Criação de Coordenação de Assuntos Religiosos no governo do DF preocupa especialistas

Medida do governador Ibaneis Rocha (MDB) permite a participação de igrejas no governo e desafia a laicidade do Estado

Cristiane Sampaio, Brasil de Fato

Uma decisão anunciada pelo novo governador do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha (MDB), logo no início do mandato chamou a atenção de quem acompanha as políticas públicas no âmbito distrital: no último dia 7, o emedebista anunciou a criação de uma Coordenação de Assuntos Religiosos, que atuará no enfrentamento de problemas como “a violência familiar, o combate às drogas e a evasão escolar”.  

(mais…)

Ler Mais

‘Einstein e Newton estavam errados’: estimulada por políticos nacionalistas, ‘pseudociência’ avança [também] na Índia

Na BBC

Palestrantes de uma importante conferência realizada na Índia bateram de frente com a comunidade científica ao apresentar uma série de teorias irracionais durante o evento.

Enquanto alguns acadêmicos indianos contestaram descobertas de Isaac Newton e Albert Einstein, outros argumentaram que os antigos hindus inventaram a pesquisa com células-tronco.

(mais…)

Ler Mais

Bolsonaro, Estado laico e liberdade religiosa

Por Sayid Marcos Tenório

O processo eleitoral de 2018 trouxe à tona vários temas que pareciam ser consenso na sociedade brasileira, como a laicidade do Estado e liberdade de culto. Aquele conceito de que o Brasil é um país de diversidade cultural reconhecida, tolerante e que convive bem com novas culturas, não existe mais. Já era! O que emergiu da campanha e das urnas foi uma onda avassaladores de ódio, preconceito, racismo e intolerância.

(mais…)

Ler Mais

Fé sem censura

Por Pedro Calvi / CDHM

O Brasil é um Estado laico desde a Constituição de 1891, ou seja, não pratica uma religião oficial. Cada cidadão tem garantida a liberdade de consciência e de crença, o livre exercício dos cultos religiosos, além da proteção aos locais de culto e a suas liturgias. É o que prevê o artigo 5º da Constituição de 1988, de acordo com a Declaração Universal dos Direitos Humanos. (mais…)

Ler Mais

Falando com a Márcia. Por José Ribamar Bessa Freire

No Taqui Pra Ti

Oi Marcinha,

Tudo bem? Sei que estamos proibidos de conversar por decisão do juiz Rafael Cruz, nesta segunda-feira (16/07), que deu prazo de 15 dias úteis para o teu patrão Marcelo Bezerra Crivella se manifestar por escrito diante da acusação de improbidade administrativa, sob o risco de ser afastado do cargo de prefeito do Rio. Por isso, para despistar o juiz, me identifico aqui com meu nome traduzido ao inglês: Joseph Oversea Too Much, 71 anos, professor em duas universidades e colunista do Diário do Amazonas. (mais…)

Ler Mais

Projeto Escola Sem Partido: quando o interesse privado sufoca a esfera pública. Entrevista especial com Fernanda Moura

por João Vitor Santos, em IHU On-Line

Numa semana em que o Brasil ainda rescaldava o resultado de sua seleção de futebol, o clima estava quente na Câmara Federal. Apesar de gritos e trocas de ofensas, o tema não era futebol, assunto que muitas vezes esquenta os ânimos. Tratava-se de mais uma sessão da comissão especial que discute o Projeto de Lei 7180/14, apelidado de Escola Sem Partido. Na última quarta-feira, 11-07, foram três horas de discussão – na comissão especial, instância que antecede a votação em plenário –, até a suspensão do debate, deixando o assunto “de molho”. “O que vemos é uma reação a um processo de democratização da sociedade brasileira que tem sido marcado pelo avanço dessa onda conservadora”, avalia a professora Fernanda Pereira Moura. Ela desenvolveu uma pesquisa de mestrado que buscou entender o que é o Escola Sem Partido, projeto que tem um autor na Câmara, Erivelton Santana – PSC/BA, mas que também “pipoca” desde a Câmara Federal até Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores. (mais…)

Ler Mais

Justiça do Rio proíbe o prefeito de usar máquina pública em benefício pessoal ou de grupo religioso

Em caso de descumprimento, Marcelo Crivella pode ser afastado até julgamento

No G1

A Justiça do Rio determinou, nesta segunda-feira (16), restrições à atuação do prefeito Marcelo Crivella (PRB), após a revelação de uma reunião secreta com pastores no Palácio da Cidade, na semana passada.

O juiz Rafael Cavalcanti Cruz, da 7ª Vara de Fazenda Pública, determinou que Crivella está proibido, por exemplo, de usar a máquina pública em interesse de grupos religiosos, de privilegiar o uso de serviços públicos (como filas de hospitais) ou de realizar censos religiosos. (mais…)

Ler Mais

Ministério Público do Rio vai investigar encontro em que Crivella ofereceu benefícios a pastores, aproveitando ‘oportunidade dada por Deus’

O Prefeito ofereceu a cerca de 250 pastores evangélicos benefícios como cirurgias de cataratas, vasectomia e varizes, além de isenção de IPTU. E explicou: “Igreja não pode pagar IPTU, nem em caso de salão alugado. Mas, se você não falar com o doutor Milton, esse processo pode demorar e demorar. Nós temos que aproveitar que Deus nos deu a oportunidade de estar na Prefeitura para esses processos andarem”. (TP)

No G1 RJ (mais…)

Ler Mais

Para o pastor Ariovaldo Ramos, a mídia brasileira é uma ‘escola de fake news’

Integrante de comunidade evangélica defende Estado laico e critica uso da religião como instrumento para “ganhos particulares”. Ele vê o racismo como “a maior agressão que se pode fazer a Deus”

por Redação RBA

São Paulo – O pastor evangélico Ariovaldo Ramos, convidado de Juca Kfouri no programa Entre Vistas, às 21h desta terça-feira (3), na TVT, é voz pouco usual no meio religioso televisivo. Aliás, Ariovaldo é absolutamente contrário a que instituições religiosas usufruam de concessões de rádio ou televisão. “Uma concessão pública, como a que a Record tem, me parece que só é possível numa perda total da noção da laicidade do Estado”, diz, lembrando que cabe ao Estado a outorga de concessões. (mais…)

Ler Mais

110 anos de Umbanda, religião dos oprimidos

Em tempos de padres e pastores pop-star, uma religião fundada por negros e índios, sem estruturas de poder, não pode ser tolerada — pois mostra a todo instante que é possível viver o sagrado de outro modo

Por Fran Alavina, no Outras Palavras

Em tempos não de simples intolerância, mas de perseguição escancarada e fanática, já é por si só um ato político fazer memória de uma das religiões vítimas da perseguição cristã destes dias: a Umbanda. No último dia 15 de novembro, a Umbanda entrou nos preparativos para a comemoração de seus 110 anos. Fundada em 1908, no Rio de Janeiro, esta forma de vivência do sagrado traz em seu bojo dois gestos de caráter eminentemente político: a resistência e a oposição a toda forma de preconceito. Estes gestos políticos que marcaram a fundação desta religiosidade tipicamente brasileira não se perderam, nem se enfraqueceram, ao contrário, se caracterizam até hoje como uma de suas mais fortes determinações. (mais…)

Ler Mais