pelo bahsese (terapia ancestral).

Por: Fábio Zuker, na Amazônia Real

São Gabriel da Cachoeira (AM) – O surgimento do Centro de Medicina Indígena Bahserikowi`i, em Manaus, começa com uma história traumática para a família do antropólogo João Paulo Lima Barreto, idealizador do projeto. Apesar do convívio diário que tivemos em Pari-Cachoeira e na comunidade São Domingos Sávio com Luciene Lima Barreto, ela se recusou a contar sobre o acidente que quase tirou a sua vida. Consentiu, porém, que seu pai, José Maria Barreto (também chamado de Ahkuto, em Tukano), a contasse à reportagem da Amazônia Real.

(mais…)

Ler Mais

Atingidos na Conferência Nacional de Saúde firma importância da participação em políticas públicas

No Mab

O Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB participou da 16ª Conferência Nacional de Saúde, organizada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), que aconteceu entre os dias 4 e 7 deste mês em Brasília. Com uma atingida eleita delegada nas conferências estaduais, o MAB firma aqui a importância da participação do movimento e dos atingidos no debate de políticas públicas.

(mais…)

Ler Mais

Fiocruz é finalmente autorizada e divulga pesquisa que demonstra que não há “epidemia de drogas” no Brasil

Juliana Krapp, na Fiocruz

Entre maio e outubro de 2015, pesquisadores entrevistaram cerca de 17 mil pessoas com idades entre 12 e 65 anos, em todo o Brasil, com o objetivo de estimar e avaliar os parâmetros epidemiológicos do uso de drogas. O 3° Levantamento Nacional sobre o Uso de Drogas pela População Brasileira foi coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e contou com a parceria de várias outras instituições, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Instituto Nacional de Câncer (Inca) e a Universidade de Princeton, nos EUA.

(mais…)

Ler Mais

Governo defende “critério integracionista” e recorre contra atendimento à saúde de indígenas na Amazônia

União alega que sentença desconsiderou tal “critério”. MPF lembra que conceito já havia sido abandonado pela Constituição e pela Convenção 169 da OIT

Ministério Público Federal no Pará

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça nesta quarta-feira (7) que rejeite recurso da União contra sentença que tornou obrigatório o atendimento à saúde de 13 povos indígenas do oeste do Pará independentemente de viverem ou não em terras indígenas já demarcadas.

(mais…)

Ler Mais

Ex-ministros lançam manifesto em defesa do SUS

Na Abrasco

Foi entregue nesta segunda-feira, 5 de agosto, ao presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Zasso Pigatto, em Brasília, o manifesto “SUS, Saúde e Democracia: desafios para o Brasil” subscrito por seis ex-Ministros da Saúde: Humberto Costa, José Saraiva Felipe, José Gomes Temporão, José Agenor Alvarez da Silva, Alexandre Padilha e Arthur Chioro. O manifesto foi entregue durante o Ato em Defesa do SUS que aconteceu no fim da tarde, no Museu da República.

(mais…)

Ler Mais