Justiça pede explicações a presidente da Palmares por exclusão de personalidades negras

Nesta quarta (2), Sérgio Camargo anunciou a exclusão de 29 pessoas da lista; entidade argumenta que permitirá apenas homenagens póstumas

Por Juliana Rodrigues, no Metro1

A Justiça Federal da 1ª Região deu um prazo de cinco dias para que o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, explique a retirada de nomes da lista de Personalidades Negras que faziam parte de um rol de homenageados pela entidade. A informação é da Coluna do Estadão.

(mais…)

Ler Mais

Racismo e ‘lawfare’ nos Estados Unidos

Por Franklin Frederick, em Alai

‘E a primeira coisa que a estrutura de poder dos EUA não quer é que os negros comecem a pensar internacionalmente.’ (Malcolm X – Autobiografia)

‘A cor não é uma realidade humana ou pessoal; é uma realidade política’. (James Baldwin, ‘The Fire Next Time’)

Os EUA, com a cumplicidade das oligarquias locais, usou de ‘lawfare’ para derrubar os governos de Manuel Zelaya em Honduras em 2009; de Fernando Lugo no Uruguai em 2012 e de Dilma Rousseff no Brasil em 2016. O ‘lawfare’ também foi utilizado pela perseguição política contra Christina Kirchner na Argentina, contra Rafael Correa no Equador e contra o Ex-Presidente Lula no Brasil. O ‘lawfare’ tornou-se assim o principal instrumento do Império para impedir o avanço das forças progressistas na América Latina. Antes de sua aplicação internacional, porém, o ‘lawfare’ foi amplamente utilizado pelos EUA na opressão e perseguição política de sua própria população negra em luta por igualdade racial e direitos civis. Deste modo, a origem do ‘lawfare’ está intrinsecamente ligada ao racismo e à manutenção das hierarquias impostas pelo capitalismo.

(mais…)

Ler Mais

Racismo no Carrefour: Empresas descumprem os mais elementares direitos humanos

‘Falta uma legislação mais rígida de sanção a companhias que descumprem as normas de convivência social’, escreve Pedro Serrano

Por Pedro Serrano, Carta Capital

Será preciso muito tempo para que sejam superadas as chagas provocadas pelo brutal assassinato por racismo de João Alberto Silveira Freitas, que morreu vítima de espancamento no interior de uma loja da rede de supermercados Carrefour, na zona norte de Porto Alegre, na véspera do Dia da Consciência Negra. As imagens do crime percorreram o mundo e expuseram a profundidade do problema no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Silvio Almeida: “Acho impossível e até absurda a existência de um ‘capitalismo humanista’”

Filósofo, advogado e uma das maiores autoridades na luta contra o Racismo, Almeida rebateu críticas por ter aceitado fazer parte de um comitê externo antirracista criado pelo Carrefour após assassinato de João Alberto

Por Plinio Teodoro, na Revista Fórum

O filósofo e advogado Silvio Almeida, um dos maiores pesquisadores do racismo no Brasil, rebateu em uma sequência de tuites na manhã desta sexta-feira (27) as críticas por ter aceitado fazer parte de um comitê externo independente que foi criado pela rede de supermercados Carrefour após o assassinato de João Alberto Silveira Freitas por dois seguranças brancos em uma loja de Porto Alegre na última sexta-feira (20).

(mais…)

Ler Mais

Polícia do RJ mata três vezes mais em outubro do que a média dos últimos cinco meses

Foram 145 mortes durante ações dos agentes do estado; Observatório da Segurança questiona governador em exercício

Redação Brasil de Fato 

O mês de outubro registrou o maior índice de mortes provocadas por intervenção policial nos últimos seis meses no estado do Rio de Janeiro, segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). 

(mais…)

Ler Mais

Carrefour tergiversa há décadas porque conta com o silêncio da mídia e da Justiça

Por Mario Cesar Carvalho, no Poder360

O Carrefour tergiversa, enrola e seria maravilhoso se a multinacional francesa estivesse sozinha nessa política da infâmia. Basta colocar um problema diante das empresas que elas recorrem à encenação de que fizeram tudo certo. Dizem que estão colaborando com as autoridades, quando não estão, como fazia a Odebrecht antes de assinar os acordos de colaboração. Que a intenção não era enganar o consumidor, quando entregam um produto que não era o contratado. Que estão cobrando uma taxa que não estava no contrato porque a situação mudou, mas essa condição não estava prevista.

(mais…)

Ler Mais

Comitê em Defesa da Democracia cobra investigação pelo assassinato de João Alberto

Em nota, entidade repudia o crime ocorrido no Carrefour, revelador do “racismo estrutural da sociedade brasileira”

Redação Brasil de Fato RS

Em nota de repúdio ao assassinato de João Alberto Silveira Freitas por seguranças do Carrefour em Porto Alegre, na quinta-feira (19), o Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito se coloca ao lado das diversas entidades nacionais e internacionais que exigem a rigorosa investigação e punição dos autores do crime.

(mais…)

Ler Mais

Movimentos negros cobram R$ 100 milhões em ação contra o Carrefour

Centro Santos Dias de Direitos Humanos e a ong Educafro exigem reparação de “dano moral coletivo” e “dano social” à população negra em razão do assassinato de João Alberto Freitas em Porto Alegre

Natália Bosco*, no Correio Braziliense

Nesta segunda-feira (23/11), grupos engajados no movimento negro ingressaram com ação civil pública contra o supermercado Carrefour. Na ação, as entidades exigem “reparação de dano moral coletivo e dano social infligido à população negra e ao povo brasileiro de modo geral, em razão do cometimento de possível crime de tortura qualificada pelo resultado morte ou homicídio doloso qualificado pela tortura, por seguranças a serviço das empresas rés, amplamente divulgado na mídia e em redes sociais”.

(mais…)

Ler Mais

Inscreva-se no webinar “Ser mulher e ser discriminada: a superação do racismo e da misoginia”

Na PFDC

Estão abertas as inscrições para o  webinar  “Ser mulher e ser discriminada: a superação do racismo e da misoginia”, que acontece em 26 de novembro. Promovido pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), o evento virtual abre o projeto Encontros da Cidadania, que visa debater diversos temas ligados à defesa dos direitos humanos no biênio 2020-2022.

(mais…)

Ler Mais

Movimentos pedem ao MPF que investigue Carrefour por morte de João Alberto

No documento, Coalizão Negra por Direitos pede providências para responsabilização das empresas Carrefour e Vector Segurança Patrimonial

Por Redação RBA

A Coalizão Negra por Direitos ingressou com uma representação no Ministério Público Federal (MPF) pedindo a abertura de investigação contra o Carrefour e a empresa de segurança Vector. A entidade, que reúne 150 organizações do movimento negro, pede para que seja investigada a responsabilização das empresas na participação da morte de João Alberto Silveira Freitas, na última quinta-feira (19).

(mais…)

Ler Mais