O primeiro memorial a escravos de Lisboa e o racismo em Portugal

Projeto foi aprovado por moradores em orçamento participativo; pesquisas mostram persistência do racismo no país

Luiza Bandeira, no NEXO

Os moradores de Lisboa aprovaram, por meio do orçamento participativo da cidade, a construção de um memorial às vítimas da escravidão. O projeto tem como objetivo “homenagear as vítimas da escravatura e celebrar a abolição da escravatura e do tráfico de pessoas escravizadas”, de acordo com a proposta oficial. O anúncio das propostas vencedoras foi feito no dia 27 de novembro de 2017. (mais…)

Ler Mais

Rafael Braga tem recurso negado em segunda instância na Justiça do RJ

Recurso de apelação de Rafael Braga não foi aceito e por 2 a 1 colegiado ratificou condenação de ex-catador por tráfico e associação para o tráfico de drogas

por Leonardo Coelho, Ponte Jornalismo

Por 2 votos a 1, o TJRJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro) considera o ex-catador de materiais recicláveis Rafael Braga Vieira culpado das acusações de tráfico e associação ao tráfico de drogas, em segunda instância, nesta terça-feira (12/12). A desembargadora Katya Monnerat, da 14ª Vara de Família do RJ, foi a primeira a votar contra a apelação da defesa de Rafael. Para ela, não há evidência de contradição nos depoimentos dos PMs. (mais…)

Ler Mais

Juventudes, direitos violados e esperança

Com o crescimento da desigualdade e da crise econômica, em 2017 o desemprego entre os jovens atingiu sua maior taxa em 27 anos. A cada três jovens, um está desempregado. Essa parcela da população é ainda fortemente afetada pela violência, sub-representação na política, racismo e sexismo

Por Nathalie Beghin*, no Inesc

As desigualdades no Brasil são abissais. Conforme atesta relatório recentemente lançado pela Oxfam Brasil[1], os 5% mais ricos possuem renda equivalente à de 95% da população! Dito de outra forma, uma trabalhadora que ganha um salário mínimo mensalmente levará 19 anos para receber o equivalente ao que um super-rico ganha em apenas um mês! Esse é o tamanho das nossas desigualdades. (mais…)

Ler Mais

Mestiçagem, harmonia e branqueamento: quem tem medo do homem negro?

Henrique Restier da Costa Souza, no Justificando

Apesar das nuances e interconexões entre ambas, existem basicamente duas interpretações sobre o modelo de relações raciais no Brasil: a primeira está relacionada com a dimensão harmoniosa desse modelo, seus defensores alegam que apesar da escravidão negra no Brasil, de profundas desigualdades raciais fruto desse processo e das constantes práticas discriminatórias, o modelo brasileiro seria superior àqueles implantados em países como EUA e África do Sul, paradigmáticos para estas comparações. (mais…)

Ler Mais

Diáspora Black: uma rede contra a discriminação em hospedagens

Criada por quatro empreendedores negros, iniciativa quer combater o racismo e valorizar experiências turísticas afrocentradas

por Djamila Ribeiro — CartaCapital

Formada pelo designer André Ribeiro, pelo jornalista Antonio Luiz, pelo mestrando em Desenvolvimento Territorial, Carlos Humberto da Silva e pelo artista visual Gabriel Oliveira, a Diáspora Black nasce com o objetivo de valorizar as identidades negras e experiências turísticas afrocentradas.  (mais…)

Ler Mais

Base Comum Curricular em discussão. Retrocesso no combate à discriminação e à violência contra a mulher e a comunidade LGBTI. Entrevista especial com Anna Helena Altenfelder

Ricardo Machado – IHU On-Line

Nesta semana, a discussão do texto final do projeto da Base Nacional Comum Curricular – BNCC entrou em pauta no Conselho Nacional de Educação – CNE. Em novembro, a última versão do texto, incluindo apenas Educação Infantil e Ensino Fundamental, foi encaminhada pelo Ministério da Educação ao Conselho, que deve analisar e emitir seu parecer sobre a matéria ainda antes da sanção do Governo Federal. Entidades do campo da Educação têm se manifestado por mais debate sobre o texto, argumentando que são necessárias modificações. O CNE já reconhece que não será possível finalizar as discussões nesta semana. A expectativa do Ministério era sancionar a nova BNCC ainda em 2017. (mais…)

Ler Mais

A aula de racismo e machismo à brasileira do Secretário de Educação do Rio

Por Ana Maria Gonçalves, no Justificando

“Pessoal, eu sei que fui derrotado, sei que sou minoria da minoria, sei que vou apanhar de novo.

Assim começa o texto sobre “racialização” que César Benjamin, secretário de Educação do Rio de Janeiro, publicou em sua página de Facebook no último dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra. Ali, sentindo que enfrentaria discordância, começa a arquitetar o plano de vitimização, apesar de ter se exposto por livre e espontânea vontade. No dia 22, ele coloca a segunda metade do plano em ação: “Eu não tinha a menor ideia de que estava sendo linchado por aqui, com a indigência intelectual e a desonestidade típica das manadas.” [grifos da colunista] (mais…)

Ler Mais

Todavía existe legislación que discrimina a las mujeres

Aunque los tiempos en que las mujeres por ley no podían votar o estudiar han sido superados, en América Latina y el Caribe todavía existen leyes que discriminan a las mujeres en distintos ámbitos. El Equipo Latinoamericano de Justicia y Género (ELA), junto con ONU Mujeres, está realizando un mapeo de leyes discriminatorias en la región con miras a facilitar su derogación

ONU Mujeres / Servindi

En América Latina y el Caribe hay mujeres que, por ley, en pleno 2017, no pueden heredar tierras, no pueden acceder a ciertos trabajos, como la minería, o no pueden darle su nacionalidad a los hijos e hijas que tengan. (mais…)

Ler Mais

Comércio de escravos na Líbia expõe tragédia de refugiados africanos

Para pôr fim a tratamentos desumanos, é necessário combater o racismo e as ideologias que reduzem pessoas a objetos. Todos nós somos seres humanos que carregam consigo a imagem divina, afirma jornalista Fred Muvunyi.

Em Deutsche Welle

Não estamos falando de animais nem de mercadorias, mas de homens, mulheres e crianças, de africanos a caminho da Europa, em busca de uma vida melhor. Em vez de alcançá-la, eles estão presos na Líbia, onde são transformados em escravos. (mais…)

Ler Mais