Jesus visita hotel de prostituição. Por frei Gilvander Moreira*

“Quando Deus andou no mundo..!”
 “(…) as prostitutas vos precederão no Reino de Deus” (Mateus 21,31).
“De que me vale ser filho da santa / Melhor seria ser filho da outra / Outra realidade menos morta / Tanta mentira, tanta força bruta…” (Música Cálice, de Chico Buarque)

Certa vez, Jesus reuniu as discípulas e os discípulos e os convidou para a missão: “Quando vocês forem anunciar a Boa Nova do Reino, não levem dinheiro nem comida, mas confiem no povo. Digam: O Reino chegou! Está chegando!'” E as discípulas e os discípulos assim foram para a missão.

(mais…)

Ler Mais

Criança negra é arrastada para fora de estação por seguranças de metrô no RJ

Segundo testemunhas, menino de 12 anos estava cantando e dançando em plataforma da estação Botafogo quando, em discussão com seguranças, levou “gravata” e foi arrastado para fora da catraca

Por Leonardo Coelho, especial para a Ponte

Uma criança de 12 anos foi retirada à força por seguranças da estação Botafogo do metrô, na última quinta-feira (28/2), no Rio de Janeiro. Imagens mostram que um dos funcionários dá uma “gravata” no menino, que começa a chorar e gritar “está me machucando” enquanto outro o arrasta pelo braço.

(mais…)

Ler Mais

Quilombola capixaba lança primeiro clube de leitura antirracista do Brasil

Com entrega mensal de livros a associados, Pretaria BlackBooks busca visibilizar produção literária negra

Do Século Diário, no Geledés

Nascida no quilombo de Angelim, em Conceição da Barra (norte do Estado), e fundadora do Coletivo Negrada em Vitória, Mirtes dos Santos era figura atuante no movimento negro capixaba até sua ida para o Niterói (RJ) para cursar Mestrado em Direito e Sociologia na Universidade Federal Fluminense (UFF). Nesta semana, ela apresentou junto a um grupo de colaboradoras o projeto do Clube Pretaria BlackBooks, o primeiro clube literário especializado em livros voltados para promoção da igualdade racial e formação antirracista no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Shopping de SP quer apreender crianças pobres e entregá-las para a PM

Juiza negou o pedido e disse que local busca ‘um salvo-conduto para efetivar uma genuína higiene social’

Na Carta Capital

O shopping Pátio Higienópolis volta a ser envolvido em um caso de discriminação. Dessa vez, o centro de compras localizado em área nobre de São Paulo quer impedir que crianças desacompanhadas circulem entre os frequentadores. Neste caso, entenda-se por crianças desacompanhadas meninos e meninas em situação de rua. É o terceiro caso polêmico, envolvendo discriminação, em menos de 2 anos.

(mais…)

Ler Mais

Firme defesa das minorias: Leia o voto do ministro Celso de Mello sobre a criminalização da homofobia

Por Ana Pompeu, no Conjur

Em voto que, quando proferido, já foi considerado histórico pelos colegas de Plenário, Celso de Mello foi uma voz firme na defesa dos direitos das minorias, do relevo e importância da Constituição e seus dizeres e das prerrogativas e competências do Supremo Tribunal Federal. O decano da corte concluiu, nesta quarta-feira (20/2), a avaliação que fez da ação por omissão que relata e que pede a criminalização da LGBTfobia.

Foram 155 páginas em que, por fim, declarou a mora inconstitucional do Congresso Nacional em criminalizar homotransfobia e, por isso, defendeu interpretação conforme a Constituição enquanto não houver legislação específica, do próprio Legislativo, para equiparar a prática à de racismo. Mais do que isso, no entanto, fez um discurso contundente e bastante conectado à conjuntura brasileira dos últimos meses.

(mais…)

Ler Mais

Jornalismo passivo, racismo naturalizado

Por Dairan Paul, no Observatório da Imprensa

No último dia 15, as cenas de um estrangulamento em um mercado do Rio de Janeiro chocaram o país, quando o segurança do estabelecimento imobilizou e matou um jovem negro. Imagens gravadas mostram clientes assistindo ao acontecimento e apelando para que o funcionário soltasse o rapaz. Nas gravações, ele é visto conversando com o vigilante, até ser subitamente derrubado e morto.

(mais…)

Ler Mais

RJ – MPF cria comissão permanente com lideranças de religiões de matrizes africanas na Baixada Fluminense

Inquérito Civil Público será instaurado para acompanhar demandas para a promoção da liberdade religiosa e combate à intolerância

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

O Ministério Público Federal recebeu no último dia 14, na sede da Procuradoria da República em São João de Meriti, lideranças de comunidades de terreiro e das religiões de matriz africana da Baixada Fluminense. A reunião teve como objetivo tratar de medidas de valorização e dos problemas que os praticantes destas religiões enfrentam. Na ocasião, o MPF reafirmou que está à disposição para diálogo com os Povos de Santo e criou, junto aos presentes, uma comissão de acompanhamento permanente das questões.

(mais…)

Ler Mais

Manifesto da AJD contra política de extermínio de Negros(as) e Moradores(as) nas Favelas e Periferias

AJD

A Associação Juízes para a Democracia, entidade não governamental sem fins lucrativos ou corporativos que tem por objetivos o respeito absoluto e incondicional aos valores jurídicos próprios do Estado Democrático de Direito vem se manifestar publicamente sobre a Chacina do Fallet, na zona norte do Rio de Janeiro, ocorrida em 08 de fevereiro de 2019, com 13 pessoas brutalmente assassinadas.

(mais…)

Ler Mais

“Não há saúde mental onde tem racismo”, afirma psicanalista

A luta de ativistas por direitos se torna, muitas vezes, uma luta para manter a sanidade

Por Carol Scorce, na Carta Capital

O suicídio da ativista Sabrina Bittencourt, que ajudava na denúncia de abusos sexuais, entre eles o que levou à prisão do médium João de Deus, assim como outros casos de menor repercussão na mídia, como a morte de Daniel Teixeira, do movimento negro do Capão Redondo, e que em 2016 também decidiu pôr fim à própria vida, acendem a luz sobre os reveses da vida de um militante, e da importância da saúde mental na atividade política para fora dos muros.

(mais…)

Ler Mais

Donata Meirelles foi obrigada a pedir demissão para Vogue Brasil não demiti-la

Após caso de racismo, socialite pediu desligamento para não desgastar imagem dela e do marido, o publicitário baiano Nizan Guanaes

Por Yuri Silva. no Jornalistas Livres

A socialite Donata Meirelles, esposa do publicitário baiano Nizan Guanaes e agora ex-diretora de estilo da revista Vogue Brasil, foi obrigada a pedir demissão da publicação internacional após o caso de racismo envolvendo sua festa de aniversário de 50 anos, realizada no Palácio da Aclamação, em Salvador, na última semana. O Baile da Vogue, festa que reúne artistas e personalidades próximo ao Carnaval e em 2019 aconteceria no dia 21, com o tema de antigas óperas, também foi cancelado.

(mais…)

Ler Mais